Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Como acontece e como controlar a compulsão alimentar

Publicado em 5 de setembro de 2019
Categoria: Doenças e Transtornos, Psicoterapia Individual
compulsão alimentar

Compulsão

A compulsão (entre elas a compulsão alimentar) é uma imposição interna e irresistível a realizar alguma coisa, seja qual for. Em termos psicológicos, a compulsão  é uma necessidade interna e incontrolável de fazer determinada coisa para diminuir a ansiedade ou a insegurança.

Dentre os diversos tipos de compulsão, existe uma que pode levar as pessoas ao seu limite corpóreo e psicológico, esta que é a compulsão alimentar.  Ou seja, é considerada um transtorno alimentar grave e acontece, muitas vezes, pois a pessoa transfere para a comida a satisfação de suas necessidades e a diminuição de suas ansiedades.

Compulsão Alimentar

compulsão alimentar

O comer compulsivo relaciona-se, normalmente, à satisfação de necessidades de afeto e carinho. Por conseguinte quando o compulsivo come, ele recebe o que falta; ele sente-se amado e querido, sente-se quente e confortável; sente preenchido emocionalmente.

Muitas pessoas com transtornos de compulsão alimentar, em psicoterapia, relatam que os sintomas de comer de maneira disfuncional iniciaram após um abandono, sentido ou realmente vivido.

Mas não pense que uma ingestão exagerada de alimentos, como comer demais em uma festa, comemoração ou no seu restaurante preferido de vez em quando caracterize-se como compulsão alimentar.

A compulsão alimentar caracteriza-se pela ingestão exagerada de alimentos durante o dia a dia de uma pessoa. Ela come qualquer coisa, a qualquer hora e alimenta-se mesmo sem estar necessariamente com fome. É compulsão, pois a pessoa não consegue parar de comer, mesmo sentindo-se cheia e satisfeita. Algumas pessoas comem até passar mal.

Além disso, depois de comer de maneira compulsiva, as pessoas tendem a sentirem-se culpadas e arrependidas de terem comido tanto. Sentem-se impotentes e frustradas consigo mesmas.

Apesar disso, elas não têm comportamentos de expurgo, ou seja, não forçam o vômito, não tomam laxantes e nem fazem exercícios para compensar seu comer compulsivo. Por isso, pessoas que comem compulsivamente tendem a ganhar peso a ponto de tornarem-se obesas.

Comportamentos comuns nas pessoas que comem de maneira compulsiva

– comer, mesmo sem ter fome;
– comer rapidamente;
– ingerir grandes quantidades de comida;
– comer para diminuir a ansiedade e o estresse;
– esconder-se para comer;
– passar o dia todo comendo – mesmo que sejam somente “belisquetes”;
– comer até passar mal;
– comer e sentir-se culpado, triste ou impotente.

E de que maneira pode-se controlar a compulsão?

Como dito, a compulsão é uma necessidade incontrolável, por isso, a maioria das pessoas não a controla sozinha. É bastante comum o compulsivo alimentar iniciar dietas diferentes frequentemente e não levar nenhuma adiante. Isso acontece, pois estas pessoas perdem o controle com facilidade, encontram “desculpas” para sair da dieta e se sabotam.

As diversas tentativas e frustrações por não terem seguido adiante em seu propósito de controlar-se, fazem com que a pessoa compulsiva pare de acreditar em si mesma, pare de acreditar que vai conseguir e mantenha-se em seu pensamento e comportamento disfuncional em relação à comida e ao alimentar-se.

Por isso, para controlar a compulsão, a psicoterapia é indicada. Através dela, a pessoa poderá identificar os motivos que a levam a comer demais, seus sentimentos em relação à comida, o que a comida significou e significa para ela, seus pensamentos e comportamentos de auto sabotagem, de que não merece coisas boas e de que é incapaz, além de outros pensamentos e sentimentos.

A psicoterapia ajuda a pessoa a se compreender de maneira geral e a viver uma vida mais plena, e também oferecer dicas de como emagrecer com a psicologia

Tratamento da compulsão alimentar

Muitas vezes e de maneira ideal, à psicoterapia, alia-se o uso de medicamentos para controlar os sentimentos ruins e a ansiedade. O nutricionista também é parte importante neste processo. Pois é ele ajudará a fazer as combinações e quantidades ideais de alimentos e de calorias para cada indivíduo.

Em seguida o exercício físico alia-se a este esquadrão, para eliminar calorias e também para, através da liberação de alguns neurotransmissores e hormônios, a pessoa sentir-se cada vez melhor e mais disposta. Assim, de maneira multidisciplinar, as pessoas reaprendem a comer, desenvolvem uma nova relação com a comida e consigo mesmas.

Livrar-se da compulsão não é tarefa fácil. É preciso uma profunda mudança de pensamentos, de comportamentos e a compreensão da história pessoal de cada um. Se você percebe que está comendo demais ou conhece alguém que tenha perdido o controle, busque a ajuda de um psicólogo, pois é ele que te ajudará a reconhecer e a entender o que está te levando a comer demais. Além de te ajudar a sentir-se melhor consigo mesmo e levar adiante as mudanças.

Anne Griza – CRP 07/13524
Psicoterapeuta de Orientação Analítica

Entre em contato conosco através desse link para agendar uma Avaliação Gratuita, Online ou Presencial, com um Psicólogo ou Psicóloga em Porto Alegre. Temos a garantia do melhor atendimento de psicólogos de Porto Alegre altamente qualificados.

 

#vemprapsicoter

Clique para solicitar avaliação bônus

Veja Mais


Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/psico516/public_html/wp-content/themes/psicoter2018/inc/core/metas/core/includes/api/api-template.php on line 471


    Se identificou com o assunto deste post?
    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Gostou? Compartilhe:

    Leia Também

    Deixe seu comentário

    Compulsão Alimentar: o que é, causas, sintomas e tratamentos - Psicoter
    Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/psico516/public_html/wp-includes/functions.php on line 5107