Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Dependência emocional: como superar?

Publicado em 5 de janeiro de 2021
Categoria: Comportamento, Relacionamentos
dependencia emocional

A dependência emocional pode ser resumida em uma frase que provavelmente já ouvimos antes: “não consigo viver sem ele(a)!”.

Em resumo, ela ocorre quando você depende de alguém para se sentir amado e realizado. Sua felicidade depende dessa pessoa e você não consegue se sentir bem quando ela está longe nem tomar decisões sem a aprovação dela.

É normal gostar de ser elogiado e reconhecido, mas no caso da dependência emocional isso se torna uma necessidade. O dependente se torna incapaz de ser feliz sozinho, e pode não saber o que fazer ou como se comportar quando não há ninguém por perto, porque só consegue se divertir quando está acompanhado. Assim, são pessoas que temem o abandono e não são capazes de ficar sozinhas sob nenhuma circunstância.

Sinais de dependência emocional

Alguns sinais de dependência emocional são muito claros, e outros são mais sutis. É importante saber reconhecê-los; assim, você pode refletir sobre o seu comportamento e analisar se está demonstrando dependência emocional.

Os principais sinais da dependência emocional:

  • Não conseguir dizer não, mesmo que a pessoa te peça algo difícil ou que você precise abrir mão dos próprios planos para ajudá-la;
  • Ficar calado quando não concorda com algo que a pessoa disse, por medo de ser julgado ao discordar;
  • Mudar totalmente os seus gostos para se adaptar aos da pessoa;

  • Não ser capaz de tomar decisões sozinho, precisando sempre da aprovação do outro;
  • Exigir atenção o tempo todo, mesmo quando a pessoa está ocupada, pois ficar sozinho traz uma sensação intensa de vazio;
  • Ciúme excessivo, desconfiança de tudo o que o parceiro faz e não permitir que ele tenha contato com outras pessoas ou saia sozinho;
  • Não conseguir fazer planos pessoais que não envolvam o parceiro nem visualizar um futuro sem ele;
  • Incapacidade de reconhecer as próprias qualidades, sempre se colocando para baixo;
  • Atribuir suas conquistas à ajuda do parceiro, acreditando que não seria nada sem ele;
  • Colocar o parceiro como prioridade, focando nas metas, desejos e vontades dele, se colocando em segundo plano;
  • Não saber o que fazer quando fica sozinho, não ter hobbies que não envolvam o parceiro e não saber se divertir sem ele;

agendar avaliação psicóloga online

O que causa a dependência?

Antes de tudo, é importante entendermos que a maneira como nos comportamos em nossos relacionamentos está ligada às relações que desenvolvemos durante toda a nossa vida, principalmente na infância.

É comum que a dependência ocorra em pessoas que tiveram pais superprotetores e cresceram acostumadas a depender de outros. Na vida adulta, se tornam incapazes de se livrar dessa relação; em outras palavras, procuram no parceiro romântico uma espécie de substituto dos pais.

Da mesma forma, quando os pais são ausentes, é possível que o filho se sinta muito sozinho e tenha uma autoestima baixa, buscando alguém que supra sua carência de afeto.

Também é comum que uma experiência negativa na adolescência ou no começo da vida adulta, como um relacionamento abusivo, mude completamente a forma como nos comportamos e enxergamos nossos relacionamentos futuros. Em resumo, somos construídos e constantemente moldados pelas nossas experiências e pelas pessoas que nos cercam.

Assim, precisamos refletir sobre como nossas relações se deram durante toda a vida. Só assim entenderemos a forma como nos relacionamos no presente e os sinais da dependência emocional.

Como superar a dependência emocional?

Já sabemos que a dependência pode estar relacionada a experiências antigas, vindas da nossa infância. Assim, pode ser muito difícil superar esse padrão de comportamento, que já se tornou habitual.

A dependência pode te prender em relacionamentos tóxicos, apenas pelo medo de estar sozinho. Trate-se como prioridade, busque equilibrar sua saúde mental e alcance uma vida mais plena e feliz!

Separamos algumas dicas que podem te ajudar a rever seus relacionamentos e encontrar maneiras mais saudáveis de interagir com seus parceiros. Vamos lá?

1- Aprenda a se valorizar!

Separe papel e caneta e faça uma lista com todas as suas habilidades, qualidades e conquistas.

Adicione tudo o que você sabe fazer, das menores coisas até as mais grandiosas – cozinhar, escrever, desenhar, fazer exercícios… tudo!

Em seguida, anote todas as suas conquistas – pode ser algo que você comprou com o próprio dinheiro, um elogio que recebeu no trabalho, um projeto que deu certo…

Por fim, escreva os elogios que você costuma receber dos seus amigos, até os mais bobos. Pense em todas as vezes que alguém elogiou alguma característica sua e anote isso no papel.

Ter essa lista em mãos pode te ajudar nos momentos de insegurança, quando você sentir que não seria nada sem o parceiro ou que deve tudo a ele. Perceba que você pode chegar a lugares incríveis sozinho e que não depende de ninguém para ser feliz e realizado.

2- Pense no que você gosta

Se perceber que não anda fazendo nada sozinho, tente lembrar do que você fazia antes de conhecer o seu parceiro. Volte a praticar atividades e hobbies para descobrir os seus gostos pessoais que não estão relacionados ao parceiro. Isso vai te ajudar a se sentir menos sozinho e a perceber que é possível curtir a própria companhia!

3- Comemore!

Sempre que atingir um objetivo, por menor que seja, tire um tempo para se parabenizar e comemorar a conquista. Isso vai te fazer sentir mais realizado e notar mais os seus talentos.

4- Lembre-se: ninguém te conhece melhor do que você

Ouvir opiniões alheias é importante para ter diferentes pontos de vista. No entanto, você não pode basear todas as suas escolhas na opinião dos outros! Leve em conta os seus planos, metas e desejos antes de tomar uma decisão, e procure pensar sempre no que vai ser melhor para você, e não para o seu parceiro.

5- Procure ajuda profissional!

Por último, a dica mais importante: procure ajuda profissional!

Como a dependência emocional é causada por muitos fatores ligados às suas emoções e à sua forma de ver o mundo, pode ser difícil lidar com ela sozinho. Assim, é essencial que você seja acompanhado por alguém capaz de entender e analisar essas questões profundas.

A psicoterapia pode te ajudar!

O psicólogo é um profissional especializado em entender emoções, sentimentos e pensamentos. Durante as consultas, ele irá analisar a origem e as consequências da dependência, buscando a melhor forma de lidar com os problemas apresentados.

Você irá passar por um longo processo de autorreflexão e autoconhecimento, e o resultado será uma maior capacidade de lidar com os seus sentimentos e pensamentos. Dessa forma, a forma como você enxerga os seus parceiros irá mudar – para melhor! Você vai aprender a manter e respeitar a sua individualidade, sabendo expressar as suas próprias vontades e opiniões e curtir a própria companhia.

Na Psicotér, contamos com uma grande equipe, composta por profissionais especializados em diversas áreas. Assim, seja qual for o seu problema, saberemos como te ajudar!

Oferecemos atendimento presencial com psicólogas em Porto Alegre e consultas online para todo o Brasil. Entre em contato conosco para agendar sua avaliação bônus e conversar com uma de nossas psicólogas. Podemos te guiar na sua jornada de autoconhecimento e construir juntos uma vida mais equilibrada, com relacionamentos mais leves e saudáveis.

Te esperamos na Psicotér!

atendimento psicológico online

Preencha seu pré-cadastro e agende sua consulta presencial ou online AQUI

Lisiane Duarte – CRP 07/12563
Psicóloga e Diretora Técnica da Psicotér

Texto por: Netuno – redatora da Equipe Psicotér

Clique para solicitar avaliação bônus

Veja Mais


    Se identificou com o assunto deste post?
    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone

    Gostou? Compartilhe:

    Leia Também

    Deixe seu comentário