Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Tristeza Profunda: 10 Dicas da Psicologia para superá-la!

Tristeza profunda

A tristeza profunda é o tipo de problema que não vê gênero, idade, sexualidade ou qualquer coisa do tipo. Ela pode acontecer com qualquer um e em absolutamente qualquer fase da vida.

Muitas pessoas que convivem com ela podem até acreditar que se trata de algo comum, sempre presente, mas nunca tratado como um problema de verdade e a longo prazo isso pode se tornar uma grande dor de cabeça, sabia?

Isso porque a tristeza profunda pode ser um sintoma de diversos problemas graves, desde a ansiedade, até depressão ou distimia, por exemplo.

Se você já ouviu falar sobre algum desses transtornos, certamente sabe que eles não são brincadeira!

Eles causam muita dor, decepção, sintomas físicos como aperto no coração, taquicardia, sonolência, dificuldade de comunicação entre muitas questões que só ignoramos em nome da nossa rotina.

Se você costuma ficar triste com facilidade ou é sempre invadido por sentimentos de tristeza, acompanhe este artigo que vamos te contar um pouco mais sobre a tristeza profunda e o que ela representa. Vamos te mostrar possíveis causas e formas de contornar esse problema!

Acompanhe!

tristeza profunda

O que é a tristeza profunda?

A tristeza profunda é aquele sentimento que consome: você fica completamente desanimado, sem vontade de fazer nada, além de se sentir desvalorizado, insuficiente, desacreditado e com vontade de sumir.

A tristeza profunda costuma ser tão intensa que faz com que as pessoas esqueçam que um dia tiveram momentos de alegria e descontraídos, por exemplo, fazendo com que ela caia na armadilha de acreditar que a vida é sem sentido e completamente vazia.

Muitas pessoas narram a tristeza profunda como algo doloroso e extremamente solitário, pois é algo tão profundo e denso que acaba gerando um isolamento quase que instantêneo. 

Sintomas da tristeza profunda

Os sintomas da tristeza profunda costumam conversar com episódios depressivos, afinal um está muito relacionado ao outro, então para te ajudar a visualizar melhor, nós listamos alguns dos mais comuns:

 

O que o sentimento de tristeza profunda causar?

A tristeza profunda insistente pode nos levar a caminhos realmente desagradáveis, afinal os seus sintomas vão aumentando de tamanho e saindo do controle pouco a pouco.

A grande verdade é que viver com a tristeza, sempre desmotivado, sem energia, com poucas interações e movimentações pode acabar nos levando à depressão profunda também.

Além disso, outros transtornos podem surgir no caminho, como a Ansiedade Generalizada, a Compulsão Alimentar e assim por diante. Isso porque o nosso corpo, junto da nossa mente, cria mecanismos de defesa para que a gente possa compensar essas questões.

O problema é que nem sempre ele faz as escolhas mais saudáveis e é exatamente aí que precisamos contar com o profissional certo para nos ajudar a fazer essa regulagem.

 

Diferença entre tristeza profunda e depressão

A tristeza profunda é um sentimento intenso que pode acabar nos levando à depressão, um transtorno grave de ordem emocional e psicológica que causa sintomas extremamente agressivos e perigosos para a nossa mente.

Isso significa que a tristeza profunda pode ser uma das causadoras do transtorno e, por esse motivo, a sua insistência deve ser investigada sempre que possível ao lado de um profissional da saúde mental: o psicólogo.

 

Quando a tristeza profunda pode se tornar uma depressão?

A tristeza profunda pode se tornar um problema a partir do momento em que ela não diminui de tamanho e/ou some. Isso porque a insistência dela pode causar muitos danos psicológicos, além de consequências no nosso dia a dia.

Uma pessoa que vive com a tristeza profunda está sempre cabisbaixa, longe de tudo e todos que ama, se sentindo presa nos próprios pensamentos e dificuldades.

E se não conseguir combater a tristeza profunda no tempo certo, pode ser que ela evolua para um quadro mais grave: a depressão.

 

8 Dicas para combater a tristeza profunda

Agora que você já conhece a tristeza profunda de perto, vamos te dar algumas dicas para te ajudar a combater esse problema de frente, acompanhe:

 

Cerque-se de pessoas que te fazem bem!

Fazer um filtro nas pessoas que nos rodeiam é extremamente importante para lidar com a tristeza profunda. Você pode achar que não, mas a verdade é que as pessoas influenciam muito na forma com a qual a gente se vê e se relaciona com as nossas emoções.

 

Olhe para os momentos como finitos!

Quando estamos nos sentindo mal, temos a mania de acreditar que a dor é infinita e que nada vai passar, principalmente quando envolve um término, uma traição ou a perda de um ente querido, por exemplo. Mas isso não é verdade!

Tudo que vivemos, seja bom ou ruim chega ao fim e é exatamente por esse motivo que devemos saber viver cada um desses momentos.

 

Faça programas que lhe agradem

Escolha algum hobby ou uma atividade que te desperte prazer e invista nela. Não precisa mergulhar de cabeça logo de primeira, mas você pode fazer pequenos investimentos para se distrair e se distanciar um pouco dessa tristeza repentina.

 

Fale sobre seus sentimentos

Você não precisa necessariamente falar sobre o que está se passando aí dentro se você não se sente preparado para isso, mas é interessante colocar para fora de alguma forma, seja em um desenho, uma música, uma carta. É extremamente importante externar os sentimentos para que eles ganhem forma, então aproveite para exercitar isso e falar sobre como se sente.

 

Respeite os seus limites!

Se em algum momento você sentir que está passando dos limites, que quer voltar para casa, que quer abrir mão de alguma atividade ou programa: faça isso. Não tem nada pior do que se forçar a ir além do que a sua mente e o seu corpo permite, então se respeite.

 

Foque no autoconhecimento

Entender sobre si mesmo é criar uma arma poderosa de Inteligência Emocional, então não tenha medo de olhar para dentro! É importante reconhecer os próprios mecanismos, aprender sobre os próprios padrões e as estratégias de defesa.

Sabendo isso, você começa a se olhar com outros olhos e passa a agir de maneira mais saudável. Isso é importante tanto para as suas relações, quanto para a sua vida profissional, por exemplo.

 

Invista na ajuda psicológica!

Contar com a psicoterapia é dar confiança para um profissional te guiar em uma jornada de cura e cuidado. Esse é um movimento indispensável para pessoas que lidam com o trauma, dores internas e feridas emocionais que nunca se curam.

Isso porque um profissional da saúde mental pode te garantir a sensação de bem-estar, além de te prestar o apoio certo e acolher todas as suas inseguranças.

Outro ponto importante para contar com a ajuda de um psicólogo é eliminar possíveis diagnósticos perigosos, como a depressão ou a ansiedade, que podem causar muitos problemas a longo prazo.

 

Entenda que você não está sozinho!

Lidar com a tristeza profunda pode ser um processo extremamente solitário, mesmo que seus amigos e familiares saibam da sua situação e te apoiem.

Infelizmente, nem sempre esse contato é o suficiente para acabar com a sensação de solidão e é exatamente por esse motivo que você precisa saber que não está sozinho! Muitas pessoas passam por isso todos os dias e encontrá-las nesse caminho, falar sobre a sua situação pode te ajudar muito no processo de cura, sabia?

Divida as suas histórias, fale sobre as suas conquistas, suas falhas e semelhantes. Encontrar identificação na fala do outro pode causar um conforto indescritível!

 

Como a psicologia pode te ajudar a lidar com a tristeza excessiva?

A tristeza excessiva pode ser um reflexo que algo na sua rotina não anda bem, por esse motivo é tão importante permanecer atento às suas emoções e a como elas se manifestam.

Se a tristeza for insistente, é interessante contar com a ajuda de um profissional para aprender a administrar a negatividade e a autossabotagem que pode acontecer nesse processo.

Um psicólogo vai ouvir, analisar, orientar e criar um plano personalizado e estratégico para o seu caso. Ele vai entender padrões e te ajudar a combater tudo o que estiver contribuindo para a sua tristeza profunda.

Nem sempre é um processo fácil. Em muitos casos, é preciso realizar um trabalho em equipe com muita atenção e cuidado, uma vez que a tristeza profunda pode deixar marcas profundas em nós mesmos.

Além disso, a psicologia é uma grande aliada em períodos de incerteza ou insegurança.

tristeza profunda

Dúvida frequentes sobre Tristeza

Quando falamos sobre tristeza profunda, é comum que surjam inúmeras dúvidas e, por esse motivo, vamos te adiantar algumas respostas aqui mesmo, neste artigo. Confira:

 

O que fazer quando se sente uma tristeza profunda?

O primeiro instinto que precisamos ter ao sentir uma tristeza profunda é evitar que situações simples nos derrubem de maneira drástica.

Por exemplo, é importante que você reconheça o sentimento e não tente escapar dele, pois dessa forma pode ser que se crie uma grande bola de neve e um problema desencadeie outro, criando uma grande avalanche de emoções.

Em segundo plano, é extremamente necessário que você insista em manter a sua rotina de higiene (tomar banho, escovar os dentes e assim por diante). Pode parecer bobagem, mas para muitos é uma grande batalha fazer essas pequenas tarefas em períodos de tristeza profunda.

E manter essa rotina de higiene é importante para que a gente mantenha a dignidade e consiga focar no que realmente importa: o nosso emocional.

Em seguida, é indispensável procurar por ajuda psicológica no caso de insistência desses sintomas, pois isso pode significar a possibilidade de um transtorno mais grave como a depressão, por exemplo.

 

Por que a tristeza dói?

A resposta científica para essa pergunta está relacionada a adrenalina, sabia?

Quando nós passamos por uma situação de nervosismo, estresse ou tensão é comum que o nosso corpo libere mais deste hormônio informando nosso cérebro que estamos em sofrimento.

Isso resulta em um corpo mais tensionado, com dor, travas e, consequentemente, uma mente confusa, ansiosa e perdida.

 

Tristeza profunda pode matar?

A tristeza profunda a longo prazo pode evoluir para um quadro depressivo, um transtorno insistente com sintomas perigosos que, se não for cuidado com a atenção certa, pode evoluir para uma tentativa de suicídio.

Tudo está relacionado a intensidade de sintomas e a forma como os tratamos. Se ignoramos o problema, ele certamente irá intensificar e aumentar de tamanho, podendo evoluir para algo perigoso e ameaçador para a sua integridade física.

Se você enfrenta algo parecido com a tristeza profunda ou conhece alguém que pode estar passando por um momento difícil, saiba que a Psicotér conta com uma equipe de profissionais qualificados para te ajudar nesse processo de cura.

Entre em contato com a nossa equipe de atendimento e marque hoje mesmo a sua Consulta VIP!

Texto de: Luísa de Oliveira – redatora da Equipe Psicotér

Aprovado por:

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus

    Se identificou com o assunto deste post?

    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Seu telefone

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *