Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Ansiedade Noturna: dificuldade de acalmar a mente devido as preocupações

Publicado em 28 de novembro de 2019
Categoria: Ansiedade, Crise de Ansiedade, Insônia
ansiedade noturna

ansiedade noturna Nunca se falou tanto de ansiedade como nos dias de hoje, e ainda assim é difícil explicá-la. E é ainda mais difícil entender a ansiedade noturna, pois quem a sente consegue relatar mais facilmente do que quem a observa.

“É o estado emocional vivenciado com a qualidade subjetiva do medo. Tem um carácter desagradável e é dirigido para o futuro. Desproporcional à uma ameaça reconhecível, com desconforto somático (desconforto físico) e subjetivo e alterações somáticas (físicas) manifestas.” (autor não encontrado)

Ansiedade noturna

Um dos momentos mais perturbadores para quem sofre de ansiedade é a hora de dormir. O medo de não conseguir pegar no sono gera angústias muito fortes. Esse medo de passar por uma noite agitada e mal dormida é o suficiente para que tudo se repita na noite seguinte. Assim, criando uma insônia na vida de quem sofre este mal.

A quantidade de problemas do dia-a-dia, que podem estar presentes em mais de uma área da vida, geralmente cria um sentimento de medo. Da mesma forma, também ocorre o medo de não dar conta de seus afazeres; seja na área profissional, pessoal, família, relacionamento… E esse medo aparece na hora que deita-se a cabeça no travesseiro, sem maiores distrações ao redor.

Com o corpo físico cansado, precisando relaxar, a mente relembra. É como um checklist de todas as atribuições que deixamos de fazer, bem como de suas consequências e das atividades que ainda estão por vir. Afinal, infelizmente, o mundo não para.

 

OS DIVERSOS TIPOS DE ANSIEDADE NOTURNA

Ansiedade Noturna Inicial

Quando a pessoa demora para dormir ou não consegue pegar no sono. A pessoa pode chegar a passar a noite inteira sem “pregar os olhos”.

Ansiedade Noturna Intermediária

Quando a pessoa desperta várias vezes durante à noite, podendo ter dificuldades em voltar a dormir. Ao notar um sono com interrupções é importante averiguar  a gravidade do quadro com um especialista; às vezes, isso é causado por outro transtorno, como Depressão ou Transtorno Misto de Ansiedade e Depressão.

Despertar Precoce ou Ansiedade Noturnal Terminal

Quando a pessoa acorda antes do horário de despertar. Este “resto de sono”, é relatado por quem sente como “o que faltava para que a pessoa conseguisse descansar por inteiro”.

O indivíduo acorda e imediatamente pensa em todas as tarefas ou problemas que precisam ser resolvidos. Quem acorda “antes do despertador”, muitas vezes, acaba pegando no sono quase na hora que realmente precisa acordar, e/ou, nem consegue dormir mais. Este tipo de ansiedade noturna também pode estar associado a sintomas de depressão.

Independentemente do tipo de ansiedade noturna que se tenha, este problema é muito perturbador para quem sente. Pois pode causar, inclusive, sintomas de ansiedade e temor quanto a aproximação do horário de dormir. Ou seja, o momento do dia que deveria ser mais relaxante torna-se um sofrimento.

A ansiedade noturna é o resultado do acúmulo de situações geradas ao longo do dia, que não são administradas ou resolvidas.

Além disso, a insônia tende a exacerbar outros sintomas de ansiedade como o nervosismo, irritabilidade, medo, falta de concentração (sintoma que pode levar a sonolência diurna com consequências negativas).

A antecipação de acontecimentos ruins e insegurança em relação ao futuro são pensamentos recorrentes de quem sofre deste mal. Como resultado, há uma dificuldade ainda maior no desligamento dos problemas.  Nesse sentido, torna-se ainda mais complicado relaxar o corpo e a mente, para que seja possível ter uma noite tranquila de sono reparador.

Combatendo a Ansiedade Noturna

É possível aliviar estes sintomas com algumas práticas na hora de dormir.

  • Ir para a cama somente quando o sono chegar
  • Escolher alimentos leves no jantar
  • Praticar técnicas de meditação e respiração profunda ao deitar. Isso ajuda a relaxar a musculatura e preparar o corpo para uma noite de sono.
  • Áudios de meditação guiada são excelentes para distrair a mente na hora de dormir. Assim como músicas relaxantes ou sons da natureza
  • Manter uma rotina regular de sono, com horários específicos
  • Não ter luz acesa na hora de dormir. Porém, se a escuridão for um fator ansiogênico, basta manter uma luz longe do seu campo de visão
  • Evitar o uso de computador e celular ao deitar-se

Essas são algumas dicas que fazem parte da higiene do sono. Elas definitivamente podem ajudar a relaxar seu corpo e sua mente e obter uma noite de sono mais tranquila.

Se estas dicas não forem úteis e a ansiedade noturna estiver causando prejuízos na sua vida, procure um especialista!

Respire fundo, entre em contato com a gente, agende sua avaliação e #vemprapsicotér! Nossa equipe de psicólogas em Porto Alegre está te esperando.

Se você curtiu esse post, nos siga no Instagram, curta nossa página no Facebook, conheça o nosso Pinterest e continue acompanhando o blog para conferir conteúdos exclusivos ;D

Ana Carolina Hanke – CRP 07/13362
Psicóloga da Equipe Psicotér

Veja Mais


    Se identificou com o assunto deste post?
    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Gostou? Compartilhe:

    Leia Também

    2 Comentários

    1. Marcelo machado | 22 de junho, 2020

      Eu durmo pouco a noite geralmente so uma 5hrs por noite dai acordo comeca a mente a lembrar de coisas boas e ruins do passado que eu posso fazer pra parar esses pensamentos negativo

    2. Marcio | 02 de setembro, 2020

      Querido, foque nas coisas boas. No passado você fez o que foi possível. Se realmente se sente mal, procure um médico. Você pode estar deprimido e o tratamento vai fazer vc se sentir melhor.

    Deixe seu comentário