Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
Rua Esteves Júnior, 50, Sala 404 - Florianópolis
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Paralisia do sono: entenda tudo sobre esse transtorno

paralisia do sono

Você acorda, mas o seu corpo permanece adormecido, incapaz de se mexer. A sua mente aparentemente está desperta, porém, não consegue controlar nada – seus braços, pernas, dedos. Normalmente, esse momento de angústia não se resume a isso: não raro, é acompanhado, ainda, por alucinações, como em um pesadelo. Você já passou por isso? A maioria das pessoas sim – e esse transtorno tem um nome: paralisia do sono.

 

O que é a paralisia do sono?

Apesar das alucinações que frequentemente acometem a pessoa que sofre desse transtorno, de natureza visual, tátil ou auditiva, a paralisia do sono não tem nada de sobrenatural, como tantos acreditam.

Em linhas gerais, a definição é, na verdade, bastante simples: o cérebro “acorda” antes do corpo. Por isso, sua atividade é retomada antes da mobilidade corporal. Sua duração é bastante curta: entre 20 segundos e dois minutos.

Esse despertar incompleto faz parte do grupo das parasomnias, ou seja, das desordens do sono, caracterizadas por movimentos anormais de uma pessoa enquanto adormecida, ou por sonhos em diferentes fases do sono, ou no momento de acordar.

 

Quais são as causas da paralisia do sono?

A paralisia do sono pode ser um sintoma isolado ou fazer parte de um grupo de outros sintomas. De todo modo, as suas causas podem ser variadas – e nós listamos algumas delas aqui.

Hormonal: alguns estudos apontam que a falta de hormônios pode ser uma causadora da paralisia.

Genética: um tipo bem menos frequente, mas que acomete aqueles com familiares que sofrem de distúrbios do sono.

Estilo de vida: bastante comum, o estresse e a ansiedade podem ser fatores que desencadeiam esse transtorno.

 

É possível tornar a paralisia do sono menos frequente?

Quando o transtorno persiste, os efeitos negativos são evidentes: receio de dormir e cansaço durante o dia, por exemplo. Por isso tantas pessoas buscam tratamentos para a paralisia. No que tange à psicologia, algumas mudanças no estilo de vida podem amenizar o problema.

Ter um horário para dormir, se alimentar de forma saudável e levar uma rotina menos estressante são fundamentais para a qualidade do sono. Entretanto, nós sabemos que, na maioria das vezes, operar essas mudanças e transformar hábitos não é tão simples assim.

É por isso que se você sofre de paralisia do sono, entre outros sintomas de ansiedade e estresse, a Psicotér pode te auxiliar!

Se você curtiu esse post, nos siga no Instagram, curta nossa página no Facebook, conheça o nosso Pinterest e continue acompanhando o blog para conferir conteúdos exclusivos ;D

Ah, não esqueça de entrar em contato conosco para agendar uma avaliação com uma de nossas psicólogas!

Lisiane Duarte – CRP 07/12563
Psicóloga e Diretora Técnica da Psicotér

Gostou? Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também

Avaliação Psicológica Bônus




    Se identificou com o assunto deste post?


    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Leia também

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    RECEBA NOVIDADES

    Receba novidades, notícias e tudo sobre nossa empresa diretamente no seu email :

      Um centro de atendimento psicológico que desde 2010 tem seu foco em você, no seu desenvolvimento pessoal, seu bem-estar e também em sua qualidade de vida.
      SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

      © 2022- Todos os direitos reservados - Clínica de Psicologia Psicotér