Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Pensamentos Negativos: você tem eles o tempo todo?

Publicado em 23 de dezembro de 2020
Categoria: Ansiedade, Comportamento
pensamentos negativos

pensamentos negativosTodos nós já sofremos com pensamentos negativos que surgem de forma inesperada. O que começa com algo pequeno vai aos poucos tomando conta de nossa mente, até começarmos a ter pensamentos negativos o tempo todo.

Esses pensamentos podem ser direcionados a uma área específica da vida. Por exemplo, se vemos nossa vida profissional com negatividade, passamos a pensar de forma negativa sobre todos os seus aspectos.

Ficamos desanimados, improdutivos, e mesmo quando surgem novas oportunidades e projetos os pensamentos negativos nos fazem acreditar que tudo vai dar errado. Além disso, quando atingimos alguma conquista não conseguimos comemorar, pois os pensamentos nocivos não permitem.

Da mesma forma, é possível que o pensamento negativo seja generalizado. Nesse caso, vemos todas as áreas da vida com negatividade. Pensamos que nada vai dar certo, temos receio de iniciar novos projetos e somos incapazes de sentir ânimo quando atingimos alguma meta.

 

Por que temos pensamentos negativos?

pensamentos negativos - crenças limitantes

Esse tipo de pensamento pode ser uma consequência do momento que estamos vivendo. Muitas pessoas se tornam desanimadas com a área profissional quando estão desempregadas, por exemplo, ou com os relacionamentos interpessoais depois de passarem por um término.

A negatividade pode se manifestar em crenças limitantes. Essas crenças são ideias negativas sobre nossa própria capacidade, geralmente sem nenhum motivo, que nos impedem de seguir em frente. É comum desistirmos antes mesmo de tentar, por estarmos convencidos de que não vamos conseguir.

Exemplos de crenças limitantes:

  • “Nunca vou atingir essa meta”
  • “É melhor nem tentar, pois sei que nunca vou conseguir”
  • “Sou incapaz de fazer isso”
  • “Não sou tão bom quanto os outros”
  • “Minhas conquistas foram atingidas por sorte, e não porque sou habilidoso”
  • “Não sou digno dessas conquistas”
  • “Não mereço ser feliz e/ou atingir meus objetivos”

agendar avaliação psicóloga online

 

Quais são as consequências desses pensamentos?

Quem sofre com esses pensamentos sabe o quanto é difícil lidar com uma mente negativa.

Ver tudo com negatividade causa muito desânimo, e ele se estende para todas as áreas da vida. Estar desanimado com um relacionamento, por exemplo, pode te deixar frustrado e magoado, o que te torna improdutivo no trabalho. Da mesma forma, você pode acabar descontando a frustração com o trabalho nas pessoas mais próximas, como amigos e familiares.

Ter crenças limitantes também nos impede de crescer e evoluir. Acreditamos que somos incapazes, e, por isso, abandonamos projetos pela metade e não desenvolvemos novas metas. Assim, não conseguimos crescer em nenhum aspecto, ficamos estagnados e sentimos que nossa vida não está indo para a frente.

Isso nos torna improdutivos no trabalho, na escola/faculdade, nos relacionamentos interpessoais e em nossos hobbies.

Além disso, quando reagimos negativamente a tudo, as pessoas que nos cercam podem se afastar. Isso não quer dizer que elas não nos valorizam ou querem nosso mal, mas que nossa negatividade pode estar “contaminando” os pensamentos de nossos amigos e familiares, que se afastam para o bem da própria saúde mental.

No entanto, esse afastamento pode piorar os pensamentos negativos, criando outra crença limitante: a de que não somos dignos ou não merecemos ter amigos. Dessa forma, entra-se em um ciclo sem fim, piorando a negatividade e afastando ainda mais as pessoas que amamos.

Exercício: entendendo a origem desses pensamentos negativos

Costumamos acreditar que a negatividade é um traço de personalidade e faz parte de quem somos. Dessa forma, não refletimos sobre a origem dos pensamentos negativos; estamos convencidos de que somos pessoas ruins, de que a negatividade faz parte da nossa essência e que, portanto, merecemos pensar dessa forma.

Porém, é muito importante analisar a raiz dos nossos pensamentos, para entendermos que eles não são imutáveis. Precisamos descobrir de onde esses pensamentos vêm e como se desenvolvem, para então encontrarmos uma forma de evitá-los.

Faça um exercício:

Separe uma folha em quatro colunas e anote:

  • O pensamento que você está tendo. Por exemplo, “nunca vou ser promovido no trabalho”
  • As ações que esse pensamento gera. Por exemplo, “me sinto desanimado, por isso não consigo escrever meus relatórios”
  • As consequências dessas ações. Por exemplo, “meu chefe me cobra demais porque não entrego os relatórios em dia”
  • O que te faz pensar dessa forma. Por exemplo, “não acredito que posso ser promovido porque entreguei um relatório ruim no mês passado”.

Com essa tabela em mãos, você pode examinar suas anotações e refletir: será que um único relatório ruim vai fazer com que você perca a chance de ser promovido? Esse relatório, sozinho, define a sua capacidade e as suas habilidades? Ou será que você está ignorando todas as suas qualidades por conta de um único evento desfavorável?

Você pode aplicar esse sistema e adaptar os questionamentos para diversas questões da sua vida pessoal e profissional, sempre que algum pensamento negativo surgir.

Nem sempre os pensamentos têm uma origem concreta ou fácil de ser encontrada. Às vezes duvidamos da nossa capacidade por questões muito mais profundas, enraizadas, que não conseguimos acessar facilmente sozinhos. Porém, em casos como os desse exemplo, é possível entender a fonte da negatividade e refletir se nossa reação é proporcional.

Esse exercício, sozinho, não vai eliminar todos os pensamentos negativos. Mas ele pode te ajudar a lidar com os momentos de negatividade, te mostrando que pequenas atitudes ou inconvenientes não te definem e que suas crenças limitantes não passam de uma análise apressada, que não leva em conta todo o seu esforço e conquistas.

 

Como lidar com a negatividade?

Para conseguir lidar com pensamentos negativos de qualquer tipo, é muito importante desenvolver a inteligência emocional.

A inteligência emocional é a capacidade de entender e administrar suas emoções, e, assim, conseguir lidar com elas mais facilmente. Dessa forma, você controla suas emoções, em vez de deixar que elas te controlem.

Essa habilidade te ajuda a controlar os pensamentos negativos. Assim que eles começam a aparecer, você consegue desconstruí-los, entendendo suas razões, sua origem e a forma mais saudável de encará-los.

Para desenvolver a inteligência emocional, antes de tudo, é preciso reconhecer suas emoções. Em vez de reprimir o que você sente, tente refletir sobre todos os seus sentimentos e aceitá-los.

Volte ao exercício que apresentamos anteriormente: analise seus pensamentos, as ações que eles te levam a tomar e as consequências dessas ações. Procure a origem de cada emoção, quando possível, e entenda que todos os seus sentimentos são válidos. Você não deve se culpar pelo que está sentindo; porém, deve assumir a responsabilidade pelas ações que toma quando tem pensamentos negativos, pois elas afetam as pessoas à sua volta.

atendimento psicológico online

 

Podemos te ajudar!

É muito difícil desenvolver a inteligência emocional sozinho, pois ela exige muita reflexão e uma alta capacidade de lidar com as próprias emoções.

Assim, a recomendação é que você procure ajuda na psicoterapia.

O psicólogo é um profissional especializado, que estuda as emoções e as melhores formas de lidar com elas. Além disso, ele será capaz de analisar a sua situação olhando de fora e te oferecer uma visão imparcial. É impossível sermos imparciais quando refletimos sobre os nossos próprios pensamentos e atitudes, pois sempre pensaremos no nosso lado e muitas vezes nos deixamos levar pela negatividade ou nos enxergamos como vítimas da situação.

Como vimos anteriormente, muitas pessoas têm pensamentos negativos sobre algumas áreas da vida. Em alguns casos, a recomendação é a psicoterapia individual, em que o psicólogo cuidará do seu caso levando em conta as questões trazidas por você.

Porém, em outras situações, é possível recorrer à terapia de casal ou familiar, por exemplo, quando os pensamentos negativos estão influenciando as pessoas à sua volta ou são causados por elas. Dessa forma, trata-se o problema partindo de suas origens e garantindo que todas as pessoas afetadas recebam a atenção devida.

Na Psicotér, contamos com uma grande equipe, composta por profissionais especializados em diversas áreas. Assim, seja qual for o seu problema, saberemos como te ajudar!

Oferecemos atendimento presencial com psicólogas em Porto Alegre e consultas online para todo o Brasil. Entre em contato conosco para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS e conversar com uma de nossas psicólogas. Podemos te guiar na sua jornada de autoconhecimento e construir juntos uma vida mais saudável, sem pensamentos negativos e com inteligência emocional.

Te esperamos na Psicotér!

Lisiane Duarte – CRP 07/12563
Psicóloga e Diretora Técnica da Psicotér

Texto por: Netuno – redatora da Equipe Psicotér

Clique para solicitar avaliação bônus

Veja Mais


    Se identificou com o assunto deste post?
    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Gostou? Compartilhe:

    Leia Também

    Deixe seu comentário

    Pensamentos Negativos: você tem eles o tempo todo? - Psicotér