Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Crise existencial – sinais de que você está em uma

Categoria: Sem categoria

Crise existencial, como identificar?

Imagem - Por que existoPerguntas como: Quem sou eu? Porque existo? Qual o sentido da vida? De onde viemos? Porque tenho essa doença? Porque sofro tanto? Será que eu faço diferença na vida das pessoas? São extremamente recorrentes na vida de milhares de indivíduos, podendo caracterizar o que chamamos de crise existencial.

De repente você começa perceber a tristeza entrando em sua vida, pode até sentir-se culpado ou egoísta pela sua insatisfação. A crise existencial é algo muito subjetivo; é como uma bússola interna que muda a direção de nossas vidas, trazendo sinais, de algo que precisa encerrar para dar lugar ao novo ciclo.

Como perceber se estamos numa crise existencial:

Descontentamento:

Independente de onde estás ou o que faz, não sente prazer, na maioria das vezes.  Sente aflição, mesmo que tenha um alto cargo, por exemplo: um grande administrador de empresa que troca o mundo das corporações por uma vida simples no campo.

Tristeza:

Não existe alegria, você pode ter o melhor emprego, o melhor companheiro (a), a melhor casa, mas falta algo em sua vida e você não consegue entender o que está faltando, vivendo no modo automático, um dia após o outro. De repente descobre a chave que faltava para desvendar aquilo que é essencial na sua vida, isso não requer romper com tudo, significa dar um novo valor a sua existência.

Falta de sentido:

Não existe uma conexão entre o que você realiza e sente. Imagine-se numa festa maravilhosa, você está esplêndido, mas não consegue ser espontâneo. É como se fosse apenas um personagem, representando um papel. Talvez você preferisse estar em outro lugar, mas não sabe exatamente onde.

A dificuldade de se conectar com as emoções, deriva numa sensação de intenso vazio, onde será necessário aprender o que é prioridade em nossas vidas, assim, dar os primeiros passos em busca de um sentido.

Relacionamentos:

O modo de se relacionar, escolhas e erros repetitivos, torna um padrão subjetivo, formatado na busca pela auto aceitação.  A ordem é ter, ter amigos, ter fama, ter dinheiro, ter um companheiro, ter status. Existe um abismo entre o que você tem e aquilo que você realmente é. A pergunta que segue: O que pode ser mais autêntico e verdadeiro em mim e no modo de me relacionar?

Além desses questionamentos, é comum as pessoas apresentarem sinais de que estejam em crise. Tais como, muito pessimismo ou desânimo, falta de pertencimento, isolamento e solidão, podendo ser a causa de doenças psicossomáticas como depressão e ansiedade.  Além disso, estudos mostram que essas crises podem estar ligadas diretamente com aspectos importantes de nossas vidas como a morte, identidade e liberdade.

É perfeitamente natural que alguma vez na vida esses pensamentos sejam recorrentes, afinal somos seres pensantes em busca de sentido para nossa existência. Isso também pode estar relacionado com as fases ruins de nossas vidas, que acabam transbordando para um subjetivismo existencial.

Precisamos entender que enfrentar essas crises faz parte do desenvolvimento de todas as pessoas, mas não precisamos passar por elas sozinhos. Compartilhar a angustia e ansiedade sobre nossas dúvidas pode ajudar esta fase temporária da vida, que seja algo mais leve de suportar.

As crises existenciais são degraus evolutivos, certamente seremos obrigados a sair da zona de conforto e enfrentar muitos desafios. Será primordial o autoconhecimento, pois, nos dará a direção às novas escolhas e conquistas, restaurando a alegria de viver e honrar quem nos tornarmos.

Pense… Como você se sente!

Abraço

Nina Guarnieri – CRP 07/18746

Psicóloga Clínica com especialização em Psicologia Transpessoal

 


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Crise existencial - sinais de que você está em uma | Psicoter