Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Disfunção erétil: Preciso me preocupar?

Publicado em 25 de julho de 2019
Categoria: Sexualidade

O tabu da virilidade masculina

disfunção erétilApesar de estarmos no século XXI, ainda é um tabu falar sobre disfunção erétil. A virilidade é tida como um elemento preponderante da identidade masculina. Assim, existe uma pressão cultural muito grande para que o homem seja viril. Ou seja, espera-se que ele sempre esteja disposto para transar.

Dessa forma, o sexo torna-se tenso e não prazeroso. Essa exigência é metade do caminho para brochar. Perder a ereção (disfunção erétil) é uma das principais preocupações masculinas.

A maioria dos homens, embora não admitam, já brocharam uma vez na vida.  Porém se isso ainda não ocorreu, a probabilidade de acontecer é certa. Em algum momento terão de lidar com a situação que é delicada, porém não é o fim do mundo e há solução. 

Fatores físicos e psicológicos que levam à disfunção erétil

Uma série de motivos, tanto físicos como psicológicos, podem causar a disfunção erétil. Na maioria das vezes, as causas são psicológicas.

Alguns fatores físicos são:

  • Doenças vasculares, diabetes, distúrbios hormonais e neurológicos;
  • Efeitos colaterais de certos antidepressivos, remédios para pressão, produtos para aumento de massa muscular;
  • Excesso de cigarro e de álcool também são inimigos da boa performance na hora H.
  • A bebida deprime o sistema neurológico, e com isso a ereção pode ser difícil.

As causas emocionais são as mais frequentes, e a ansiedade é a principal vilã nessa história. Isso porque a ansiedade é uma resposta do corpo vinda do sistema nervoso autônomo, portanto age independente do nosso pensamento racional, como um reflexo.

Com essa reação nosso organismo libera adrenalina na corrente sanguínea, fechando os vasos sanguíneos do pênis e provocando a perda da ereção. O hormônio da adrenalina pode provocar batidas rápidas no coração, suor frio nas mãos ou pés, boca seca, frio na barriga, e também alteração no intestino. Além disso quanto maior a ansiedade menor a capacidade de conectar-se com o momento e, consequentemente, de permitir que o corpo responda ao sexo. 

O medo de falhar

disfunção erétilDa mesma forma, o medo de falhar, a timidez, a insegurança na vida sexual com o próprio corpo, a preocupação com o tamanho do pênis e com o desempenho podem acarretar uma brochada. Além disso, o estresse causado por problemas do dia a dia, por situações angustiantes, perda de emprego, e também questões familiares e de trabalho são fatores que podem causar a disfunção erétil.

Se o homem não está fisicamente conectado no seu corpo e tem a energia dividida com preocupações, estresse e ansiedade, é comum haver a falha na hora H. 

Se for um fato isolado, tudo bem, acontece!

Porém, se perceber que a disfunção é repetitiva, você não precisa sofrer sozinho! É possível buscar ajuda!

O indicado é procurar ajuda médica, quando a causa é física; e ajuda psicológica, caso perceba que as razões são emocionais. 

É preciso vencer barreiras e falar sobre o assunto

Enfim, falar de sexo não é algo fácil. Não fomos educados para falar do assunto, no entanto é necessário para romper as barreiras. Através da psicoterapia é possível expor as dificuldades, os medos, as angustias.

Do mesmo modo, é importante falar abertamente sobre suas vontades em relação ao sexo, saber mais sobre si e encontrar respostas em relação aos problemas são questões que podem reavaliar seu jeito de viver. 

Consequentemente ir diminuindo a ansiedade, usando técnicas para driblar os agentes sabotadores da situação e reprogramando sua mente. Por isso existe uma importância muito grande em buscar a terapia sexual. Assim será possível, por fim, experimentar o sexo com liberdade, simplesmente para obter e proporcionar prazer, longe de qualquer pressão. 

Se você curtiu esse post, nos siga no Instagram, curta nossa página no Facebook, conheça o nosso Pinterest e continue acompanhando o blog para conferir conteúdos exclusivos ;D

Entre em contato conosco para agendar uma avaliação com uma de nossas psicólogas!

Equipe Psicotér 

 


    Se identificou com o assunto deste post?
    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Gostou? Compartilhe:

    Leia Também

    Deixe seu comentário