Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Ansiedade Noturna: O que é, Sintomas, Causas e Tratamento

Publicado em 21 de outubro de 2021
Categoria: Ansiedade, Depressão, Distúrbios do sono
ansiedade noturna

Você já ouviu falar em ansiedade noturna?

A ansiedade por si só já é uma grande inimiga de muitas pessoas, especialmente nos dias de hoje, em que precisamos lidar com tantas coisas ao mesmo tempo e ainda dar conta da nossa própria saúde.

O sentimento já é muito ruim de se lidar ao longo do dia, quando precisamos realizar tarefas e administrar o nosso tempo, mas consegue ser ainda pior nos momentos em que precisamos descansar, como: na hora de dormir.

Muitas pessoas encaram a noite ou o espaço de descanso como um grande inimigo, pois sabem que esse é o momento em que a sua ansiedade estará pronta para se manifestar e arruinar tudo!

Felizmente, esse tipo de situação já encontra tratamentos e práticas que auxiliam no seu combate, ainda que pareça impossível para quem sofre diariamente com isso.

Neste artigo, vamos abordar os principais sintomas, as causas e formas eficazes de lidar com essa ansiedade noturna!

Não deixe de ler o material até o final para descobrir os detalhes dessa ansiedade que assombra milhares de pessoas por aí!

O que é a ansiedade noturna?

A ansiedade noturna carrega características únicas, porque acontece em um momento onde tanto o nosso corpo, quanto nossa mente deveriam estar descansando, isto é, a noite.

O sentimento de ansiedade mais comum, geralmente, aparece em formato de angústia, nervosismo, insegurança ou até medo ao longo dos nossos dias.

Agora, quando isso acontece no período do pré sono, parece que tudo se potencializa!

Os receios e os nervosismos parecem tomar conta de todo o nosso corpo e aquele espaço, que deveria ser de relaxamento, se torna quase uma tortura.

Diferentemente do que muitas pessoas acreditam, então, a ansiedade configura um tipo de problema muito grave, chamado: Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) que é responsável pela dor de muitos por aí.

Quando esse transtorno se manifesta a noite, trazendo à tona a ansiedade noturna, alguns pontos devem preocupar mais:

A falta de um sono saudável, o que irá interferir nas dinâmicas do nosso dia; o aumento no estresse, tanto no período da noite, quanto no dia seguinte, sem o descanso necessário e dificuldade no foco, atrapalhada pela ausência desse sono.

Esse é o momento que precisamos rever a nossa rotina antes de dormir e observar os impactos dessa ansiedade noturna, além das suas motivações e o que permite que ela volte todos os dias para nos assombrar.

O fim da tarde não pode se tornar o nosso inimigo ou a razão para sentirmos tanto receio de descansar, ele precisa ser um sinal de calmante, ou seja, algo que comece a nos desacelerar para que possamos ter uma noite tranquila e saudável.

Mas afinal, por que, em alguns casos, esse sentimento de aperto no peito começa a surgir somente nas horas de sono?

Quando nos preparamos para relaxar e dormir, estamos nos livrando, automaticamente, de todas as distrações e todos os estimulantes que passam o dia todo ao nosso redor.

Isso dá espaço para muitos pensamentos intrusivos, desde aquilo que temos controle, até casos mais sérios que nos deixam engatilhados no momento mais inconveniente possível.

Essa é a tal da ansiedade noturna, a intrusa que toma conta do nosso momento de recarregar as energias  nos sobrecarregando ainda mais.

Quais os sintomas da ansiedade noturna?

Os sintomas da ansiedade noturna podem variar de pessoa para pessoa, podendo ser diferente especialmente por conta do contexto e da demanda diária de cada um.

Em alguns indivíduos, esses sintomas irão se manifestar de forma mais agressiva, deixando-os vulneráveis e já em outros, será de um jeito mais sutil, gerando apenas um desconforto, por exemplo.

Tudo depende muito do contexto emocional e circunstancial dessa pessoa, afinal ela pode estar enfrentando uma rotina extremamente conturbada, com problemas em casa, no trabalho e afins.

Pontos esses que pesam muito quando sentimos dificuldade para dormir por causa da ansiedade.

Os sintomas desse transtorno incluem características já muito comuns da ansiedade que conhecemos, entretanto, quando eles se manifestam no período da noite, o sofrimento parece muito mais sufocante.

É nessa hora que aparecem as nossas maiores preocupações, aqueles momentos vergonhosos voltam a nossa mente, ficamos inquietos e sem conseguir parar de pensar em inúmeras coisas ao mesmo tempo.

Esse turbilhão de emoções e pensamentos é muito característico da insônia e ansiedade noturna, isso porque nos distanciamos de tudo e ficamos literalmente sozinhos com nossa própria cabeça, um exercício perigoso para os ansiosos.

Além desses sintomas já muito conhecidos, uma pessoa com ansiedade noturna ainda pode ter que lidar com os sintomas físicos de todo esse pavor.

Pensar demais e sentir-se inseguro sobre cada detalhe na nossa vida causa um nervosismo extremo que, muitas vezes, se traduz em suor excessivo, taquicardia, dores no corpo, tremores e até palpitação.

Todos esses são sinais de que algo ruim está se manifestando em nosso corpo, logo o nosso emocional deve estar abalado e precisando, urgentemente, da nossa atenção.

Outras questões que desenvolvemos, quando sofremos com esse tipo de ansiedade, é o próprio medo de não conseguir dormir.

A longo prazo, todos esses comportamentos começam a gerar medo, de fato, da hora de dormir, então a pessoa começa a sofrer com a atividade do sono, antes mesmo de se colocar na cama para isso.

Esse se torna outro gatilho de ansiedade, que também vai ocupar a cabeça daquela pessoa!

Isso porque suas noites são constantemente banhadas pela ansiedade, o que a deixa receosa de até tentar ter uma boa noite de sono, fazendo, inclusive, com que passe boa parte do dia pensando e ficando tensa sobre isso.

Cada ponto destes se torna um agravante para a ansiedade, seja ela noturna ou parte do cotidiano diário de alguém.

Sendo assim, sofrer por antecipação se torna uma prática comum também, já que a pessoa nem consegue esperar a noite, pois já se sente desconfortável e pressionada com relação ao que pode acontecer nessa hora de dormir.

Quais as causas da ansiedade a noite

Quais as causas da ansiedade a noite?

As causas da ansiedade à noite vêm de muitos lugares que frequentamos e atividades que nos submetemos de dia.

Por acontecer no nosso período de descanso, ela funciona quase como uma reação aos nossos contextos diários, seja no trabalho, na escola, faculdade, em casa e demais espaços.

O que isso significa?

Significa que essa ansiedade na hora de dormir pode estar surgindo de vários lugares ao mesmo tempo, nos sobrecarregando e nos puxando para baixo diariamente.

Quando temos problemas internos, questões em aberto e que nos causam preocupações, pode ser que percamos o controle do nosso estado emocional e comecemos a enfrentar situações de estresse intenso e muito nervosismo.

Isso reflete absurdamente na hora que vamos descansar, pois essas situações tem espaço para se manifestar e nós, como pessoas ansiosas, acabamos dando esse espaço e ficando consideravelmente mal com os sintomas.

Outro grande causador dessa desordem mental e, consequentemente, da ansiedade noturna, é a própria rotina de sono falha.

O sono, quando desregulado, vira uma reação em cadeia, onde uma noite em claro já atrapalha a dinâmica de toda a semana.

Esses casos são mais comuns do que a gente imagina, especialmente no mundo de hoje.

A nossa sociedade do imediatismo, onde todos nós precisamos lidar com multitarefas e diversas coisas ao mesmo tempo, alimenta esse tipo de comportamento.

A nossa ansiedade já é quase pré determinada pelas jornadas de trabalho, as cobranças das redes sociais e as relações que elaboramos todos os dias.

De qualquer forma, existem jeitos de controlar esse tipo de distúrbio, melhorando a concentração nas coisas e evitando esse medo constante de sentir a ansiedade noturna.

Tipos de ansiedade noturna

Como já falado anteriormente, a ansiedade noturna pode variar na forma que se manifesta nas pessoas, ainda que ela apareça no mesmo período do dia.

Isso porque recebemos diferentes estímulos relacionados a essas emoções, ou seja, nossos dias e rotinas são diferentes, o que implica em tipos de ansiedade diversos também.

Listamos abaixo os três tipos de transtornos relacionados a ansiedade no período da noite, com suas definições e características:

Ansiedade Noturna Inicial

É a ansiedade caracterizada pela dificuldade e demora para dormir, ou seja, é a responsável por deixar a pessoa tensa e com sintomas mais aparentes, quando decide ir deitar.

A ansiedade noturna inicial é a geradora de palpitações e inquietação, justamente pela falta de distração e excesso de preocupações e acúmulos emocionais.

Pessoas que lidam com ela, muitas vezes, podem acabar passando a noite toda sem dormir, apenas se revirando e tentando lidar com os seus sintomas físicos e suas acelerações.

Ansiedade Noturna Intermediária

Essa já diz respeito àquelas noites em que o indivíduo acorda em inúmeros momentos ao longo da noite, encontrando grandes dificuldades para voltar a dormir.

Muitas pessoas nem julgam isso como ansiedade, mas como uma preocupação constante, uma falta de cansaço ou a simples agitação.

Esses dificilmente são os casos, pois o nosso corpo sempre busca o descanso, ele precisa recarregar e continuar o seu funcionamento no período da noite, sem necessariamente ficar em estado de alerta, como fica no dia.

Sendo assim, ter essas noites de sono interrompidas, seja por pesadelos contínuos ou o simples fato de acordar, subitamente, e não conseguir retornar ao sono, pode ser um forte sinal dessa ansiedade noturna.

Ao perceber esses acontecimentos, é essencial que a pessoa procure por alguma ajuda terapêutica para entender melhor sobre esse funcionamento interno e o motivo pelo qual esse despertar passou a se tornar um hábito.

Isso é importante para que o profissional consiga identificar problemas que podem surgir desse padrão de comportamento como depressão e até a mistura da depressão com a ansiedade.

Despertar Precoce ou Ansiedade Noturnal Terminal

Ansiedade que instiga a pessoa a acordar antes do horário de levantar, de fato.

Quem sofre com esse mal, geralmente, o narra como algo que atrapalha demais o rendimento do resto do dia, pois o cérebro parece exausto e o cansaço toma conta de todas as atividades.

Nesses casos, o indivíduo acorda e imediatamente pensa em todas as tarefas ou problemas que precisam ser resolvidos.

Quem acorda “antes do despertador”, muitas vezes, acaba pegando no sono quase na hora que realmente precisa acordar, e/ou, nem consegue dormir mais.

Este tipo de ansiedade noturna também pode estar associado a sintomas de depressão, pois o distúrbio atrapalha e leva a pessoa a constante exaustão.

4 maneiras de controlar a crise de ansiedade noturna

Muitas pessoas que sofrem com esse mal, se perguntam: o que fazer para acabar com a ansiedade à noite?

Nesses casos, é muito importante estabelecer a calma e buscar a ajuda de um profissional especializado, pois só assim se estabelece um tratamento efetivo e de qualidade.

Isso porque a ansiedade noturna, muitas vezes, precisa de muito mais do que somente medicamentos e hábitos saudáveis. Há momentos em que ela necessitará de exercícios e práticas que somente um psicólogo ou psiquiatra terá como prover.

De qualquer forma, é essencial que as pessoas que enfrentam esse problema possam diminuir os efeitos dessa ansiedade e, para isso, separamos algumas estratégias que podem ajudar:

Foco na respiração!

Ao passar por um momento de grande estresse ou confusão mental e emocional, precisamos recolocar as coisas no lugar e isso inclui acalmar o nosso próprio corpo.

A agitação faz parte dos momentos de ansiedade e, como já vimos mais cedo, a falta de distração pode estar dando espaço para esses sentimentos intrusivos!

Sendo assim, focar em coisas paralelas pode ajudar e muito na nossa concentração para dormir.

A respiração é uma ótima aliada nessas horas, afinal ela ajuda a oxigenar o nosso cérebro, além de melhorar os nossos batimentos cardíacos que, com a ansiedade, podem estar um pouco acelerados.

Focar nessa respiração ainda pode prender suficientemente a sua atenção para ao ponto de atrair o sono, o que também é um grande benefício nos momentos de desespero e angústia da noite.

Invista em boas sensações antes do sono

Ao se perguntar sobre como se acalmar para dormir, é preciso ter em mente que todo e qualquer acontecimento, questionamento ou demanda ruim também podem servir como colaboradores da sua ansiedade.

O que isso quer dizer?

A sua hora de descanso é um momento único que deve contar com práticas de autocuidado e amor próprio.

Não é o momento para resolver questões do trabalho, familiares ou pendências pessoais que podem gerar estresse ou nervosismo.

Ao contrário!

Esse é o momento de ficar confortável e permitir que sua cabeça pare por um instante, então invista em si mesmo!

Beba um chá, ouça uma música que cause boas sensações e procure levar sua mente para espaços agradáveis.

Seu sono irá agradecer e sua ansiedade irá para longe!

Exercícios físicos são amigos

Muitas pessoas encontram no exercício físico um hobby ou uma atividade de prazer no dia a dia.

De fato, se exercitar libera inúmeros hormônios que nos causam tanto prazer, quanto pequenos choques de felicidade e satisfação.

Com a rotina corrida, nem sempre fica fácil encontrar um espaço para se exercitar, mas há outras maneiras mais acessíveis de alcançar esses sentimentos benéficos.

Utilizar da meditação, de pequenas caminhadas ao final de semana ou, simplesmente, pequenos momentos de exercício pode ser o suficiente para dormir melhor, especialmente quando o assunto for ansiedade.

Isso porque seu corpo renova os ares, além de boas doses de energia acumulada!

Fale sobre suas questões

Sabemos da dificuldade que é lidar com um problema como a ansiedade, especialmente no período da noite que é quando mais nos sentimos sozinhos, ainda que moremos com mais pessoas.

Entretanto, é sempre bom ter alguém de confiança que possa nos oferecer escuta e afeto, quando sentimos que alcançamos o nosso esgotamento.

Dessa forma, procure alguém que você confia para compartilhar suas inseguranças e medos, ainda que possam parecer pequenos e irrelevantes para você.

Isso elevará a sua autoestima e também aliviará um pouco das tensões que é carregar todos esses medos dentro de si.

Entenda que essa pessoa poderá te acolher e diminuir a sensação de solidão relacionada a esses problemas, mas somente um profissional terá a capacidade de resolver de fato cada um deles.

Qual o tratamento para ansiedade noturna?

Psicoterapia para ansiedade noturna

Ainda que alguém consiga nos ajudar a melhorar nossas crises de ansiedade noturna, precisamos ter em mente que ela funciona como uma montanha-russa, capaz de despencar novamente a qualquer momento.

Por isso, é crucial buscar a ajuda de alguém qualificado e com vasta experiência relacionada à ansiedade, especialmente a noturna.

E a psicoterapia é o caminho!

É muito complexo ter que lidar com essas confusões emocionais sozinho, ainda que seja possível com a ajuda de remédios e estimulantes do sono recomendados por um psiquiatra.

Nossos medos e angústias precisam ser administrados de vez e não somente afastados de nós e um psicoterapeuta terá a chance de construir isso com a pessoa que o procurar.

Nem sempre acreditamos no poder da fala e das práticas sugeridas por um profissional, mas a terapia possui os exercícios e análises corretos e adequados para cada tipo de situação.

É um tratamento realizado em processo com o paciente, que com a frequência correta, pode diminuir episódios ansiosos na hora do sono e, inclusive, o medo do descanso.

Isso tudo além de colaborar com os diálogos internos de cada um e com as pequenas demandas do nosso cotidiano.

Você já passou por alguma dessas situações relacionadas à ansiedade noturna? Sente que seu bem-estar poderia estar sendo elevado com a ajuda de alguém?

Aqui na Psicotér, nós contamos com um extenso grupo de psicólogas preparadas e experientes para lidar com as suas demandas emocionais e psicológicas! Sua saúde mental não merece esperar!

Converse com a nossa equipe de atendimento para marcar a sua consulta BÔNUS!

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Clique para solicitar avaliação bônus

Veja Mais


    Se identificou com o assunto deste post?
    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Gostou? Compartilhe:

    Leia Também

    Deixe seu comentário

    Ansiedade Noturna: O que é, Sintomas, Causas e Tratamento - Psicoter