Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Vontade de Chorar do Nada Não é Normal: Causas e como Superar

Vontade de Chorar do Nada

Ter vontade de chorar do nada não é um bom sinal.

A tristeza está caracterizada como uma emoção negativa em nossa sociedade. Desse modo, um dos sinais de tristeza melhor identificados por nós é quando choramos. Porém, nem sempre o choro é acompanhado de uma emoção ruim.

Muitas vezes as pessoas choram de alegria. Como por exemplo, o casamento de uma filha, o nascimento do sobrinho, do neto, uma apresentação da filha na escola podem nos despertar muita alegria e podemos chorar por isso.

Algumas pessoas têm maior sensibilidade para algumas emoções e muitas delas choram por qualquer coisa. Uma expressão muito conhecida e que a pessoa se caracteriza é “sou uma manteiga derretida, choro por qualquer coisa”.

Desse modo, tem pessoas que tendem a chorar com mais facilidade e isso não é um defeito; ela só é mais sensível naturalmente para lidar com algumas emoções que a situação desperta.

Ou seja, a pessoa pode chorar quando assiste uma cena romântica na novela, assistindo um filme, quando alguém lhe conta uma história triste. No entanto, ter vontade de chorar do nada, acompanhado de tristeza e constrangimento em pessoas que nunca foram “manteiga derretida” pode ser sinal de que a pessoa não está bem e que ela pode estar apresentando sintomas de depressão.

 

É normal chorar por qualquer coisa?

É fato: chorar faz parte da vida. Desde o primeiro berro do bebê ao nascer, as lágrimas já servem como forma de comunicação e expressão de emoções. Seja tristeza, alegria, frustração ou até mesmo como resposta a uma cebola mal picada, chorar é uma resposta natural do nosso corpo.

Mas e quando as lágrimas brotam fácil demais, por qualquer coisa boba? Aí a coisa muda de figura. Chorar por qualquer coisa, principalmente se isso se torna frequente, pode ser um sinal de que algo não vai bem.

Mas como funciona o choro?

Lágrimas são, na verdade, um reflexo do nosso sistema nervoso. Quando sentimos emoções fortes, como tristeza, o corpo libera hormônios que estimulam as glândulas lacrimais a produzir lágrimas.

Elas servem para lubrificar os olhos, mas também para comunicar nossas emoções aos outros.

Então, é normal chorar por qualquer coisa?

A resposta é: depende. Chorar de vez em quando por motivos bobos até que não tem problema. Mas se você se vê chorando com frequência, sem motivos aparentes, ou se as lágrimas interferem na sua vida diária, aí é bom ficar de olho.

Lágrimas demais podem ser sinal de problemas emocionais! Isto é, se a vontade de chorar for o único sintoma, provavelmente não é motivo de preocupação. Mas se vier acompanhada de outros sintomas, como:

 

Aí sim é hora de buscar ajuda profissional. Um psicólogo poderá te ajudar a entender o que está acontecendo e te dar o suporte necessário para lidar com as suas emoções.

atendimento psicológico online

Quando ter vontade de chorar não é normal?

Uma pessoa pode estar deprimida sem se dar conta. Ela presta atenção no seu choro frequente porque nunca foi assim e porque se sente constrangida frente às pessoas, mas não entende o que está acontecendo, o porquê de estar assim ultimamente.

Os mais próximos começam a notar que a pessoa está mais sensível e um pequeno motivo à leva a emoções mais extremas que despertam o choro. Em seguida, o choro começa a ocorrer em diversos ambientes, incluindo trabalho, sala de aula, shopping, restaurante, o que a leva ao isolamento por não querer se sentir exposta na frente dos outros.

O choro fácil é um sinal de que a pessoa pode estar com depressão. No entanto, somente chorar não significa que a pessoa tem o transtorno.

Logo procurar ajuda profissional é importante, pois existem muitos motivos para fazer terapia para ajudar a tratar traumas e transtornos.

 

Vontade de chorar do nada, como identificar a causa?

Já aconteceu com você de estar tudo bem e, de repente, vontade de chorar do nada aperto no coração? Pois é, essa sensação chata pode ter várias causas, desde as mais comuns até as mais inesperadas.

Às vezes, a gente tá acumulando tanta coisa que nem percebe, sabe? Trabalho, estudos, problemas em casa… aí, qualquer coisinha vira um gatilho e bum, as lágrimas já rolam. É como se a gente tivesse um balão de emoções que, quando enche demais, precisa esvaziar.

Mas atenção: nem sempre o choro sem motivo é só coisa de momento. Se você anda chorando com frequência e sem motivo aparente, vale a pena ficar de olho.

Pode ser sinal de que algo não tá bem, como depressão, ansiedade ou outras doenças. Nesses casos, o importante é procurar ajuda profissional para entender o que está acontecendo e receber o tratamento adequado.

Quer entender melhor o que pode estar causando essa vontade de chorar do nada? Veja a seguir!

 

Sintomas da depressão

Dessa forma, para o diagnóstico de depressão, precisamos considerar outros sintomas associados ao choro repentino como:

  • Não sorrir;
  • Não achar graça em nada;
  • Vontade de não sair de casa e não se cuidar;
  • Pessimismo;
  • Irritação;
  • Muito sono ou insônia;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Perda de sentido na vida;
  • Falta de concentração;
  • Baixo rendimento no trabalho ou estudo;
  • Cansaço.

 

Portanto, a pessoa que nunca foi de chorar à toa provavelmente está apresentando outros sintomas que podem estar sinalizando que está com depressão e não está se dando conta.

 

Sintomas de ansiedade

É como se o seu corpo e a sua mente estivessem em alerta máximo, sabe? Coração batendo igual tambor, respiração ofegante, suor nas mãos, tremedeira, aperto no peito… tudo isso pode rolar.

Às vezes, até pensamentos negativos e catastróficos tomam conta da cabeça.

Alguns dos sintomas da ansiedade são:

  • Taquicardia;
  • Falta de ar;
  • Tremores;
  • Sudorese;
  • Tensão muscular;
  • Dificuldade de concentração;
  • Irritabilidade;
  • Insônia;
  • Desânimo e falta de motivação.

 

E aí vem o choro. Quando a ansiedade aperta, a gente fica tão sobrecarregado que as emoções explodem. É como se o corpo precisasse liberar toda aquela tensão de alguma forma.

Do ponto de vista científico, a ansiedade tá ligada ao sistema nervoso simpático. Esse sistema é o responsável por colocar o corpo em modo “luta ou fuga” quando a gente se encontra em perigo.

Só que, no caso da ansiedade, a gente tá em perigo imaginário! O cérebro fica achando que tem alguma ameaça, mesmo que não tenha, e aí libera um monte de hormônios que causam todos aqueles sintomas que a gente já viu.

Exemplo: imagine que você tá fazendo uma prova importante. A ansiedade toma conta de você: coração batendo forte, suor nas mãos, mente travada. Nessa situação, é bem possível que você comece a chorar de nervosismo.

Mas atenção! Nem todo choro repentino é ansiedade. Às vezes, a gente chora de tristeza, de raiva ou até de felicidade. O importante é observar se o choro está acontecendo com frequência e se vem acompanhado de outros sintomas, como os que a gente já mencionou.

Se você tá com essa sensação de que vai chorar do nada e tá com outros sintomas de ansiedade, busque ajuda profissional.

Um psicólogo ou psiquiatra pode te ajudar a entender o que está acontecendo e te dar as ferramentas para lidar com a ansiedade de um jeito saudável, recuperando o controle sobre suas emoções.

 

Sintomas de estresse

O estresse funciona como um alerta do nosso corpo, nos colocando no modo “lutar ou fugir” para lidar com momentos difíceis. Só que, quando esse alerta fica ligado por muito tempo, aí é que o bicho pega.

É nesse ponto que os sintomas do estresse começam a aparecer, como:

  • Cansaço ou fraqueza excessiva, mesmo sem ter feito nada demais;
  • Dificuldade de dormir ou acordar cedo;
  • Irritabilidade e falta de paciência;
  • Dificuldade de se concentrar;
  • Tensão muscular e dores de cabeça;
  • Mudanças no apetite (comer mais ou menos que o normal);
  • Sensação de desânimo e tristeza profunda.

 

Em situações como essa, você pode sentir vontade de chorar do nada aperto no coração. Quando a gente tá estressada, o corpo libera um monte de hormônios, como o cortisol. Esse cortisol em excesso pode bagunçar nosso equilíbrio emocional, nos deixando mais sensíveis e até nos fazendo chorar com mais facilidade.

Por exemplo, pense que você tem vários prazos no trabalho e, de repente, seu chefe te chama para uma reunião super importante de última hora.

Nessa situação, é normal sentir o coração batendo mais rápido, as mãos suando e até ter vontade de chorar, tudo por causa do estresse nos colocando em modo “luta ou fuga”.

O choro, obviamente, nem sempre é algo ruim! Ele pode ser uma forma de liberar a tensão e as emoções reprimidas. Só que, se você tá chorando com frequência e sem motivo aparente, é importante buscar ajuda profissional.

Um psicólogo pode te ajudar a entender o que está causando o seu estresse e te fornecer estratégias para lidar com ele de uma forma mais saudável.

 

Sintomas de bipolaridade

Outro transtorno que pode apresentar vontade de chorar do nada é o transtorno de bipolaridade. A pessoa pode estar super feliz e de repente, começar a chorar do nada.

Isso ocorre pela característica do transtorno, que faz com que a pessoa tenha mudanças de humor repentinas (uma hora está feliz e uma hora está triste), gerando angústia e desconforto emocional.

Para o diagnóstico do transtorno de humor bipolar, além do choro repentino, precisamos prestar atenção se há mudanças repentinas de humor, que podem ocorrer em diversos graus de intensidade.

No geral, outros sintomas que podem ocorrer são:

  • Irritação;
  • Pensamento e fala acelerados;
  • Dificuldade para concluir tarefas;
  • Desmotivação;
  • Muito sono ou insônia;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Desinteresse por coisas que achava prazerosas;
  • Compulsões (compras exageradas).

 

Tanto na depressão quanto no transtorno de humor bipolar, o choro repentino acompanhado de tristeza ocorre porque temos uma baixa na produção de algumas substâncias que temos no cérebro, que são responsáveis pela nossa sensação de bem-estar.

Portanto, se você está parado e começa ter um aperto no coração e vontade de chorar do nada, preste atenção se existem outros sinais. Assim, se você chegar à conclusão que tem mais sintomas associados ao choro fácil, procure ajuda.

 

Sintomas de síndrome do pânico

Imagina ter um ataque de pânico do nada? O coração batendo forte, a respiração desgovernada, a sensação de que vai desmaiar… É horrível, né? Mas sabia que um dos sintomas dessa crise pode ser o choro repentino?

Pois é, o pânico pode te deixar com vontade de chorar sem motivo aparente.

A síndrome do pânico é basicamente um tipo de medo intenso que surge do nada e pode acontecer em qualquer lugar, a qualquer momento. Parece que seu corpo entra em modo de “lutar ou fugir” sem aviso prévio.

Vários fatores podem contribuir para um ataque de pânico, como:

 

Durante um ataque de pânico, seu corpo libera hormônios do estresse, como a adrenalina e o cortisol. Essa onda de hormônios deixa você em alerta máximo, preparando seu corpo para lutar ou fugir.

Só que, às vezes, essa reação pode ser tão intensa que acaba te deixando sobrecarregado emocionalmente. É aí que o choro entra em cena.

O choro pode ser uma forma de liberar a tensão e o estresse que você está sentindo. É como se as lágrimas fossem uma válvula de escape para as emoções que você não consegue controlar no momento.

Imagine que você está no trabalho, super estressado com a pilha de tarefas. De repente, você começa a sentir seu coração batendo forte, a respirar ofegante e a ter tontura. Você sente que vai desmaiar e começa a chorar sem parar.

Nesse caso, o choro pode ser um sinal de que você está tendo um ataque de pânico. Os hormônios do estresse tomaram conta do seu corpo e as suas emoções estão à flor da pele.

Vontade de Chorar do Nada como Superar

 

Diferença entre depressão e tristeza

Vontade de chorar do nada é normal? Bom, adiantamos que nem sempre!

A tristeza é um sentimento humano natural, como a alegria, a raiva ou o medo. É uma resposta emocional a eventos da vida, como a perda de um ente querido, o fim de um relacionamento, um fracasso profissional ou até mesmo um dia chuvoso.

Pense na tristeza como uma onda do mar. Ela aparece, causa um pouco de agitação e depois se dissipa, voltando à superfície calma da vida. É passageira, dura algumas horas ou dias, e normalmente tem uma causa específica.

Já a depressão é um transtorno mental que vai além da tristeza comum. É como se essa onda da tristeza se transformasse em um tsunami, inundando a vida da pessoa por semanas, meses ou até anos.

A depressão não se limita a um evento específico. Ela se manifesta como um desânimo persistente, afetando os pensamentos, sentimentos e comportamentos da pessoa. Pode desencadear vontade de chorar do nada aperto no coração, e por aí vai.

É como se um véu cinza cobrisse tudo, diminuindo o interesse por coisas que antes davam prazer, prejudicando o sono, o apetite e a concentração, e levando a pensamentos negativos e pessimistas.

A solidão também é um sinal forte da depressão, aumentando ainda mais a sensação de estar sozinha e sem esperança.

Diferenças entre tristeza e depressão:

 

Característica Tristeza Depressão
Duração Horas ou dias. Semanas, meses ou anos.
Intensidade Leve ou moderada. Grave.
Causa Evento específico. Não necessariamente.
Sintomas Choro, desânimo, falta de energia. Os mesmos da tristeza, em intensidade maior, além de fadiga.
Impacto Afastamento de algumas atividades. Dificuldade em realizar atividades do dia a dia.
Tratamento Geralmente não necessita. Psicoterapia, medicação ou ambos.

 

capa do infográfico diferença entre ansiedade e depressão

 

Como superar a tristeza e vontade de chorar do nada?

Coração apertado, olhos marejados, um nó na garganta… a tristeza bate à porta e, de repente, a vontade de chorar toma conta. Se você já passou por essa sensação, sabe bem como ela pode ser sufocante.

Mas calma, você não está sozinha! Essa é uma emoção humana normal, e existem maneiras de lidar com ela de forma leve e saudável.

A seguir, vamos te dar 4 dicas para superar a tristeza e a vontade de chorar do nada. Bora lá?

 

1. Permita-se sentir

Se a vontade de chorar apertar, não reprima. Deixe as lágrimas rolarem, elas podem ser um grande alívio para as suas emoções.

Abrace a tristeza, reconheça-a como parte de você e permita-se sentir tudo o que está acontecendo dentro de si.

 

2. Abrace o autocuidado

Em momentos assim, cuidar de si mesmo é essencial. Dê um tempo para relaxar e fazer algo que te traga prazer. Pode ser um banho quente, um filme legal, um livro que você ama, uma música relaxante… o importante é encontrar algo que te faça se sentir bem e te ajude a se conectar consigo mesmo.

