Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
Rua Esteves Júnior, 50, Sala 404 - Florianópolis
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Criar Expectativas: 4 Maneiras de Evitar Frustrações

Criar expectativas

Criar expectativas da maneira errada é a receita para causar frustrações e desastres emocionais nas pessoas.

Muita gente fala sobre como gosta de sonhar e criar cenários futuros na sua própria mente, mas a verdade é que isso pode ser simplesmente o autoengano falando na busca de minimizar possíveis sofrimentos.

É claro que há pessoas que gostam de esperar o melhor das situações e chamam isso de positividade, inclusive: uma nova forma de visualizar aquilo que se passa na sua vida.

O problema é quando essa perspectiva passa a cegar as pessoas, deixando-as em um mar de expectativa, transformando a sua positividade em algo tóxico e atrapalhando suas atividades do dia a dia.

Pouco se fala, então, da forma correta de se criar expectativas, porque, diferentemente do que se imagina, existe sim uma forma saudável de se fazer isso.

Por isso, neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre as problemáticas das altas expectativas e como transformá-las em um aspecto saudável nas nossas vidas.

É bom criar expectativas?

A resposta para essa pergunta pode ser muito vaga, porque depende.

Quando se trata de criar expectativas, precisamos ficar atentos! Todo e qualquer resquício de ilusão ou esperança tóxica pode apresentar um risco muito grande de decepção.

Nesses casos, obviamente, não é agradável e muito menos saudável criar expectativas.

Uma pessoa que desenha sonhos em cima da própria carreira ou projeta inúmeros desejos na figura de outras pessoas é forte sujeita à frustração, sabia?

Isso porque não podemos estabelecer tantas certezas para o futuro, muito menos se elas englobam as atitudes de outras pessoas.

Não importa se conhecemos esse alguém ou se temos afinidade com ele! Depositar expectativas nas ações de outra pessoa é muito perigoso, seja em uma relação amorosa, de amizade ou até familiar.

Nós não temos controle algum sobre as ações alheias e muito menos sobre os contextos em que cada uma dessas pessoas se coloca, especialmente a longo prazo.

Cada uma delas possui uma história e enfrenta batalhas e dificuldades internas das quais não temos acesso, o que nos impede de prever os seus próximos passos, ainda que a gente busque por isso.

Sendo assim, criar expectativas nas ações dos outros, no rumo em que eles levarão as coisas, nas suas escolhas ou expressões é algo arriscado demais.

Não vale a pena esperar por isso, afinal a única vida que realmente temos controle é a nossa e essa, ainda assim, pode nos decepcionar com o acaso, de vez em quando.

De qualquer forma, ainda há formas de criar expectativas de um jeito saudável.

Essa até é uma ação importante, porque é a responsável por nos gerar animação e força de vontade.

O certo, para criar expectativas do melhor jeito, é sempre se esquivar de cenários muito distantes da realidade e de grandes abismos, mas mantendo certa positividade e bons olhos.

 

Como fazer para gerenciar as expectativas?

Essa é uma pergunta interessante de se fazer, afinal as expectativas, para serem saudáveis, precisam ser bem gerenciadas.

O mais interessante é que muitas pessoas se perguntam como não criar expectativas, mas esse não é o caminho.

Como já comentamos, pode até ser mais fácil sair lendo artigos e matérias dizendo: “pare já de criar expectativas!”. Contudo, elas são muito necessárias para manter o fluxo do nosso dia a dia, a gente querendo ou não.

Então, para gerenciar esses sentimentos da melhor forma possível, evitando decepções e mantendo o respeito com os seus próprios limites é preciso se atentar a algumas coisas.

Inicialmente, se faz necessário entender que controlar as expectativas não é algo que começa a acontecer da noite para o dia, ao contrário: é algo que necessita constante exercício, além de muitas tentativas e erros.

Além disso, é preciso acreditar que se é capaz de ter esse autocontrole, porque muita gente sai por aí dizendo que cria muitas expectativas, que é “emocionado”, iludido, entre outras coisas… Comportamento nada saudável.

Gerenciar suas expectativas é sobre saber filtrar aquilo que é próximo da realidade daquilo que não é e se agarrar a essas perspectivas realistas.

Como fazer isso?

Autoconhecimento e observação. Pensar nos seus desejos, de onde eles vêm e por que você se comporta de tal forma são coisas que podem impulsionar muitos pensamentos claros na sua mente.

É o típico exercício que te deixa mais atento e conectado com os sentidos da sua vida, afinal você se torna crítico e cria uma relação de verdade consigo mesmo.

Entender esse funcionamento interno vai te fazer pensar quais são os limites da sua vida, o que pode ou não acontecer dentro de cada contexto e por que acontece.

Isso é um ótimo caminho para atingir a inteligência emocional e a resiliência, por exemplo.

Você aprende a entender as suas próprias emoções de forma profunda, consegue perceber padrões de comportamento e até de pensamentos, o que ajuda muito na hora do controle das expectativas.

Se você se conhece, você desenvolve autocontrole. São pontos complementares e que refazem até a nossa autoestima.

 

Como parar de criar expectativas erradas? Qual o limite?

Um dos maiores problemas na hora de criar expectativas é projetar suas esperanças em uma pessoa ou em algo que depende do acaso.

Criar expectativas sobre si mesmo, muitas vezes, também pode ser delicado, porque você coloca pressão, se cobra muito e espera bastante da própria performance, mas isso te impulsiona de alguma forma.

No caso de outras pessoas, é justamente ao contrário: você cria imagens, cenários e possibilidades em cima das ações de outros, algo que você não tem controle algum, o que abre espaço para se frustrar inúmeras vezes.

Se relacionar com pessoas é entender que cada uma delas tem a sua individualidade e que, mesmo sendo nossas amigas ou próximas, terão que tomar decisões que não cabe a nós.

O que pode ser decepcionante, especialmente para pessoas que gostam de manter controle sobre tudo ou costumam criar expectativas nos outros e nas suas relações.

De qualquer forma, para parar de criar expectativas erradas, aquelas que podem te machucar, seja no trabalho, em casa ou com amigos, é preciso de muita atenção da nossa parte, além de um toque de realidade!

Por mais que não pareça, muitas das projeções que fazemos e criamos ao longo da vida vêm de um espaço de falta, de incompletude.

Nós colocamos expectativas nas coisas por carregar certa insegurança e ansiedade sobre as coisas, sejam elas nossos relacionamentos ou até a vida profissional.

Esses são pontos que mexem demais com a nossa autoestima e nos deixam com uma angústia constante, daquelas que sufocam e tiram o sono de muita gente por aí.

Por isso, evitar criar expectativas erradas exige que tenhamos um olhar cuidadoso para nós mesmos, afinal precisamos nos sentir completos e ter confiança em nós mesmos.

Do contrário, sempre vai parecer que falta alguma coisa e que precisamos ficar projetando esse “algo” em alguém ou no nosso próprio futuro.

Daí a necessidade de manter uma boa relação consigo mesmo, antes mesmo de buscar isso com outras pessoas.

Nós precisamos ter satisfação com a nossa pessoa para poder compreender aquilo que acontece ao nosso redor de forma mais clara e real, então é sempre importante manter essa autoconsciência.

 

4 maneiras de criar expectativas sem frustração:

É sempre muito difícil tentar controlar os acontecimentos das nossas vidas, especialmente se considerarmos que muito do que guia ela é o próprio acaso e fatores externos.

Mas existem formas de tentar desviar de possíveis frustrações e sentimentos como arrependimento ou remorso, na hora de criar as suas expectativas!

Vamos te ajudar com algumas maneiras de reeducar a sua mente, otimizando essas suas projeções e te levando ao caminho da felicidade mais rapidamente.

1. Trabalhe duro em você mesmo

Como já comentamos, as expectativas podem surgir de muitos desacertos que temos com nós mesmos: ficamos inseguros e procuramos nos outros ou nas coisas uma forma de nos segurar.

Sendo assim, manter um bom trabalho com a sua mente, respeitando seus próprios limites e mantendo um olhar cuidadoso com suas próprias questões é um bom caminho para criar perspectivas mais saudáveis.

Lembre-se: você precisa se sentir completo para conseguir estabelecer uma saúde mental equilibrada e há ótimos jeitos de fazer isso na terapia, por exemplo.

2. Você não é todo mundo

Pode parecer muito difícil não criar expectativas na figura dos outros, especialmente quando a relação de vocês envolve carinho, afeto e semelhantes, mas isso não significa que é impossível!

Ter um relacionamento saudável com alguém é entender que essa pessoa precisa de liberdade para cumprir com as próprias expectativas e não com as de um parceiro ou amigo.

Por isso, se você sente que está criando esperanças sobre algo ou que espera atitudes específicas de alguém, dialogue.

Não existe meio mais saudável do que a conversa aberta e sincera, até para que essa outra pessoa saiba o que se passa aí dentro e quais as suas expectativas para o futuro da relação.

É um ponto delicado, mas que fará ambos na relação crescerem muito, independentemente do que estejam passando.

3. Esteja preparado, aprenda a ouvir um “não”

Esse talvez seja o passo mais complicado, porque quem cria expectativas dificilmente conta com as decepções, mas por isso é tão importante sentir-se preparado.

Não é porque estamos falando sobre criar expectativas do jeito certo que os arrependimentos e as frustrações deixarão de existir automaticamente.

Muitas pessoas podem não cumprir com o que você espera ou deseja e é exatamente isso que faz delas seres humanos tão complexos quanto você.

Então, esteja aberto às suas próprias frustrações, porque elas certamente irão aparecer e você precisa ter certeza que terá a coragem de tentar de novo.

Isso porque criar laços implica em altos e baixos, além da nossa disposição e coragem de superar os baixos junto com quem nos importa!

4. Procure ajuda sempre que necessário

Esse passo é determinante, mesmo que você não sinta que suas expectativas te atrapalham!

Conversar com alguém que entende é determinante para conseguir se organizar mentalmente, por isso, saiba a hora certa de pedir uma mãozinha.

Procurar um profissional da saúde mental é a escolha mais segura, porque ele vai saber lidar com todas as suas emoções, te passando maior tranquilidade e segurança na hora da sessão.

É sempre importante contar com alguém que realmente entende, então não tenha medo: um psicólogo será o seu melhor amigo na hora de administrar suas expectativas!

Criar expectativas

 

Como a psicologia pode ajudar a controlar as expectativas?

Criar expectativas exige organização mental e muitos cuidados da nossa parte, algo que pode facilmente ser resolvido ao longo do acompanhamento psicológico.

Um profissional pode te guiar a encontrar o equilíbrio perfeito, seja no trabalho, na vida amorosa ou em casa.

Isso porque ele te oferecerá exercícios potentes de autoconhecimento e autocuidado, aspectos que vão deixar a sua mente mais forte e muito mais controlada.

Ele vai te impulsionar a conversar com suas emoções, além de ter uma análise crítica e detalhada sobre suas relações com as outras pessoas.

São pontos que vão tornar a criação de expectativas algo mais seguro para você e os outros com quem se relaciona, afinal só assim suas perspectivas serão saudáveis e positivas.

Pode demorar um pouco no início, mas com o trabalho em equipe exercido entre psicólogo e paciente as coisas podem dar muito certo! Você vai ver!

Já sentiu, em algum momento, que suas expectativas estavam te consumindo?

Há maneiras de lidar com isso! Aqui na Psicotér nós contamos com um grupo de psicólogas completamente capacitado para te ajudar a reequilibrar suas próprias expectativas!

Entre em contato com a gente para marcar a sua consulta BÔNUS!

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

 

Gostou? Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também

Avaliação Psicológica Bônus




    Se identificou com o assunto deste post?


    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    RECEBA NOVIDADES

    Receba novidades, notícias e tudo sobre nossa empresa diretamente no seu email :

      Um centro de atendimento psicológico que desde 2010 tem seu foco em você, no seu desenvolvimento pessoal, seu bem-estar e também em sua qualidade de vida.
      SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

      © 2022- Todos os direitos reservados - Clínica de Psicologia Psicotér