Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Por que o inverno para algumas pessoas pode ser tão deprimente?

Categoria: Depressão, Emoções e Sentimentos, Psicoterapia Individual

Depressão de inverno ou depressão sazonalDepressão de inverno ou depressão sazonal: O que ocorre com algumas pessoas?

As condições meteorológicas exercem uma grande influência sobre o corpo humano. Segundo especialistas, o tempo também pode provocar alterações em nosso humor, o que chamamos de depressão de inverno.

Regiões mais próximas aos trópicos da Terra têm as estações mais definidas e uma temporada de frio com dias curtos, noites longas, chuvas, ventos, neblina.

A estação de inverno sempre foi motivo de divisões de opiniões. Pois, há quem goste do clima frio, porque é bom estar em casa nos dias de temperaturas baixas, vestir roupas quentes, descansar embaixo dos cobertores.

Como resultado, muitas pessoas sentem o impacto dos dias cinzentos e do frio na sua vida. Ficam mais introspectivas, mais centradas em si, mais melancólicas, mais isoladas socialmente. A preguiça e o desânimo aumentam. A menor luminosidade dos dias da estação tem influência no mau humor e na tristeza dessas pessoas.

A produção de melatonina e sua influência na depressão de inverno

Os dias mais escuros aumentam a produção de melatonina no organismo, gerando mais sensação de cansaço e sonolência, pois a melatonina é um hormônio que se produz à noite para auxiliar a dormir melhor e a sua produção é inibida pela luz do sol.

Como no inverno a quantidade de sol é reduzida, temos mais melatonina sendo produzida e circulando no nosso corpo. Além disso, a falta de luz faz com que nossa retina receba menor quantidade de raios UVB, gerando uma baixa regulação de alguns neurotransmissores ligados ao humor e ao sono. Um deles é a serotonina, hormônio ligado à saciedade e ao bem-estar. Daí vem a sensação de tristeza, e com ela sintomas típicos da depressão comum.

Essa melancolia sentida é chamada de depressão sazonal de inverno ou transtorno afetivo sazonal, um quadro clínico parecido com a depressão clássica, porém com algumas características diferentes.

Os aumentos dos níveis de melatonina contribuem para criar um clima emocional de tristeza e de baixo astral, ajudando a explicar os aspectos emocionais da depressão de inverno.

A causa exata desse transtorno ainda é desconhecida, no entanto se pensa que os sintomas estejam ligados aos dias mais curtos durante os meses de inverno quando o corpo tem baixa exposição ao sol. Por isso, pode apresentar alguns sintomas da depressão tradicional, como falta de energia, aumento do apetite, fadiga, sonolência, problemas de concentração, desejo de introspecção, tristeza persistente…

Diferença da Depressão permanente

Depressão de inverno ou depressão sazonal

No entanto, a depressão sazonal não é permanente.  Porque se trata de um sentimento passageiro. Se restringe apenas aos meses de frio, diferente de quadros depressivos graves cuja tristeza não se retém apenas aos períodos de inverno, permanecendo por longo tempo e com a tendência de agravar-se com o passar dos dias. São coisas bem diferentes.

Enquanto a tristeza é um sentimento passageiro, a depressão é uma doença e deve ser tratada corretamente.

O que os especialistas dizem?

Especialistas alertam que o sedentarismo pode acentuar mais a depressão de inverno. Isto porque com o frio temos a tendência de comer mais e nos movimentar menos. Junto com o humor deprimido e a fadiga, surge maior apetite, principalmente por doces e carboidratos; o ganho de peso; a dificuldade de se levantar da cama pela manhã; a redução da produtividade no trabalho; afastamento dos amigos e das pessoas. Fatores que podem acentuar os sintomas.

No entanto, algumas atitudes podem ser tomadas para afastar ou diminuir a tristeza dos dias nublados e frios: achar um momento para pegar sol, especialmente ao meio dia e em dias claros, pois a luz solar natural ativa a vitamina D, um dos nutrientes que auxiliam a produção da serotonina; praticar exercícios regularmente ( o importante é não ficar parado); mesmo em temperaturas baixas sair de casa e aproveitar os dias de sol; comer saudavelmente( dar preferência aos chás quentes, sopas leves…); procurar trabalhar próximo de janelas; continuar com a vida social; fazer passeios ao ar livre, sempre que possível; saltar da cama com pensamentos positivos; tomar um café quentinho pela manhã…

Enfim, é preciso atribuir significado positivo ao frio, e aproveitar o melhor que o inverno tem a nos oferecer. Contudo, se você perceber que a sua tristeza se tornou mais profunda e sem motivo aparente nesses dias de frio, com maior tempo de duração e maior frequência, pode ser indício de Transtorno Afetivo Sazonal, ou depressão de inverno. Nesse caso, procurar uma terapia vai ajudar a lidar melhor com os pensamentos negativos que caracterizam essa perturbação de humor.

Psic. Caroline MottinCRP 07/29434
Psicóloga Clínica em formação em Terapia Sistêmica


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Entre em contato para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS ou tirar dúvidas.

(51) 4100-2513