Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Como a mente afeta o corpo? | Doenças Psicossomáticas

Categoria: Doenças e Transtornos

BAIXE O [e-Book GRÁTIS] NO FINAL

Nossa mente e nosso corpo estão ligadas, por isso nossos hábitos, atitudes e palavras podem interferir no organismo. Pois, sem que saibamos, as doenças emocionais estão presentes constantemente no nosso dia a dia.

Emoções inconscientes, sentimentos reprimidos, pensamentos negativos são perigos para a saúde mental e também físicas. Tudo que contemos dentro de nós, conscientes ou não, “transbordam” em algum momento, podendo afetar algum órgão ou sistema que esteja mais propenso a isso, causando ou agravando uma doença física.

DOENÇAS EMOCIONAIS – O que são?

  • Um emocional desequilibradodoenças emocionais
  • Situações de estresse
  • Pressão emocional
  • Estresse no trabalho
  • Traumas e eventos marcantes
  • Violência psicológica
  • Ansiedade
  • Tristeza
  • Depressão

Todos os tópicos acima são fatores que podem levar ao desenvolvimento de problemas físicos por causas emocionais, esse processo também é chamado de SOMATIZAÇÃO ou DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS. Ignorar essas situações, seja por não saber como ou onde buscar ajuda ou por achar que é normal acaba apenas agravando os sintomas e podendo gerar outras doenças.

SINTOMAS 

Os sintomas podem se manifestar em diversas partes do corpo. 

  • Músculos e articulações
  • Pele
  • Cabeça
  • Intestino
  • Rins
  • Bexiga
  • Estômago
  • Garganta
  • Coração
  • Pulmões
  • E até nos órgãos sexuais

Outros sintomas são:

Dores musculares, tensão, formigamentos, alergias, acnes, diarreia, dor de cabeça, enxaqueca, prisão de ventre, dor ou dificuldade ao urinar, náuseas, azia, gastrite, úlceras, dores no peito, palpitações, pressão alta (aumenta chances infarto)

Infecções constantes, no na garganta, falta de ar, sensação sufocante, impotência sexual, falta de libido, alterações no ciclo menstrual e até dificuldade para engravidar também podem ser sintomas das doenças emocionais (somatização)

CAUSAS

Sabemos que a causa é emocionalsentimentos negativos, intensos e constantes são fatores de risco. Por isso, não há um tempo determinado de constância: semanas, meses, anos. Pois, o que define é como cada organismo reage, o estilo de vida e também fatores genéticos individuais.

Lembre-se que cada um reage de uma maneira única as vivências da vida mesmo que semelhantes. Contudo, pessoas impacientes, pessimistas, desanimadas, que estão sempre tristes tem uma tendência maior a desenvolver uma ou mais doença psicossomática .

FATORES QUE INFLUENCIAM AS DOENÇAS EMOCIONAIS

  • Visão negativa de si: maior dificuldade de controlar emoções, sentimentos e pensamentos, de resolver conflitos, de deixar o passado para trás. Uma forte tendência a negatividade, distúrbios de personalidade… Então,  a forma como nos vemos reflete na forma como absorvemos sentimos e interpretamos atitudes e opiniões dos outros.
  • Percepção negativa sobre o mundo:  raiva, desesperança, conflitos sociais, negativismo em relação ao ambiente externo e dificuldade em ter esperanças em um mundo melhor.
  • Hábitos negativos:  vícios, seja em álcool, cigarro, drogas, sexo, compulsão alimentar. Preguiça, conformismo, autossabotagem.
  • Situações estressantes e incontroláveis: doenças, desemprego, dificuldade financeira, perda de um ente querido, rotina pesada.
  • Questões genéticas e fisiológicas: herança familiar e genética.

COMO IDENTIFICAR 

Se após realizar uma bateria de exames e não encontrar uma causa é provável que a causa do problema seja emocional. É importante consultar um psicólogo para confirmar o diagnóstico de doenças emocionais.

Então, se você tem ciência do que está lhe causando mal, fica mais fácil identificar a raiz dos sintomas. Pois, caso a resposta seja negativa, faz-se necessário refletir sobre a forma que está levando a sua vida e as suas emoções. 

BEM-ESTAR DIARIAMENTE

doenças emocionais

Cuide da sua saúde mental!

Não espere seu corpo dizer que há algo errado para então cuidar de si!  Assim como é importante se alimentar bem e praticar exercícios para uma vida saudável, também é importante cuidar da mente e do humor!

Não é buscar ser feliz e alegre o tempo inteiro pois, momentos de tristeza e ansiedade fazem parte de uma vida saudável.

É normal e faz parte da vida. Então, não podemos nos deixar levar e nem descontar nos outros esses sentimentos. Quando praticamos o autoconhecimento essas situações tornam-se mais simples pois, temos um maior conhecimento de nós mesmos para assim resolver nossos conflitos.

Por isso, é importante refletir sobre fatores que te perturbam. A autorreflexão é um exercício que pode ser praticado diariamente para identificar o que não está lhe agradando. Pois, após reconhecer o que não está harmônico, cabe a reflexão sobre o que pode ser feito para melhorar e solucionar os conflitos.

Sendo assim, é uma forma de ser mais assertivo e substituir hábitos ruins por hábitos saudáveis. Pois, o prazer instantâneo nem sempre é a melhor escolha, o esclarecimento pode ser a melhor decisão para obter a paz de espírito. 

Desenvolver formas de enfrentar situações adversas.

As situações ruins não precisam ficar em forma para sempre. Sendo assim, crie estratégias para amenizar ou eliminar os impactos emocionais. Antes de agir, respire, pare e pense bem. Só depois tome uma decisão. Muitas de nossas reações são inconscientes, então é preciso ter cuidado. 

Tenha um tempo para a sua saúde mental: pratique o autocuidado, dê a você mesmo a atenção que precisa e merece. Por isso, faça coisas que você gosta, esteja cercado de pessoas que você ama e quer bem. Pois, ser verdadeiro consigo é a melhor prevenção. 

Sendo assim, exercite, além do corpo, a mente também!  Meditação, pintura, corrida, música, pilates… um hobby a longo prazo é um caminho para descansar a mente e desestressar.

Com a terapia você desenvolve o autoconhecimento

Sendo assim, promove o bem estar, trabalha o amor próprio e cuida da saúde mental. A terapia é uma forma de conhecer mais sobre si mesmo, com aprendendo a viver melhor. Pois, quando nos conhecemos,  aprendemos a lidar melhor com nossos sentimentos e assim nos relacionamos melhor com todos a nossa volta, nossas relações tornam-se mais saudáveis. 

TRATAMENTO – Como a psicoterapia pode ajudar!

Concluindo, é importante o diagnóstico correto para um tratamento eficaz. Pois, o tratamento deve ser combinado com um médico e um psicólogo. Como a causa é emocional, então é preciso tratar a raiz dos problemas para resolver.  Não há uma explicação física ou biológica para os sintomas. Sendo assim, a terapia pode melhorar, além da saúde mental, a física também!

doenças emocionais

BAIXAR E-BOOK GRATUITO

DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS

Nele você encontrara tudo o que precisa saber sobre as doenças emocionais, como elas afetam nosso dia a dia e também como a psicoterapia pode ajudar a combate-lás!

 

Lisiane Duarte – CRP 07/12563
Psicóloga e Diretora Técnica da Psicotér


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Doenças Emocionais - Como a mente afeta o corpo | Psicotér