 

3. Conecte-se com sua rede de apoio

Falar sobre o que você está sentindo com pessoas que te apoiam e te acolhem pode fazer toda a diferença.

Converse com amigos, familiares ou alguém de sua confiança. Compartilhar seus sentimentos te ajuda a se sentir melhor, menos sozinho(a) e te dá uma perspectiva diferente da situação.

 

4. Busque ajuda profissional

Se a tristeza e a vontade de chorar forem frequentes e intensas, ou se estiverem interferindo na sua vida cotidiana, buscar ajuda profissional é o melhor caminho.

Um psicólogo(a) te ajudará a entender melhor suas emoções, desenvolver mecanismos saudáveis para lidar com elas e te dará o suporte necessário para superar esse momento difícil.

 

tipos de autocuidado

 

Como a psicoterapia ajuda a lidar com as crises de choro?

Afinal, como a psicoterapia te ajuda a lidar com as crises de choro? Calma, vamos te explicar!

Primeiro, a psicoterapia online te ajuda a entender a raiz do problema. Por que você chora tanto? É por causa do estresse? Da ansiedade? De um trauma que ainda te assombra?

Desvendar a origem das suas emoções é o primeiro passo para superá-las.

Depois de entender o que te leva às lágrimas, o psicólogo vai te ensinar ferramentas para lidar com elas. Técnicas de respiração, relaxamento e mindfulness podem te ajudar a controlar a ansiedade e acalmar o corpo e a mente.

Além disso, ele trabalha contigo pra fortalecer tua autoestima e confiança. Quando você se sente bem contigo mesmo, tá mais preparada para encarar os obstáculos da vida e menos propensa a ficar vulnerável a crises emocionais.

 

Se você está se sentindo triste, tem vontade de chorar sem motivos ou se identifica com os sintomas comentados acima, Entre em contato com nossa equipe de atendimento e agende a sua Consulta VIP hoje mesmo!, Online ou Presencial, com um Psicólogo ou Psicóloga. Temos a garantia do melhor atendimento e psicólogos altamente qualificados.

 

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus

    Se identificou com o assunto deste post?

    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Seu telefone

    37 respostas

    1. Meu nome é Isa, tenho 27 anos, sou casada a quase 9 anos, tenho uma filha de 4 anos, ultimamente sinto muita tristeza como se eu não fosse suficiente pro meu parceiro o tempo todo acho que ele está conversando com outras mulheres devido ele já ter feito isso, não consigo ter confiança apesar dele ter se arrependido e dizer que me ama , tô o tempo todo pegando o celular dele vasculhando, me sinto feia gorda sem amigos, como se eu não valesse nada cobro muito do meu marido querendo sempre que ele poste foto nossa nas redes sociais , posso, acho que o fato de eu estar me sentindo assim está até atrapalhando o nosso relacionamento, não consigo dar atenção pra minha filha começo a chorar, estou sempre nervosa, não queria ter que passar com psicóloga, não sei o que fazer.

      1. Olá Isa!

        A insegurança no relacionamento é algo que pode tirar o nosso sono de vez em quando, mas não deve se tornar um impedimento para uma vida saudável e equilibrada ao lado de quem amamos. É muito difícil recuperar a confiança em alguns casos, principalmente quando nos sentimos insuficientes. Sua narrativa traz diversas questões sobre autoestima, medo, preocupação e nervosismo. Esses são pontos que um psicólogo especialista pode te ajudar a resolver! Com ele, você vai encontrar acolhimento e o mais importante: o resgate de si mesma.

        A Psicotér gostaria de se de colocar à disposição para te ajudar com essas questões e possíveis dores emocionais que estejam atrapalhando o seu dia a dia… Entre em contato com nossa equipe de atendimento para mais informações: https://psicoter.com.br/fale-conosco/

        Grande Abraço!

    2. Eu tenho 18 anos e fui diagnosticada com depressão, e além disso eu tenho depressão desde os meus 11 anos de idade, descobri que vários hábitos e atitudes que eu tinha, eram sintomas de depressão e me encontrei sem nem saber mais quem eu sou de verdade, ou confusa se aquilo faz parte da minha personalidade ou da depressão, eu as vezes sinto vontade de chorar do nada e também estou anormalmente sensível à qualquer mínima situação de estresse, tudo me faz chorar, eu estou fazendo terapia, mas to confusa, não sei mais lidar comigo mesma, com a minha falta de cuidados comigo mesma, com a minha preguiça e procrastinação, tem sido muito difícil

      1. Olá Jennifer,

        a luta contra a depressão é realmente muito dura e, dentro das suas próprias palavras, confusa. Em alguns momentos ela se manifesta mais ou menos, dependendo do que a gente enfrenta ao longo da vida. Comunicar isso aos outros e administrar o nosso tempo através disso é duro, exige muita coragem, mas deixa qualquer um esgotado, no limite. Isso não significa que você deva desistir ou passar por esse processo sozinha! A Psicotér se disponibiliza em te ajudar, viu? Você pode entrar em contato com nossa equipe de atendimento para fortalecer essa jornada!
        Grande abraço!

    3. Olá, meu nome é Dhiego, tenho 26 anos.
      Tenho uma vida que sem dúvidas posso chamar de boa, um bom emprego, uma boa esposa, tenho casa, moto, um bom estilo de vida, não tenho que me queixar.
      Mas fazem 2 semanas que venho me sentindo estranho, com vontade de chorar o tempo todo e com um tipo de “dor/aperto” no coração, na verdade faz pouco mais de uma semana, eu tive uma crise de choro muito forte na frente da minha esposa e não sabia dizer o motivo, no dia seguinte eu me senti melhor, mas conforme os dias foram passando, essa vontade de chorar foi voltando, e a cada dia vem ficando mais forte.
      Sinto essa “dor” e vontade de chorar principalmente no trabalho, não sei dizer o motivo, até por que eu ainda brinco com colegas, converso, faço piadas, mas essa vontade de chorar e aperto no peito não já não está parando, hoje mesmo está muito forte… Não quero que ninguém me veja assim, nem que me vejam digitando isso.
      Preciso de ajuda, preciso entender o que ta acontecendo comigo.

      1. Olá Dhiego!

        Mesmo tendo uma vida boa e com pessoas ótimas ao nosso lado, às vezes, a gente precisa de um tempinho para olhar mais para dentro! Chorar do nada e sentir esse aperto forte no peito não é motivo para vergonha e sim para pedir ajuda. Sabemos que pode ser muito delicado, especialmente por não saber de onde vem esse desconforto, mas saiba que tudo pode ficar mais fácil através do diálogo e do acompanhamento psicológico. Um profissional vai saber te guiar nessa jornada de autoconhecimento, além de sanar as suas dúvidas com relação essas emoções novas, viu?

        Nós, da Psicotér, seguimos à disposição para te ajudar a encontrar esse profissional ideal e que atenda todas as suas demandas da melhor maneira possível! Grande abraço!

    4. Ultimamente me sinto tão inútil, é como se eu não pertencesse a esse lugar, é como se eu não me encaixasse aqui, sabe? Pra mim tudo perdeu a graça, não consigo decidir mais nada pra minha vida, eu estou sempre confusa, sempre duvidando se o que escolhi é o que quero pra mim mesmo, penso demais em tudo, no depois, no agora, como vou fazer, se der errado, se to perdendo tempo, em fim, é um inferno! nunca consigo concluir o que eu planejei, não me sinto capaz, em casa não consigo ter apoio, pois sempre escuto que preciso é de igreja, pessoas ao meu redor não me entende, acham que estou de drama ou simplesmente pq eu quero tudo na mão, que eu não me esforço. Não saio de casa pra nada, é raro ir no portão pegar minha própria encomenda, geralmente peço pra alguém da minha familia, ir buscar pra mim, não me sinto bem sabendo que as pessoas vai me ver, ficar me olhando, me sinto incomodada, em fim… Eu não quero morrer, mas as vezes eu acho que é a unica opção…

      1. Olá Juliana,

        nutrir pensamentos autodestrutivos pode ser um sinal de alerta de que algo não vai bem. Sabemos que ficar triste, vez ou outra, é normal. Mas quando o desânimo toma conta da nossa rotina, é importante buscarmos ajuda profissional. Não é um caminho simples, mas se torna fundamental para que voltemos a nos sentir bem e com vontade das coisas novamente. Um psicólogo pode te ajudar a superar essas barreiras, viu? E nós, da Psicotér, seguimos à disposição para te ajudar nessa jornada!

        Forte abraço!

    5. Me chamo Ane Carine tenho 28 anos, de umas semanas pra cá estou sentindo um aperto tão forte dentro do meu peito muita mais muita vontade de chorar, já tomei remédio para tirar minha vida mais meu companheiro não deixou. Sou mãe de dois anjinhos, não queria me ver assim me dói mto , mais não sei oque está acontecendo …a única vontade que me dá é de me isolar e chorar mto aí as vezes me pergunto pq tudo isso sendo que sou uma uma mulher tão amada pelo meu companheiro, meus filhos e mãe etc…preciso mto de ajuda!!!!

      1. Olá Ane!

        Reconhecer que precisa de ajuda já é o primeiro passo em direção à melhora da sua saúde mental. Ter esse sentimento de vazio e a vontade constante de chorar podem ser sinais de que algo interno não está funcionando bem e somente um profissional, como um psicólogo, pode te dar as respostas certas nessa hora. É muito importante que você encontre esse apoio para se sentir renovada e mais autoconfiente! Isso irá melhorar a sua autoestima e até as suas relações familiares, sabia?

        A Psicotér segue à disposição para te ajudar nessas questões, se você quiser. Grande abraço!

    6. Eu gosto de ficar sózinha, queria poder me isolar de todo mundo, ir para um lugar onde só tenha eu, se saio na rua todo mundo olha
      Para mim e algumas pessoas riem de mim e
      Eu fico chateada, por isso não gosto de sair,
      E eu não gosto de ninguém, só de mim mesma. Já estou cansada de fazer sempre as mesmas coisas em casa, estudar, fazer serviço em casa, desenhar, queria fazer algo diferente, nada disso tem graça pra mim, se saio na rua as pessoas riem de mim, se fico em casa não tem nada pra fazer, não gosto das outras pessoas, olho para elas e fico com raiva, não gosto nem do meu pai, do jeito dele, prefiro eu, só eu, não gosto dessas meninas que eu encontro na rua, em grupinhos, dando risadas, porquê não tenho amigos, eu faço amizades e depois sou abandonada por eles sem motivo algum, e eles ainda me maltratam. Eu gosto de ouvir algumas músicas, porquê algumas delas passam um sentimento pra mim, algumas eu gosto do sentimento, outras eu também gosto do sentimento, mas me dão vontade de chorar, e eu gosto disso e começo a chorar, e me imagino sozinha num lugar onde não tenha ninguém, apenas eu. Às vezes eu escuto essas músicas porquê quero ficar triste e chorar e me imaginar sozinha nesse lugar.

      1. Oi Thaís,

        esses sentimentos narrados são muito fortes e te fazem mal cada dia mais… O ideal seria poder contar com um profissional psicoterapeuta que pudesse te ajudar a desabafar e a cuidar ainda mais da sua saúde mental! Nem sempre sabemos o que fazer com essa grande carga de energia emocional, mas você pode encontrar formas mais saudáveis de lidar com isso, sabia? Confira o nosso e-book, talvez ele te ajude a entender melhor que se passa: http://psicologa-porto-alegre.psicoter.com.br/ebook-problemas-emocionais

        A Psicotér se coloca à disposição para te ajudar nessa caminhada, viu?

    7. eu tive depressão severa em 2016 ,associada a ansiedade , hoje ainda não me considero curada pois pra mim não tem cura, estou no processo de desmame dos medicamentos , continuo me sentindo num lixo , e agora acho que sou bipolar pois fico triste do nada vou dá alegria e euforia a tristeza profunda lágrimas e desânimo em questão de segundos eu não quero viver assim , já vi que vou morrer tomando remédios ,e muito difícil !

      1. Olá Cintia,

        enfrentar tantas emoções como essas pode ser um sinal de alerta muito grande, especialmente se já existe um diagnóstico mais antigo relacionado a elas. O ideal é buscar a ajuda de um profissional que possa avaliar a sua situação atual, além de te ajudar a superar essas mudanças de humor repentinas. Isso vai te deixar mais livre e satisfeita consigo mesma! Quanto aos remédios, somente um profissional psiquiatra poderá reavaliar e colaborar com um novo diagnóstico.

        Se quiser, nós, da Psicotér, seguimos à disposição para te ajudar nessa caminhada, viu?

    8. Oi, tenho 27 anos. Tenho uma vida normal, mas, do nada, eu começo a chorar. E, isto vem ganhando uma maior frequência, ultimamente. Quando estou fazendo compras no mercado ou em situações bem aleatórias, o choro começa a apontar em minha garganta e eu tento continuar o que estou fazendo, mas termino fugindo pra algum lugar e chorando até passar.

      Eu não entendo o motivo, pois já conquistei tudo que precisava para uma vida estável (emprego, casa, pós-graduação e blá blá blá). Eu tentei fazer acompanhamento psicológico uma vez, mas me sentia desconfortável, pois (conforme esta observou) eu tenho dificuldade em confiar em pessoas, especialmente quando estas se aproximam de mim. Ela passava atividades, mas não fluía.

      Minha dúvida é: Será que existe alguma medicação no mercado para me salvar desta sensação? Pois sinto que isto pode terminar atrapalhando minha vida.

      1. Oi, Samanda!

        Cada psicólogo é único, com sua personalidade, método de trabalho e abordagem. Por isso pode ser difícil encontrar, de primeira, um profissional que combina com a gente; mas isso não quer dizer que você deve desistir da psicoterapia!

        Os sintomas que você relatou precisam de atenção; portanto recomendamos que você busque outro psicoterapeuta para dar continuidade ao tratamento.

        Ao tratar questões psicológicas, o uso de medicamentos deve ser recomendado por um psiquiatra. Cada caso é único e requer diferentes tipos de medicamento, dosagens e frequências. O uso de um medicamento que não é adequado ao seu caso pode interferir ainda mais no seu bem estar. Além disso, muitas vezes os sintomas são solucionados sem o uso de medicamentos, através de exercícios e mudanças de hábitos acompanhadas pelo psicólogo.

        Se você sente que os sintomas estão interferindo no seu bem estar, busque novamente a psicoterapia!

        A Psicotér está de portas abertas para te receber ;D

    9. Oi, tenho 18 anos e basicamente a três anos atrás eu comecei a ter vários sintomas de depressão e eu melhorava e piorava e eu guardei isso até esse ano, só que ano passado eu comecei a ter sintomas de síndrome do Pânico até eu chegar a ter um ataque de Pânico estando sozinha em casa, faltei morrer mas depois desse não tiver outras ataques parecidos não, só que nesse ano eu finalmente tiver coragem para falar sobre essas coisas para minha mãe e ela me entendeu, não me julgou. Hoje eu não estou sentindo muito sintomas da depressão não mas eu sinto muito medo de sair de casa, de está na rua, estar em lugares movimentados e fico triste do nada e com vontade de chorar o tempo todo.

      1. Oi, Natalia! Tudo bem?

        O medo de sair de casa, de estar em lugares movimentados e de precisar interagir com outras pessoas é um indicativo de Síndrome do Pânico. Além disso, a vontade de chorar o tempo todo pode ser um indicativo de depressão. Assim, recomendamos que você busque ajuda o mais rápido possível, para voltar à rotina e ter mais qualidade de vida ;D

        A Psicotér é uma clínica de psicologia em Porto Alegre. Oferecemos atendimento psicológico presencial em Porto Alegre e psicoterapia online para todo o Brasil com profissionais especializados.

        Você pode agendar uma avaliação através da nossa página e contar com o apoio das nossas psicólogas!

        Um grande abraço da Equipe Psicotér~

    10. Olá meu nome é Mônica kelly tenho 18 anos . Eu acho que estou tendo depressão pois eu estou muito sentimental ultimamente choro muito praticamente todo dia . Sinto muita vontade de mim corta de mim machucar . Meu coraçao dói muito . Hj tive uma dor tao grande nas costa uma falta de ar. Eu acho que é porque eu estava chorando . Eu só queria uma ajuda. Pois estou sofrendo muito e isso está acabando comigo.

    11. Eu preciso muito de uma ajuda eu estou desesperada descobri uma gravidez e não consigo aceitar sou mãe de 2, minha vida sempre foi difícil pede meu ex companheiro não me recuperei do luto agora descobri uma gravidez indesejada, não consigo mais ser feliz não consigo sorrir com felicidade eu só sei chora, a única coisa que faço da vida e fica trancada no meu quarto no meu canto, choro toda hora, um sentimento que não consigo contralar as pessoas não me entende sabem não sei nem o que elas pensam sobre o que eu falo então percebir que preciso me calar mais aínda, preciso de uma ajuda pq não está sendo fácil escrevo agora com as lágrimas escorrendo.

      1. Oi, Fernanda!

        Você está passando por uma série de situações bem difíceis, e sentimos muito por isso. Não é fácil lidar com o luto, ainda mais quando ele é seguido de tantos eventos traumáticos. Sintomas como chorar o tempo todo, se isolar e se sentir incompreendida podem indicar depressão e/ou outros transtornos.

        A Psicotér é uma clínica de psicologia em Porto Alegre, que conta com profissionais especializados e aptos a lidar com esse tipo de situação. Oferecemos atendimento presencial em Porto Alegre e online para todo o Brasil. Você não precisa passar por tudo isso sozinha – podemos te ajudar!

        ~ Equipe Psicotér

    12. Ultimamente estou tendo crises de choro, tenho vontade de chorar o tempo todo, lembranças do passado esta me dominando! Não tenho vontade de sair de casa, tudo que visto ou faço eu não me sinto bem me sinto com o alto estima lá em baixo…. É sem falar que evito sair para os lugares é quando saiu eu invento motivos para voltar para casa. Eu estou, me acabando aos poucos, meu relacionamento não é mais o m mesmo desde que comecei a sentir essas coisas. Eu não sei mais oque eu faço

      1. A ajuda de um psicólogo é fundamental para sairmos do ciclo de sofrimento e fazermos o cérebro trabalhar ao nosso favor. A Psicotér possui psicólogos em Porto Alegre que farão uma avaliação do seu problema e irão indicar o melhor plano de tratamento para o seu caso. Aqui você encontra mais informação de como a psicoterapia pode te ajudar https://psicoter.com.br/psicologa-em-porto-alegre/ e neste link mais conteúdos sobre choro e depressão: https://psicoter.com.br/vontade-de-chorar-sem-motivo/

    13. Olá !!! Acho que preciso de ajuda…
      Já faz alguns meses que venho passando por esses sintomas, já não sei mais o que fazer… Tenho crises de ansiedade, pânico, começo a tremer, o peito aperta, parece que vou morrer. Minha vontade é de ficar em casa, deitada… Não quero mais trabalhar, acordar de manhã está sendo exaustivo, é uma batalha todos os dias… Não tenho mais vontade de sair, de ir a academia… é só desanimo, cansaço, sono, tristeza…

    14. Olá meu nome é Mabia,
      Bom sempre fui uma pessoa ativa! , Saia com frequência, hj não mais! Tenho até preguiça de sair, passo fds inteiro em casa e deitada , esses comportamentos vinheram ocorrer qdo comecei estudar, já parei pra pensar várias vezes em querer parar, mas algo me impede ,é como se não tivesse coragem , não consigo me concentrar estudos, acabo indo mau e isso me faz sentir se pior …isso pode ser sintomas de uma depressão? Ou estresse, rotina? Pq tá difícil lhe dar com isso.

      1. Olá Mabia, é muito difícil encontrar a solução sozinho, imagine se não existissem os médicos para cuidar da gente? Não saberíamos como tratar um câncer, por exemplo. Assim acontece quando procuramos ajuda de um especialista na área da psicologia, ele está apto e se qualificou para cuidar especificamente desses sintomas e nos ajudar a resolver o que nos incomoda emocionalmente ou em nosso comportamento. Não deixe para depois, procure ajuda psicológica.

    15. Eu estou me sentindo mais sensível de uns tempos pra cá, não saio de casa há um pouco mais de um ano, fico literalmente deitada o dia inteiro e só levanto pra comer, tomar banho e saio de casa apenas se tiver um motivo realmente necessário. Eu só fico no celular, por ser a minha única distração. Quando as pessoas saem de casa eu começo a chorar, tem vezes que mesmo com gente em casa eu não aguento e vou chorar no banheiro mesmo. Eu sinto um aperto no peito e nem sei porque, a única coisa que sei é que eu me sinto triste, desanimada e com raiva, eu acredito que quando eu choro seja por isso, mas não sei explicar direito.

    16. Oi!já faz uns três meses que eu não me sinto muito bem não estou tendo apetite pra nada , fico sem vontade pra sair e sem vontade para estudar.
      Fico chorando do nada as vezes me sinto muito sozinha mesmo que tenha gente comigo eu ainda me sinto sozinha , quando eu estou com meus amigos eu ainda tento sorrir até não está sendo muito fácil pra mim de dormir tarde pq não estou tendo sono e de ficar sorrindo pra ninguém ficar no meu pé querendo saber o que eu tenho sem eu mesma saber o que é que eu tenho. Sinto uma angústia dentro de mim muito forte as vezes penso que eu não estou sendo útil pra ninguém e nem pra mim mesma! Solidão é meu sobrenome Agora antes era alegria mais nem isso estou sentindo

    17. Tenho 13 anos e não há motivos suficientes em minha vida que me levem a querer chorar do nada. Isso acontece com frequência comigo. Ontem mesmo estava em um passeio com minha família e, de repente, não me senti disposta a fazer mais nada. Parei de sorrir e de falar com todos repentinamente e, quando foram se afastando do local onde eu estava, só consegui começar a chorar. Hoje ainda estou assim… Na verdade, na maioria dos dias. Não sinto que nada me faz sorrir na maioria do tempo, meu estresse vem com acontecimentos mínimos… Enfim, me identifico com todos os tópicos de depressão. Espero que quem se sinta assim fique bem?

    18. Ola, o meu nome e Tiago e há alguns meses venho me sentindo mal comigo, triste, infeliz e vazio. Tenho 26 anos, sou gestor de uma clinica, tenho uma vida estável neste momento, casa própria, carro, dinheiro (passei muito mal o ano passado por traição e separação) e não me sinto satisfeito. Nada me completa. Ainda hoje vinha para o trabalho e comecei a chorar sem motivo. Tenho muita insônia, como muito mal. Nao sei mais que fazer…

      1. Olá, Tiago!

        Obrigada por compartilhar a sua história conosco. Muitas vezes uma situação que nos faz sofrer é responsável por desencadear sintomas com os quais não conseguimos lidar. Dessa forma, por mais que tenhamos toda a estrutura necessária, ainda nos sentimos infelizes.

        A psicoterapia pode te ajudar a se reencontrar! A Psicotér é uma clínica de psicologia que oferece consultas presenciais em Porto Alegre e consultas online para todo o Brasil. Temos uma equipe especializada e pronta para te atender; basta agendar uma avaliação e começar sua jornada de autoconhecimento.

        Equipe Psicotér~

    19. Tem dias que sinto muita vontade de chorar do nada,isso acontece principalmente a noite em qua uma onda de angústia me domina,porém não só de noite,hoje mesmo enquanto estava no ônibus comecei a chorar senti muita vergonha de mim mesma,e sinto toda vez que choro porque eu nunca fui assim,nunca fui de chorar nem com coisas consideráveis “emocionantes” também não consigo manter uma conversa simples sem entrar em completo desespero e sentir vontade de chorar

      1. Oi, Amanda!

        Esse sofrimento não é normal. É muito importante que você busque ajuda profissional; chorar o tempo todo e sem motivo pode ser um sinal de desequilíbrio emocional.

        Na Psicotér, contamos com uma equipe especializada e apta a lidar com esse tipo de questão. Oferecemos atendimento psicológico presencial em Porto Alegre e psicoterapia online para todo o Brasil. Estamos à disposição para te ajudar no processo de autoconhecimento!

        ~ Equipe Psicotér

    20. Eu me sinto muito sozinha msm estando rodiadas de pessoas , eu nao tenho vontade de fazer as coisas , nao consigo me concentrar em nada ,nem me relacionar com a minha familia ter contatos eu sinto que esto encomodando a todos choro toda noite antes de dormi tem dia que eu nem levanto da cama nao sinto fome e as vezes me da aquele 5 minutinho de loucura ja tentei me matar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *