Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
Rua Esteves Júnior, 50, Sala 404 - Florianópolis
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Hipocondria: significado, sintomas e tratamento.

hipocondria

O que é a hipocondria?

 

Hipocondria! Você conhece alguém que está sempre comentando sobre novos sintomas, dores e doenças ou que passou a fazer isso durante a pandemia? Pois é – essa pessoa pode sofrer de hipocondria!

Os pacientes hipocondríacos são obcecados com a ideia de que estão doentes, mesmo quando não apresentam nenhuma evidência médica. Da mesma forma, podem procurar médicos e realizar exames regularmente, acreditando que qualquer sinal pode ser sintoma de uma doença grave.

 

Sinais de hipocondria

O hipocondríaco pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Ansiedade ao apresentar qualquer pequeno sintoma;
  • Acreditar que todo sintoma físico é sinal de uma doença grave;
  • Procurar médicos regularmente relatando sintomas simples ou nenhum sintoma;
  • Buscar novos médicos por não acreditar nos diagnósticos;
  • Fazer exames sem necessidade;
  • Falar o tempo todo sobre sua saúde, relatando sintomas;
  • Fazer autoexames regularmente em busca de problemas.

Além disso, há casos em que o hipocondríaco não procura médicos, por ter medo de descobrir uma doença. Além disso, é comum que a pessoa se automedique e autoexamine, procurando extinguir a doença antes de tê-la diagnosticada.

E como estão os hipocondríacos durante a pandemia?

Ao ler os sintomas descritos acima, você consegue imaginar como um hipocondríaco se sente durante uma pandemia? Se você respondeu “muito mal”: acertou!

Os hipocondríacos podem sentir sintomas de qualquer doença sobre a qual leram ou ouviram falar. Assim, quando o COVID-19 foi descoberto, é possível que muitos hipocondríacos tenham apresentado os sintomas antes mesmo do vírus chegar ao Brasil!

Quem sofre dessa patologia não costuma acreditar em médicos e exames, por ter convicção de que está doente. Portanto, quando o resultado dos testes é negativo, procura um novo médico, acreditando ter uma doença complexa que não pode ser descoberta por testes simples. 

Levando isso em conta, podemos imaginar que os hipocondríacos fizeram muitos e muitos testes para COVID-19, mesmo que todos os resultados tenham sido negativos. 

 

Será que estou desenvolvendo hipocondria?

Conheça a hipocondria: tratamento, sintomas, causasMesmo pessoas que não são hipocondríacas relataram sentir muito medo de qualquer tosse ou dor ser um sintoma de COVID-19. Essa preocupação é, até certo ponto, normal. 

Vivemos uma época em que a informação é de fácil acesso a – quase – todos e chega instantaneamente até nós por meio da TV, das redes sociais e do WhatsApp. Notícias como o número de infectados e de óbitos pela COVID-19 já são assustadoras o suficiente; porém, durante o isolamento, muitas fake news exageradas se espalharam e aumentaram o pânico geral. 

É esperado que, nessa situação, com os planos interrompidos, a rotina alterada e todos os cuidados que precisam ser tomados, as pessoas sintam muito medo. Muitos sintomas psicológicos surgiram ou foram intensificados durante a quarentena, principalmente os relacionados à ansiedade.

Assim, é possível que muitos de nós tenham desenvolvido um quadro de hipocondria durante esse período. Se você sente uma preocupação excessiva, acredita estar com os sintomas de COVID-19 o tempo todo, toma cuidados exagerados e faz ou pensa em fazer testes o tempo todo, você pode estar se tornando hipocondríaco. 

É importante lembrar que esses sintomas e pensamentos não são voluntários. A hipocondria é uma patologia que tem muitas causas e não pode ser controlada; ela gera pensamentos obsessivos e repetitivos que levam a pessoa a tomar atitudes como marcar consultas, se automedicar ou acreditar que está, de fato, doente.

Portanto, é preciso diferenciar as situações. É normal sentir um nível baixo de medo e ansiedade no momento em que estamos vivendo; no entanto, quando esse medo atinge níveis extremos e começa a interferir na rotina e no desenvolvimento de atividades, precisamos buscar ajuda. 

 

Existe tratamento para a hipocondria?

Sim! O acompanhamento com um psicoterapeuta e/ou psiquiatra, associado à mudança de rotina, pode ajudar a aliviar os sintomas da hipocondria. 

Antes de mais nada, o psicoterapeuta irá avaliar o caso e ajudar o paciente a reconhecer os sintomas, instruindo sobre a melhor forma de evitar os gatilhos e aliviar os picos de ansiedade. Além disso, ao longo das consultas, ele irá avaliar as origens do problema, auxiliando em sua solução. 

Se você sente que está muito desesperado durante a pandemia, a dica é essa: procure um psicoterapeuta! E, enquanto isso, evite ler notícias demais e passar muito tempo nas redes sociais; isso só vai aumentar o pânico.  Portanto, saia daqueles grupos no WhatsApp em que recebe textos exagerados e limite o tempo que você passa assistindo aos noticiários. Esses pequenos passos podem te ajudar a controlar a ansiedade. 

Gostou desse post? Visite o nosso blog para encontrar mais conteúdos, nos siga no Instagram e curta nossa página no Facebook para se manter informado!

Agende sua AVALIAÇÃO GRATUITA com uma das psicólogas da nossa equipe

Lisiane Duarte – CRP 07/12563
Psicóloga e Diretora Técnica da Psicotér 

Texto por: Netuno – redatora da Equipe Psicotér

Gostou? Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus




    Se identificou com o assunto deste post?


    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.