Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Não Consigo Trabalhar por Causa da Ansiedade. Veja como Lidar!

Não consigo trabalhar por causa da ansiedade

“Não consigo trabalhar por causa da ansiedade!” – Por acaso isso já aconteceu com você?

A ansiedade é uma realidade comum na vida de muitas pessoas, podendo se manifestar de diversas formas e em diferentes contextos. 

Uma das áreas em que ela pode ser especialmente debilitante é no ambiente de trabalho. Ou seja, para muitos indivíduos, enfrentar a ansiedade no local de trabalho pode se tornar um obstáculo significativo, impedindo-os de realizar suas tarefas com eficiência e confiança. 

A pressão, as expectativas e as demandas do trabalho moderno frequentemente contribuem para o aumento dos níveis de ansiedade, afetando não apenas o desempenho profissional, mas também a qualidade de vida em geral. 

Neste contexto, é essencial compreender as raízes da ansiedade no trabalho e, mais importante ainda, aprender a lidar com ela de maneira eficaz. 

Este artigo irá te contar algumas estratégias e técnicas que podem ajudar aqueles que enfrentam a ansiedade no ambiente profissional, oferecendo insights valiosos sobre como superar esse desafio e recuperar o controle sobre suas vidas profissionais e pessoais. 

Ao entender as origens da ansiedade no trabalho e adotar abordagens práticas para enfrentá-la, é possível transformar um ambiente antes assustador em um espaço onde a confiança e a produtividade podem florescer.

Acompanhe até o final para não perder nenhum detalhe!

 

Como a ansiedade afeta a vida profissional?

A ansiedade tem um impacto significativo na vida profissional de muitas pessoas, afetando de diversas maneiras a sua capacidade de desempenhar efetivamente no trabalho.

Primeiramente, a ansiedade pode levar à diminuição da produtividade, pois quando uma pessoa está constantemente preocupada, temendo situações de trabalho, ou sofrendo com a pressão de expectativas elevadas, sua concentração e capacidade de realizar tarefas de forma eficiente podem ser prejudicadas. 

Isso frequentemente resulta em erros, retrabalho e atrasos em projetos, o que afeta negativamente o desempenho no trabalho. Soa familiar para você?

Além disso, a ansiedade pode causar ausências frequentes no trabalho.

Indivíduos que sofrem de transtornos de ansiedade podem sentir-se tão sobrecarregados por preocupações e sintomas físicos que muitas vezes tiram licenças médicas ou faltam ao trabalho. 

Isso não apenas prejudica sua própria progressão na carreira, mas também cria sobrecarga para seus colegas de trabalho e empregadores.

Por fim, a ansiedade pode afetar a satisfação no trabalho e o bem-estar geral, de maneira que até a sua autoestima sai prejudicada.

O estresse constante e a preocupação excessiva podem levar a um esgotamento físico e mental, levando à insatisfação com a carreira e, em última análise, ao desejo de deixar o emprego. 

Isso pode resultar em uma rotatividade mais alta de funcionários e custos adicionais para as empresas, que precisam substituir e treinar novos colaboradores. 

Portanto, a ansiedade tem um impacto substancial não apenas na vida profissional dos indivíduos, mas também nas organizações como um todo.

Não consigo trabalhar por causa da ansiedade

Quem sofre de transtorno de ansiedade pode trabalhar?

Sim, muitas pessoas que sofrem de transtorno de ansiedade podem trabalhar e levar uma vida profissional bem-sucedida. 

Isso porque o tratamento e o gerenciamento adequados da ansiedade desempenham um papel fundamental nesse cenário. 

Terapias, medicações prescritas por um profissional de saúde mental e estratégias de enfrentamento podem ajudar a controlar os sintomas e permitir que indivíduos com transtorno de ansiedade mantenham suas carreiras. 

Além disso, muitos empregadores oferecem apoio e acomodações razoáveis, como horários flexíveis ou a possibilidade de trabalhar em casa, para ajudar a acomodar as necessidades dos funcionários com transtornos de ansiedade.

No entanto, é importante observar que a gravidade e a natureza do transtorno de ansiedade variam de pessoa para pessoa. 

Em alguns casos, os sintomas podem ser tão debilitantes que uma pessoa pode precisar de um período de afastamento do trabalho ou de uma redução nas responsabilidades profissionais para se recuperar. 

A chave está em procurar ajuda profissional e criar um plano de tratamento que seja adequado às necessidades individuais, o que pode tornar a vida profissional uma experiência mais administrável para quem sofre de transtorno de ansiedade.

 

Causas da ansiedade no ambiente de trabalho 

A ansiedade no ambiente de trabalho pode ser desencadeada por diversas causas. Algumas das causas mais comuns incluem:

  • Pressão por desempenho
  • Carga de trabalho excessiva
  • Ambiente tóxico
  • Insegurança no emprego
  • Assédio moral ou sexual
  • Falta de controle sobre o trabalho
  • Cobranças financeiras
  • Isolamento social
  • Mudanças constantes
  • Sobrecarga de informações
  • Viagens frequentes
  • Perfeccionismo

 

Sintomas da ansiedade no trabalho

Os sintomas de ansiedade no ambiente de trabalho podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem uma combinação de sintomas físicos, emocionais e comportamentais. Aqui estão alguns possíveis sintomas de ansiedade no ambiente de trabalho:

Sintomas Físicos:

  • Palpitações ou aumento da frequência cardíaca.
  • Sudorese excessiva.
  • Tremores ou inquietação.
  • Tensão muscular.
  • Dor de cabeça frequente.
  • Distúrbios gastrointestinais, como dor de estômago ou diarreia.
  • Respiração rápida ou ofegante.
  • Fadiga constante.

 

Sintomas Emocionais:

  • Preocupação excessiva e apreensão.
  • Sentimentos de medo ou pavor.
  • Irritabilidade e impaciência.
  • Dificuldade em se concentrar.
  • Sensação de desespero ou desamparo.
  • Medo de falhar ou de ser julgado negativamente.
  • Sentimentos de insegurança.
  • Dificuldade em relaxar.

 

Sintomas Comportamentais:

  •  Evitar situações desencadeadoras de ansiedade no trabalho.
  • Procrastinação em relação a tarefas importantes.
  • Dificuldade em tomar decisões.
  • Isolamento social no ambiente de trabalho.
  • Comportamentos perfeccionistas.
  • Aumento do consumo de substâncias como álcool ou tabaco para lidar com a ansiedade.
  • Aumento das faltas ou licenças médicas relacionadas à ansiedade.

não consigo trabalhar por causa da ansiedade

Quando a ansiedade se torna incapacitante?

A ansiedade se torna incapacitante quando passa a interferir de maneira abrangente e significativa na vida diária de uma pessoa, impedindo sua capacidade de funcionar adequadamente em várias áreas, incluindo o ambiente de trabalho, relacionamentos e atividades cotidianas.

Isso ocorre quando os sintomas de ansiedade atingem um grau tão elevado que prejudicam a capacidade da pessoa de realizar tarefas básicas, como trabalhar de forma eficiente, socializar, cuidar de si mesma e manter uma boa qualidade de vida. 

Indivíduos com ansiedade incapacitante podem experimentar ataques de pânico frequentes, evitação extrema de situações desencadeadoras de ansiedade e sofrimento psicológico intenso, o que impacta negativamente sua saúde mental e bem-estar global.

Reconhecer quando a ansiedade atingiu esse nível é crucial, uma vez que pode indicar a necessidade de intervenção profissional, como terapia, medicação ou outras abordagens terapêuticas, a fim de reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida. 

A busca de ajuda adequada é essencial para superar a ansiedade incapacitante e permitir que a pessoa retome o controle sobre sua vida.

 

Como lidar com a ansiedade na vida profissional

Lidar com a ansiedade no ambiente profissional pode ser desafiador, mas existem diversas estratégias e técnicas que podem ajudar a minimizar os impactos negativos. Aqui estão algumas maneiras de enfrentar a ansiedade no trabalho:

 

Reconheça a ansiedade:

O primeiro passo é reconhecer que você está lidando com a ansiedade no ambiente de trabalho. Conscientizar-se de seus sintomas e como eles afetam seu desempenho é fundamental.

Muitas pessoas acham que esses sintomas fazem parte do dia a dia, mas na verdade eles são inimigos perigosos.

Não é normal lidar com a ansiedade sempre, principalmente no ambiente de trabalho!

É preciso saber reconhecer quando nossos limites estão sendo testados e é exatamente por isso que é tão importante contar com a ajuda profissional de maneira regular.

 

Estabeleça metas realistas: 

Defina metas alcançáveis e gerenciáveis para evitar o sentimento constante de sobrecarga. Dividir grandes tarefas em etapas menores pode ajudar a tornar o trabalho mais manejável.

Há quem tente abraçar o mundo ao mesmo tempo, mas isso só dá uma margem maior para o cansaço e para as falhas.

É preciso abrir mão do orgulho e da necessidade de reafirmação nessas horas e colocar na balança o que realmente é possível ser feito.

Às vezes, precisamos ser realistas para lidar melhor com nossas demandas, mesmo que isso signifique desacelerar e começar do início.

 

Comunique-se:

Falar com seu supervisor ou colegas de confiança sobre sua ansiedade pode proporcionar apoio e compreensão. Eles podem ser capazes de ajustar as expectativas ou oferecer ajuda quando necessário.

Sabemos que nem sempre é fácil dar esse passo, principalmente quando precisamos pedir ajuda, mas é de extrema importância fazer esse movimento para receber o suporte que você tanto merece.

Problemas que não são comunicados são ignorados, muitas vezes. Por esse motivo, é tão necessário saber dialogar e pedir ajuda nos momentos certos.

 

Gerencie seu tempo: 

Aprenda a gerenciar seu tempo de forma eficaz, estabelecendo prioridades, definindo prazos realistas e evitando a procrastinação.

Você pode fazer listas, checklists e organizar uma grade de horários de maneira que suas tarefas mais importantes sejam a prioridade.

Mais que isso, é importante se policiar e se apegar a essas rotinas, criando uma maior organização e melhorando o ritmo de produtividade diário.

 

Pratique a autocompaixão: 

Não seja muito crítico consigo mesmo. Aceite que todos cometem erros e que a perfeição não é alcançável. Trate-se com compaixão e gentileza.

Pode parecer difícil no início, muitas pessoas que sofrem com a ansiedade se cobram demais o tempo todo e, por vezes, até se punem de diversas formas por não cumprirem com as expectativas.

No entanto, para lidar com a ansiedade é muito importante saber os limites da autocrítica, viu?

 

Tratamento de terapia para ansiedade

O tratamento da ansiedade por meio da terapia é amplamente eficaz e comumente recomendado. 

A terapia oferece um ambiente seguro e estruturado para explorar os sintomas e as causas da ansiedade, bem como desenvolver estratégias para lidar com ela. 

Por exemplo, a terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma abordagem comum e eficaz, que ajuda os indivíduos a identificar pensamentos negativos e distorcidos que contribuem para a ansiedade e a substituí-los por pensamentos mais realistas e saudáveis. 

Além disso, a TCC ensina técnicas de enfrentamento, como a exposição gradual a situações que causam ansiedade, para que os pacientes possam aprender a controlar suas reações emocionais.

A terapia também pode fornecer ferramentas de relaxamento, como a prática da respiração profunda e da meditação, que ajudam a reduzir os sintomas de ansiedade.

A terapia é um tratamento personalizado, adaptado às necessidades individuais de cada paciente. 

Ela não apenas ajuda a lidar com os sintomas da ansiedade, mas também aborda as causas subjacentes e fornece habilidades práticas para enfrentar a ansiedade no dia a dia. 

A terapia é frequentemente combinada com outras abordagens, como a medicação, quando necessário, para obter os melhores resultados no tratamento da ansiedade.

Se você sente que pode precisar desse atendimento, saiba que aqui na Psicotér nós contamos com uma equipe especializada e totalmente pronta para te ajudar!

Entre em contato com a nossa equipe de atendimento hoje mesmo e marque a sua Consulta VIP!

Texto de: Luísa de Oliveira – redatora da Equipe Psicotér

Aprovado por:

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus

    Se identificou com o assunto deste post?

    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Seu telefone

    4 respostas

    1. Apreciei muito toda essa matéria, que por sinal veio bem ao meu encontro. Sofro demais com ansiedade, sem contar com o enorme prejuízo financeiro que isso causa em nossas vidas.
      Seu artigo foi muito bem redigido e fez um apanhado geral de toda situação.
      Faço questão de compartilhar esse vosso trabalho.
      Desejo muito sucesso para vossa gestão.

      Carinhosamente: Washington Campos.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *