Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Lapsos de Memória: 4 Causas do Esquecimento e Tratamento

lapsos de memória

Os lapsos de memória é um tipo de sintoma secundário que pode ser ocasionado por uma grande variedade de ocasiões, por isso é importante entender suas casas e como tratar corretamente o problema.

Afinal, é corriqueiro que haja falhas na memória esporadicamente, como não saber onde colocou a carteira ou o celular, mas sim isso passa a acontecer frequentemente e causa confusão, pode indicar algo mais sério por trás.

Pensando nisso, vamos falar aqui neste artigo sobre o que são os lapsos de memória, quais as causas desses esquecimentos e as principais formas de tratamento. Acompanhe!

 

O que é o lapso de memória?

Os lapsos de memória nada mais são do que momentos bem breves nos quais uma pessoa acaba esquecendo alguma coisa que, em geral, ela lembraria-se.

Esses momentos nos quais as pessoas esquecem de algo podem ocorrer no dia a dia de qualquer um, mas com o passar do tempo, eles tornam-se mais corriqueiros.

Os lapsos de memória que acontecem de modo frequente, junto com uma queda no raciocínio ou na capacidade de pensamento, podem indicar um problema mais sério por trás, como Alzheimer, transtornos da mente, etc.

A ocorrência dos lapsos como sintoma secundário de uma doença ou transtorno mental é bem mais perceptível quando o indivíduo alcança a faixa dos 45 aos 50 anos, e também em idosos a partir de 65 anos.

Entretanto, eles podem surgir antes em pessoas mais jovens e nesses casos é que se deve estar mais atento ainda, para que seja possível identificar o problema por trás dos esquecimentos recorrentes e começar a tratá-lo o quanto antes.

 

Qual a diferença entre os lapsos de memória e a perda de memória?

É muito comum que as pessoas utilizem lapsos de memória como um sinônimo para perda de memória, mas há diferença entre os dois termos.

As alterações que ocorrem de maneira normal na memória de uma pessoa, por diferentes motivos, são bem diferentes da perda de memória que pode estar associada a um transtorno neurodegenerativo, como o Alzheimer.

Quando os lapsos de memória começarem a afetar de forma direta os mais diversos tipos de memória, trazendo prejuízos às capacidades cognitivas do dia a dia, é preciso buscar auxílio o mais rápido possível.

Para se ter uma noção maior sobre a diferença entre os dois termos, vamos ver um exemplo prático.

Digamos que você esqueceu onde foi que colocou seu celular, algo normal no dia a dia, então isso é um indicativo de um lapso ou uma falha de memória.

Por outro lado, se você não consegue saber para que é que serve um celular ou como fazer uma ligação, isso está relacionado com a perda de memória e um possível quadro de Alzheimer, que tem que ser averiguado pelo neurologista.

lapsos de memória

 

4 Causas dos lapsos de memória e esquecimento

Bom, depois de entender mais sobre o que são os lapsos de memória, vamos compreender o que pode ocasioná-los.

Por ser um tipo de sintoma secundário, como explicado anteriormente, há várias situações possíveis que podem ocasionar essas falhas na memória e esquecimento nas pessoas.

Nos tópicos a seguir, vamos mostrar as principais!

 

1- Problemas emocionais ou transtornos mentais

Um dos motivos principais pelos quais as pessoas podem apresentar lapsos de memória são como consequência de problemas emocionais ou transtornos mentais.

Isso quer dizer que situações estressantes e doenças da mente pode trazer problemas para a memória, sendo um deles o esquecimento de coisas corriqueiras.

Por exemplo, pessoas com depressão ou ansiedade tendem a sofrer muito com os lapsos de memórias, o que está relacionado com a redução do hipocampo.

Essa é uma parte do cérebro responsável por fazer o processamento e o armazenamento de memórias de longo prazo, mas a doença também traz dificuldades no processamento das memórias curtas.

Além disso, sabemos como essas doenças, como é o caso da depressão, geram problemas que também acabam trazendo impactos sobre a memória, caso da dificuldade para concentrar-se e da falta de um sono de qualidade.

As pessoas que estão sob constante estresse ou que sofrem com o Burnout são outras que podem acabar enfrentando problemas para criar as memórias de curto prazo.

 

2- Utilização de determinados medicamentos

Um outro problema que pode ocasionar o esquecimento e falhas de memória é o uso de medicamentos específicos, como aqueles que são de uso controlado.

Esse tipo de medicamento costuma impactar negativamente a memória, por isso mesmo as pessoas precisam estar atentas à sua utilização para evitar sofrer com esses lapsos.

Alguns tipos de medicamentos que podem gerar esses problemas são:

 

  • Os ansiolíticos
  • Os analgésicos
  • Os anticonvulsivantes
  • Os medicamentos para tratamento da hipertensão
  • Os antidepressivos
  • Os medicamentos para controle do colesterol

 

3- Algumas condições clínicas podem impactar na memória

Existem determinadas condições clínicas, que geram alterações na saúde, que acabam contribuindo negativamente para a memória, ocasionando esses lapsos.

Os transtornos mentais ou psiquiátricos já citados anteriormente são um deles, mas há outros envolvidos, como:

 

 

4- Falta de um sono de qualidade

Nós falamos anteriormente sobre como a depressão, a ansiedade e outros transtornos podem impactar na memória, principalmente porque eles afetam o sono de um indivíduo.

Qualquer pessoa que sofre com a falta de um sono que seja de qualidade, que permita o descanso do corpo e da mente de maneira eficaz, pode sofrer com os lapsos de memória.

As pessoas que dormem poucas horas por dia, que têm distúrbios do sono como apneia do sono ou insônia, tendem a ter uma qualidade de sono muito baixa e isso pode impactar na sua memória recente ou de curto prazo.

Afinal, o descanso ideal (que varia de 7 até 9 horas) é fundamental para otimizar as nossas funções cerebrais, entre elas a memória.

O momento do sono é o período no qual o nosso cérebro cria e mantém os caminhos para o aprendizado e para a criação de novas memórias.

As pessoas precisam tirar o que há de melhor dos dois tipos de sono existentes:

  • O REM é aquele estágio do sono que começa logo depois de 90 minutos em que adormecemos e nele estamos movimentando os olhos de maneira rápida
  • O NREM é um estágio que refere-se a cerca de ¾ do sono e ele vai evoluindo com o tempo para as mais variadas fases de alteração da nossa consciência

Além de dormir pelo menos 8 horas, em média, por dia, você deve buscar um sono com mais qualidade ao dormir em um local silencioso e escuro, para garantir que seu sono será o mais profundo e contínuo possível.

 

Quando procura ajuda por falha de memória?

Como falamos até aqui, as falhas de memória acontecem esporadicamente em nossas vidas, mas se elas passam a interferir no seu dia a dia, talvez seja o momento de buscar auxílio médico.

Afinal, esses lapsos de memória constantes podem indicar um problema como falta de sono adequado, mas também questões mais sérias como um transtorno psiquiátrico ou mesmo a presença de um tumor.

lapsos de memória

Tratamento para lapsos de memória

Na verdade, como as falhas de memória são um sintoma secundário, o mais importante é buscar auxílio médico para saber qual é a causa por trás daqueles problemas constantes de esquecimento.

Pode ser que o seu problema seja ocasionado por uma depressão ou ansiedade não diagnosticada, então após o médico avaliar a situação, ele poderá indicar diferentes formas de tratamento, como:

 

Todos esses aspectos multidisciplinares terão um impacto importante na melhoria do transtorno e na qualidade de vida do indivíduo, o que irá trazer resultados positivos para sua memória.

O médico também pode descobrir, durante o exame do paciente, que ele encontra-se com uma doença como na tireoide ou ainda um tumor, sendo necessário buscar o tratamento adequado para aquele problema.

A mesma coisa vale para o caso do profissional diagnosticar que o paciente encontra-se no início de uma doença neurodegenerativa que está afetando pouco a pouco a memória.

Ele irá então direcionar o paciente para um profissional especializado para que ele possa indicar o tratamento mais adequado para controle da doença.

O fato é que muitas das condições que geram perda de memória devem ser tratadas por meio da reabilitação e dos cuidados de suporte, que ajudam as pessoas a evitarem uma piora em seu quadro.

 

Conclusão

Como visto aqui, os lapsos de memória são momentos nos quais uma pessoa esquece algo ou alguma coisa, recuperando posteriormente a memória daquilo, em geral resultado de um outro problema, como um transtorno ou distúrbio.

Neste conteúdo, trouxemos a explicação do que são os lapsos, como eles diferem da perda de memória, quais as causas primárias por trás dessas falhas na memória e como fazer o correto tratamento para solucionar a questão.

O que achou do texto sobre os lapsos de memória?

Venha entrar em contato com a gente para garantir o tratamento ideal nessa jornada!

Texto aprovado por:

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus

    Se identificou com o assunto deste post?

    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Seu telefone

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *