Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
Rua Esteves Júnior, 50, Sala 404 - Florianópolis
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Psicoterapia: Conheça e aprenda mais sobre você

A psicoterapia é um processo que busca ajudar as pessoas a resolver suas questões emocionais. É mais comum ser realizada de modo individual, mas existem terapias de casal, de família e de grupos. Através deste processo, as pessoas aprendem modos mais positivos e funcionais de lidar com a vida e com tudo que envolve sua rotina.

É um espaço em que as pessoas descobrem novos pontos de vista para lidar com as situações que já conhecem, é um espaço capaz de mostrar a cada um seus pontos positivos e negativos e de que modo podem se adaptar melhor às suas vidas.

É um momento em que as pessoas podem encontrar apoio para momentos difíceis.  Como as perdas, as mudanças drásticas de vida, as novas possibilidades (sim, coisas boas podem geram estresse e confusão).

A conversa com um profissional, que acontece de maneira sistemática e frequente, certamente tem o poder de ajudar o indivíduo a encontrar-se. Assim como descobrir-se e a diminuir a sensação de que precisa fazer tudo sozinho.

Esta conversa é técnica, não se compara à conversa com um amigo ou pessoa próxima. É despida de preconceitos, tem a intenção de encontrar os modos de ser e de fazer as coisas que não estão funcionando para ajustá-los.

É através da relação estabelecida com o terapeuta que a pessoa irá tomar consciência de si mesma; é através do que se chama transferência, que o indivíduo irá repetir com o terapeuta os modos de se relacionar com a vida e com as pessoas ao seu redor, dando ao segundo a visão do que pode não estar funcionando para aquela pessoa, naquele momento.

É um tratamento em que o terapeuta colabora para o desenvolvimento do paciente, mas é importante que o paciente entenda que ele é ator principal neste processo, não o terapeuta, e que sua dedicação é fundamental.

O foco da psicoterapia não é o aconselhamento ou a solução de problemas pelo terapeuta.  O foco é que o paciente seja convidado a refletir e a questionar sobre sua vida.

O paciente é chamado a encontrar novos modos de agir, novas maneiras de fazer as suas atividades e novas maneiras de pensar. O objetivo da terapia é o autoconhecimento e a mudança para pensamentos, comportamentos e tomada de decisões mais saudáveis.

Dependendo da linha teórica que o terapeuta utiliza para seu trabalho ele irá lançar mão de diferentes recursos durante as consultas. Estes recursos também diferem de paciente para paciente.

Dependendo das particularidades, usam-se diferentes técnicas das diferentes linhas teóricas em cada paciente. Assim, a terapia não tem um padrão, não tem um caminho definido; ela é um processo que depende de cada paciente e de cada terapeuta.

A psicoterapia funciona, pois, quando a pessoa divide suas angústias, elas ficam menos “pesadas” para ela. Há alguém ali que está disposto a ajudar, a dividir a tarefa. Saber que existe este espaço só da pessoa, de escuta, de apoio e de colaboração tem efeito curativo.

O terapeuta é outro indivíduo, representa outro olhar sobre as questões, a pessoa pode perceber sua vida de outro modo. Baseado em teorias, este profissional auxilia a identificar o que não está funcionando na vida da pessoa, quais pensamentos e comportamentos podem precisar de ajustes.

Primeiramente, não existem maneiras certas e erradas de viver. Assim, o que o terapeuta ajudará será a encontrar maneiras mais saudáveis para cada um levar sua vida.

Através da conversa técnica, dos questionamentos, das novas possibilidades sugeridas; o terapeuta pode ajudar o sujeito a perceber sua vida de um modo que nunca havia percebido.

A reflexão leva à mudança e a psicoterapia é este espaço. Parar por cerca de uma hora por semana, observar-se e refletir sobre si permite que as mudanças possam acontecer.

O psicoterapeuta tem ferramentas de investigação que permitem a ele descobrir aspectos da personalidade de seus pacientes. Diferente do que acontece em uma conversa comum, numa observação feita por um leigo.

O “setting” ou espaço da terapia, a relação estabelecida, o que cada um transfere para o terapeuta e o modo como este profissional sente cada um de seus pacientes fazem com que o psicólogo consiga ter uma visão mais profunda e assertiva do mundo interno das pessoas que buscam sua ajuda.

Não é mágica, não é adivinhação; são observações e questionamentos feitos dentro de um espaço específico, com o uso de ferramentas específicas e com base em teorias.

A terapia funciona, enfim, porque a pessoa é convidada, de modo empático, técnico e colaborativo a pensar. É convidada a mudar e a fazer as coisas de um jeito diferente. É convidada a olhar para si mesmo de modo crítico e aberto, sem medo e sem preconceitos.

A pessoa é convidada a rever e entender seu passado e seu presente; porque age de determinados modos, quais crenças estão na base de suas atitudes e da sua maneira de pensar.

Na terapia, as pessoas elaboram suas experiências e podem, deste modo, fazer as coisas de um jeito diferente. Pensar de um jeito diferente e fazer seu presente e seu futuro de um modo diferente, mais saudável e feliz.

Por Anne Griza – Psicóloga da Equipe Psicotér

Psicotér: clínica de psicologia em Porto Alegre com atendimento presencial, online e domiciliar.

Gostou? Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus




    Se identificou com o assunto deste post?


    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone