Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Crise Nervosa: Sintomas e Como Controlar as Emoções

crise nervosa

Você já sentiu, em algum momento da vida, que estava perdendo o controle das coisas? 

Como se o mundo parasse de girar e tudo que você conseguisse sentir fosse seus pensamentos altos e acelerados?

Pois é! Sentimentos assim podem ser, muitas vezes, originados em crises nervosas.

É como se todas as emoções acumuladas eclodissem ao mesmo tempo, como uma grande descarga de energia, te fazendo perder totalmente o controle.

Se você já se sentiu assim, deve saber o quão difícil é manter a calma e o equilíbrio nessas horas, então estamos aqui para te ajudar!

Desenvolvemos este artigo para entender um pouco mais sobre as crises nervosas e como mantê-las longe do nosso dia a dia.

Acompanhe até o final para não perder nenhum detalhe!

crise nervosa

 

O que é a crise nervosa?

Todos nós enfrentamos problemas, conflitos e dores todos os dias. Passamos por eles como pessoas comuns, humanas, ainda que com certa dificuldade.

Agora, há momentos em que esse trabalho constante pode sobrecarregar nossa mente e, inclusive, o nosso corpo, causando um colapso geral conhecido como: crise nervosa.

Essa que nada mais é que um grande alerta de que estamos ultrapassando nossos limites emocionais, independentemente da origem do gatilho principal.

Geralmente, ela surge em períodos de forte nervosismo, ansiedade, tensão, estresse e medo.

São passageiras, mas envolvem muito sofrimento emocional, além de incluir fort e sintomas físicos também.

Como qualquer outro sintoma, ela se apresenta de um jeito intenso, deixando a pessoa desnorteada e completamente alterada.

Quais os sintomas de uma crise nervosa?

Os sintomas de uma crise nervosa variam muito de pessoa para pessoa, especialmente no que diz respeito às suas origens e o seu contexto de vida.

De qualquer forma, eles se assemelham muito a crises de pânico e ansiedade, por exemplo.

Isso porque trazem um quadro tanto psicológico, quanto físico, elevando a pessoa a um limite real de estresse.

Se você já passou por isso, certamente enfrentou um turbilhão de emoções, podendo ficar até um pouco perdido, sem saber muito bem o que estava acontecendo.

Esse é o efeito causado pela crise nervosa: ela demonstra que estamos ultrapassando limites e que é chegada a hora de desacelerar.

Para te ajudar a visualizar isso de uma forma prática, listamos aqui alguns dos sintomas mais comuns! Lembrando: na crise nervosa, eles raramente aparecem de forma isolada, mas sim de um jeito combinado (tudo ao mesmo tempo).

Sintomas emocionais e psicológicos:

Sintomas físicos:

  • Enjoo;
  • Tontura;
  • Dores de cabeça;
  • Coração acelerado;
  • Sudorese em extremidades do corpo (mãos, pés, axilas,…);
  • Problemas de estômago;
  • Dificuldade para dormir.

 

Quanto tempo dura uma crise nervosa?

Assim como os sintomas, o tempo de duração de uma crise nervosa depende muito de pessoa para pessoa.

Isso porque cada um de nós possui um “repertório emocional diferente”

O que isso significa?

Simplesmente significa que cada um de nós constrói o seu jeito de sentir e lidar com as coisas durante a vida, ou seja, tem maneiras diferentes de administrar seus próprios sentimentos.

Isso faz com que os sintomas se apresentem de formas bem diferentes em cada um, podendo ser mais intensos ou levianos, dependendo.

Agora, quanto ao tempo de duração, é o mesmo sentido: pode depender muito do gatilho, do espaço em que a pessoa está, da forma como ela se controla e assim por diante.

Entretanto, podemos definir uma média para as crises nervosas, chegando a marca de trinta ou quarenta minutos de duração.

Quais os riscos de não controlar o nervosismo?

Não ir em busca do controle dessas crises nervosas pode causar sérios problemas à sua integridade física e emocional.

Isso porque essas crises despertam diferentes gatilhos em nós mesmos, nos elevando ao limite das emoções e causando um forte estrago psicológico.

Muito além dos períodos de trinta ou quarenta minutos de crise, a pessoa se torna refém desses sentimentos destrutivos, vivendo constantemente com medo de que essa sensação volte a aparecer.

Além disso, é muito provável que a insistência dessas crises evolua para um transtorno grave, como: alguns tipos de depressão, Transtorno de Ansiedade Generalizada e semelhantes.

Os sintomas passam a dobrar de tamanho, se tornando incontroláveis e muito mais que um simples inconveniente no dia a dia.

Além disso, as relações pessoais e profissionais passam a ser abaladas: é como se a pessoa se afastasse de tudo e de todos, criando abismos entre si mesma e aqueles que ama.

Como uma estratégia de defesa, o isolamento toma conta daquele indivíduo, aumentando seu sentimento de solidão.

Por esse motivo, é tão importante manter-se atento aos seus sentimentos e à forma como eles se manifestam, afinal qualquer acúmulo emocional pode representar um risco para a sua saúde e para as suas relações.

crise nervosa

 

Crise nervosa: o que fazer para controlar?

Você já sabe que ir em busca do controle das crises nervosas é extremamente importante para manter a sua mente saudável, porém deve estar se perguntando: como fazer isso de uma maneira prática?

As respostas podem parecer simples, mas elas exigem comprometimento e muita atenção, então confira essas dicas para amenizar ao máximo as suas crises:

Priorize o seu conforto no momento

Não fale, se não quiser; Não comunique o que não precisa; Retire-se, se necessário e respeite o seu tempo.

Vale tudo na hora de recuperar esse fôlego, então se permita ser a prioridade por um momento: conheça seus limites e abrace-os sempre que necessário.

 

Procure focar nos seus pensamentos

É muito comum que a crise nervosa nos desperte um certo nível de agressividade e impulsividade, portanto tente focar realmente nos seus pensamentos. 

Isso ajuda você a se distrair dos sintomas físicos, aliviando pouco a pouco as sensações de maior tensão.

 

Permita-se ser ajudado por alguém

Se há uma pessoa por perto que seja de confiança, não tenha medo de dizer o que está acontecendo. Receber um abraço e uma orientação em um momento como esse pode ser determinante para evitar maiores problemas!

 

Foque na respiração

Há quem pense que é bobagem, mas a respiração tem um forte poder sob a forma com a qual nos comportamos e até pensamos. 

Então, não tenha medo: respire fundo, segure e solte o ar pela boca repetidas vezes. Se cérebro irá oxigenar e ajudar a liberar os acúmulos de energia que podem estar alimentando a crise.

Veja também como o mindfulness pode te ajudar a ter mais controle sobre si.

 

Converse com uma psicóloga

Ir em busca de um profissional da psicologia pode ajudar não só a controlar as crises, mas também a evitar que elas aconteçam, principalmente naqueles momentos que exigem mais de você!

 

Sou muito nervosa, como a psicologia pode me ajudar?

Nervos à flor da pele na maioria do tempo? Talvez esse seja o mal do século!

Muitas pessoas convivem com a crise nervosa diariamente, pois estão sempre se cobrando além da conta, lidando com grande pressão e tarefas inumanas.

Se você faz parte desse time, saiba que a psicologia pode ser sua maior aliada nessas horas!

Com ela, você pode aprender a administrar ainda melhor seus sentimentos, organizando aquilo que anda fora de ordem e analisando gatilhos em potencial.

Um profissional pode te guiar em uma jornada de autoconhecimento, permitindo que você se desenvolva e aprenda formas de desviar dessas crises.

É claro que se trata de um processo, mas ele apresenta resultados desde a primeira sessão, contando com um grande trabalho em equipe feito entre você e a psicóloga.

Então, se você sente que sofre constantemente com problemas como as crises nervosas, saiba que a psicologia pode te ajudar e muito no processo de melhora!

Quer saber por onde começar? A Psicotér conta com um time completo de psicólogas prontas para te ajudar nessa caminhada!

Vem conversar com a gente e marque já a sua Consulta VIP!

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus

    Se identificou com o assunto deste post?

    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Seu telefone

    2 respostas

      1. Olá Liliane,

        Em casos de crises nervosa é extremamente comum que situações assim aconteçam, infelizmente. Por esse motivo é tão importante contar com a ajuda certa de um profissional capacitado e treinado para te dar o suporte certo!

        Se quiser, a Psicotér se coloca inteiramente à sua disposição, viu?
        Abraço!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *