Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
Rua Esteves Júnior, 50, Sala 404 - Florianópolis
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Transtorno Mental: O que é, Sintomas, Tipos e Tratamento

Transtorno Mental

O transtorno mental é um tipo de problema não seletivo, o que significa que ele pode se instalar na vida de absolutamente qualquer pessoa, dificultando suas habilidades sociais, emocionais e até físicas, em alguns casos.

Nos últimos tempos, ele tem ganhado considerável espaço nas rodas de conversa, especialmente entre jovens adultos que se permitem visualizar mais as suas questões emocionais, por exemplo.

Entretanto, isso não significa que as discussões e as fontes sobre os transtornos mentais sejam totalmente ideais. Ao contrário, ainda há um longo caminho a se percorrer para atingir isso.

Porém, é importante entendermos, o quanto antes, algumas definições e comportamentos relacionados a esse tipo de problema, seja para prevenir as pessoas ou, simplesmente, colaborar com seus respectivos tratamentos.

Hoje, vamos aprofundar o que você já sabe sobre o transtorno mental neste artigo, nos atentando aos tipos, possíveis sintomas e comportamentos das pessoas afetadas por ele.

Confira o texto até ao final para ficar por dentro de todos os detalhes!

 

O que é transtorno mental?

Não há palavra melhor para a definição de “transtorno mental” se não: disfunção cerebral.

Pessoas apegadas a termos médicos podem entrar em pânico ao ouvir esse tipo de conceito, mas calma!

Isso significa apenas que há certo desvio de função dentro de alguma parte da nossa mente. Sendo assim, não há motivo para desespero!

É por conta desses desvios que o transtorno mental acaba por atrapalhar o nosso dia a dia, atingindo pensamentos, sentimentos, comportamentos, formas de reagir e assim por diante.

Ele funciona como uma perda de controle funcional que pode acontecer constante ou pausadamente.

Apesar de contar com uma longa lista de sintomas, não é sempre que o transtorno mental carregará sintomas físicos nítidos e é justamente por esse motivo que ele demorou tanto tempo a ser reconhecido pela sociedade.

Hoje, nós podemos compreender, através da psicologia e da medicina, que os reflexos desse problema são tão internos, quanto externos, dificultando grande parte da vida do portador.

Além disso, já é possível compreender, também, que o transtorno mental é algo que pode atingir crianças, adolescentes, adultos e até idosos.

Certamente, é algo que depende de contextos, influências e até genética, mas ainda assim carece da nossa atenção e cuidado, especialmente quando o assunto é algum transtorno infantil.

O que é o transtorno mental

 

Qual a diferença entre transtorno mental e doença mental?

Quando a pauta é relacionada à saúde mental, muitas pessoas podem acabar se questionando sobre a diferença entre transtorno e doença mental ou, ainda, muitas nem sabem que existe, de fato, essa diferença.

No entanto, é nosso dever te dizer que sim, existem diferenças relacionadas a essas duas situações e é importante conhecê-las para poder ajudar alguém próximo, da família, ou até mesmo você.

Elencamos aqui as características de doença e transtorno para que você não se perca nos conceitos e ainda compreenda as atividades de cada um:

Doença

Segundo especialistas e até mesmo a definição sugerida pela OMS (Organização Mundial da Saúde), doença é um tipo de problema ao qual podemos atribuir uma origem através de exames e análises médicas.

Ela costuma representar a ausência ou excesso de algo, podendo produzir sintomas dos mais variados na psique e no corpo humano como um todo.

Seu diagnóstico, geralmente, é implicado através de um médico.

Transtorno

Enquanto isso, o transtorno já representa um desencontro cognitivo, uma deficiência intelectual ou, como muitos especialistas chamam, uma disfunção cerebral.

Seu foco é, literalmente, a causa de um transtorno na vida das pessoas, bagunçando ideias, comportamentos e produzindo sintomas, em grande parte, emocionais.

Geralmente, acabam afetando mais as habilidades sociais e de comunicação, sem tanta aparição física, como é o caso das doenças, por exemplo.

Além disso, o transtorno pode ser identificado tanto por um médico psiquiatra, quanto por um psicólogo profissional.

 

Como saber se tenho algum transtorno mental?

Essa, talvez, seja a pergunta que mais esteja rondando a sua mente nesse momento: afinal, como saber se tenho algum transtorno mental?

A resposta é simples, mas comprometedora!

Você sempre pode se manter atento aos seus próprios comportamentos e às linhas de raciocínio, anotando dificuldades e manias, por exemplo.

Isso pode te ajudar a descobrir mais sobre sua personalidade, a entender possíveis desvios ou costumes destrutivos, mas nunca te trará um diagnóstico claro e específico sobre um possível transtorno emocional.

Existe uma grande lista de possíveis transtornos e ainda que você tente através de muita leitura, testes de internet e suspeitas pessoais, somente um profissional conseguirá te alcançar um diagnóstico real da situação.

Isso porque ele irá analisar muito além das suas atitudes diárias e a longo prazo, mas também os seus padrões cognitivos, suas crenças e perspectivas que somente um especialista alcança.

Entre profissionais, você sempre pode buscar um psicoterapeuta que irá te ouvir e iniciar a busca através dos seus relatos, além de trabalhar e te fazer provocações e encontrar a origem do sofrimento (sendo ele um transtorno ou não).

Por fim, você também pode entrar em contato com algum médico psiquiatra que irá trabalhar em parceria com a terapia, auxiliando com exames e sugerindo, eventualmente, algum tratamento medicamentoso, dependendo do caso.

Transtorno Mental

 

Sintomas de transtornos mentais:

Como já citamos anteriormente, há uma grande lista de transtornos mentais e uma pessoa pode, inclusive, vivenciar mais de um simultaneamente.

Se tratando de vários, é realmente difícil estabelecer uma lista de sintomas padronizados para serem identificados, afinal cada transtorno é um e suas características são bem específicas.

No entanto, por se tratar de desvios cognitivos, é possível que você perceba mudanças e tensões insistentes no seu cotidiano.

Pensando nisso, listamos aqui alguns problemas que podem, sim, indicar a possibilidade de algum transtorno mental.

Lembrando sempre que somente um profissional da saúde mental pode, realmente, indicar um diagnóstico!

 

Mudança na rotina de sono

Falta ou excesso de sono nunca são sinais positivos, especialmente quando estamos falando da saúde, seja de crianças, homens ou mulheres.

Sabemos que uma rotina mais cheia e corrida podem acabar acarretando certas dificuldades, afinal as preocupações tomam conta, a mudança de horários é inevitável e assim por diante…

Contudo, a insistência desses distúrbios noturnos pode ser um grande sinal de alerta!

Sem falar que são grandes geradores de problemas para a nossa rotina, certo?

Uma noite mal dormida cria grandes dores de cabeça, problemas para se concentrar e dificuldade de realizar atividades.

Esse problema pode custar o seu trabalho, entre muitas outras coisas!

 

Tensão constante

Muitos transtornos fazem com que a gente sinta a energia acumulada, como se estivéssemos sempre correndo, tensos e preocupados com o desfecho de alguma coisa.

É muito comum que pessoas com transtornos mentais estejam sempre se cobrando ou se comparando justamente por vivenciar esse sentimento de tensão constante.

Até os mínimos problemas já são um grande motivo para o nervosismo, ainda mais aquele que a pessoa simplesmente não consegue controlar, como a chuva, por exemplo.

 

Descontrole Emocional

Esse é um dos sintomas que provavelmente mais causa sofrimento e afastamento por parte dos portadores de transtornos.

O descontrole emocional nada mais é que aquela dificuldade de se manter na mesma linha de humor ao longo do dia.

Claro que em vinte e quatro horas nós costumamos vivenciar inúmeros sentimentos de uma vez, mas aqui estamos falando de possíveis explosões e picos de agitação que acabam atingindo muito mais do que nossa mente.

As pessoas ao redor, muitas vezes, não compreendem o que se passa e isso acaba afetando relacionamentos, sejam eles amorosos, familiares ou de amizade.

 

Isolamento

Os transtornos mentais podem acabar gerando inúmeras situações, inclusive o isolamento das pessoas portadoras.

Isso acontece porque ela começa a sentir os efeitos dos sintomas no trabalho, em casa, nas relações e assim por diante.

E lidar com esse mar de situações delicadas pode ser realmente doloroso, principalmente para alguém que não entende o que está se passando internamente.

Pensando nisso, é possível que essa pessoa busque se afastar de tudo e todos, tentando evitar ao máximo ter que lidar com esses problemas.

 

Problemas de memória

Este pode ser o sintoma mais relacionado às questões cognitivas da pessoa com o transtorno, afinal a memória está totalmente ligada ao nosso funcionamento neurológico.

Portanto, problemas de memória e esquecimentos frequentes podem representar um sinal vermelho de que algo não anda tão certo, especialmente no que diz respeito às funções neurológicas.

Transtorno Mental

 

Tipos de transtornos mentais

Vamos falar agora sobre aquilo que está reverberando ao longo de todo o texto: quais os principais tipos de transtornos mentais conhecidos pelas pessoas?

Hoje a psicologia compreende uma infinidade de possibilidades, mas nós listamos aqui os mais comuns e suas principais características para que você possa analisar e conhecer:

 

Transtorno de Ansiedade

Também conhecido como Transtorno Ansioso, essa é uma questão caracterizada por aquele problema de tensão constante anteriormente citado.

É através dele que a pessoa começa a se sentir extremamente desconfortável, nervosa e sensível aos fatos que acontecem (ou deixam de acontecer) ao seu redor.

A ansiedade pode causar sérios problemas na sociabilidade da pessoa, fazendo com que ela desenvolva fobias, estresse pós-traumático ou até sintomas mais físicos, como suor excessivo, inquietação e dores musculares.

 

Transtorno Depressivo

A famosa depressão é uma questão psicológica que se manifesta através do desânimo e da tristeza profunda e constante.

Diferente do que muitos imaginam, ela engloba inúmeros sentimentos além desses, podendo deixar a pessoa ansiosa, se sentindo insuficiente, invalidada, incompreendida e desvalorizada, por exemplo.

Assim como outros transtornos, ela é de longa duração, podendo ter fases e estágios.

Além disso, seus sintomas variam entre descontrole emocional, isolamento, dores físicas e emocionais.

 

Transtornos Alimentares

Este tópico envolve mais de um tipo de transtorno, mas todos relacionados a alimentos e atividades relacionadas à comida.

Bulimia, Compulsão Alimentar e Anorexia são exemplos extremamente populares dentro desse espectro, podendo envolver pessoas de todas as idades que, de alguma forma, são atingidas emocionalmente e projetam isso na comida.

Geralmente, essas pessoas necessitam de cuidados e assistência constante, afinal podem colocar em risco sua integridade física e mental em muitos aspectos.

 

Transtorno Bipolar

A bipolaridade lida com uma montanha-russa de emoções, fazendo com que a pessoa enfrente mudanças humorísticas constantes.

Essas divergências bruscas fazem com que as pessoas ao redor sintam-se perdidas, às vezes atacadas e até confusas, dependendo da situação.

Isso porque as oscilações são realmente notáveis, além de causarem grande impacto no comportamento e nas reações do paciente com bipolaridade.

 

TOC – Transtorno Obsessivo-compulsivo

O TOC é, também, um dos transtornos mais populares, sendo muito retratado nas mídias, livros e semelhantes.

Ele consiste em pequenas ou grandes obsessões referentes a muitas coisas. Cada pessoa com o transtorno acaba por desenvolver as próprias compulsões, mas seja como for, é algo que vai muito além de uma simples mania.

O portador desse transtorno pode ter sérias dificuldades de viver sua vida normalmente, pois está sempre refém de suas compulsões e não consegue libertar-se delas naturalmente.

 

Esquizofrenia

A esquizofrenia configura um tipo de transtorno psicótico que altera percepções, desejos, ideias e sensibilidades por parte da pessoa.

O que acontece é que a realidade do portador é completamente alterada, o que acaba refletindo na sua forma de ver o mundo, no seu comportamento e na dificuldade de se comunicar.

É um dos transtornos que mais exige atenção emocional e participação médica, afinal pode refletir totalmente na integridade física da pessoa e das pessoas ao seu redor.

 

Transtorno mental tem cura?

Alguns transtornos mentais já possuem tratamentos de cura através do trabalho psicológico e psiquiátrico, mas em sua grande maioria é preciso contar com cuidados constantes ao longo de toda a vida.

A psicologia e a psiquiatria agem de forma assertiva na vida da pessoa com o transtorno, diminuindo sintomas e permitindo que ela viva uma vida normal e completamente saudável.

Portanto, não há motivos para pânico ao identificar um ou mais transtornos mentais. É tudo uma questão de buscar o tratamento correto e ideal para você.

Tratamento para transtornos mentais

 

Tratamento para transtornos mentais

Seja por transtornos de personalidade, emocionais ou qualquer que seja, é muito importante que a pessoa busque pelo tratamento mais assertivo: psicológico e psiquiátrico.

É com a combinação de ambos profissionais (psicólogo e médico) que você consegue encontrar o diagnóstico mais apurado, além do tratamento personalizado e potencializado para a sua situação.

A gente sabe que às vezes pode ser assustador ir em busca de apoio psicoterapêutico, mas saiba que esse é um espaço seguro, onde a psicóloga ocupa um lugar de apoio e zero julgamento.

Dentro da psicologia há aquilo que chamamos de terapia cognitivo comportamental que é totalmente voltada para suas questões emocionais do cotidiano, o que irá te ajudar a analisar e perceber padrões nunca notados.

Além disso, é com a terapeuta que você conseguirá desbravar mais sobre si mesmo, suas dificuldades e, também, descobrir se há ou não algum transtorno instalado internamente.

Isso serve de enorme apoio para a administração emocional acontecer, mas não precisa ser a sua única fonte de segurança!

Conciliar o tratamento psicológico com o atendimento com um psiquiatra é ótimo para que você trabalhe suas regulações psíquicas e emocionais também!

Afinal, o profissional irá introduzir exames e, em alguns casos, oferecer o tratamento medicamentoso, se for necessário.

Envolver essa parceria de tratamentos e incluir atividades físicas à sua rotina é um ótimo primeiro passo para começar a lidar com um transtorno, ainda que seja difícil de conciliar no início.

Com o tempo, você aprende mais sobre si, seu corpo e seus efeitos, o que te trará ainda mais confiança e tranquilidade.

Se você se identifica com algum tipo de sintoma listado aqui ou desconfia que necessita de certo apoio psicológico, não deixe de buscar ajuda!

Aqui, na Psicotér, nós contamos com um time de profissionais extremamente capacitados e prontos para te receber! Porque a sua saúde mental é a nossa prioridade!

Entre em contato com a nossa equipe de atendimento e garanta a sua CONSULTA VIP!

Texto de: Luísa de Oliveira – redatora da Equipe Psicotér

Aprovado por:

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

 

Gostou? Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus




    Se identificou com o assunto deste post?


    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.