Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Habilidades Sociais: O que são e como Desenvolver com a Psicologia

habilidades sociais

O que seriam as famosas habilidades sociais que muitas pessoas valorizam por aí?

Seria um jogo de cintura para se comunicar? Uma forma ativa e saudável de saber se expressar?

Há muitas dúvidas quando falamos sobre esse tópico, mas a realidade é que as habilidades sociais nada mais são do que um resumo da nossa capacidade em nos comunicar e acessar o mundo através das nossas relações!

Pode parecer um conceito complicado, mas ele é bem simples.

Como seres sociais, a gente está sempre criando laços e firmando trocas uns com os outros e quando as habilidades sociais nos são limitadas, isso pode ser um grande problema.

Isso porque a vergonha e a timidez aparecem ou, em alguns casos, até questões mais graves, como: ansiedade, tensão, nervosismo e semelhantes.

Venha acompanhar o artigo completo para saber detalhes sobre as habilidades sociais e como desenvolvê-las!

habilidades sociais

O que são as habilidades sociais?

As nossas habilidades sociais nada mais são do que um conjunto de capacidades e competências em socializar e permear grupos sociais pelo mundo.

Olhando para o conceito dessa forma, pode parecer muito amplo, mas a realidade é que todo mundo precisa de habilidades sociais para poder criar relações saudáveis, se colocar, ser notado e, mais do que isso, impor limites.

Nossas habilidades sociais passam por tudo: desde a forma como nos expressamos até a maneira como reagimos ao outro, o que pode ser muito complexo.

Pois existem pessoas com bloqueios emocionais e até mesmo sociais que as impedem de conseguir se expressar, falar ou de terem uma troca genuína com alguém, e muitos problemas podem estar por trás disso, sabia?

Além disso, as habilidades sociais não são apenas inatas, mas também podem ser aprendidas e aprimoradas ao longo da vida. 

Elas são fundamentais para o sucesso pessoal e profissional, influenciando diretamente a qualidade dos relacionamentos interpessoais e o bem-estar emocional de uma pessoa.

Por esse motivo, precisam receber manutenção regularmente!

 

Tipos de habilidades sociais. Veja Exemplos:

Diferentemente do que muita gente acredita, existem diversos tipos de habilidades sociais por aí que permeiam o nosso dia a dia. Muitas delas, a gente desenvolve de maneira inconsciente, conhecendo pessoas e nos desenvolvendo.

No entanto, diversas outras são heranças da convivência com nossos pais ou responsáveis ainda na infância! Confira alguns exemplos:

Comunicação Verbal e Não-verbal:

Em muitos momentos da vida, precisamos saber como nos expressar usando palavras ou não, seja em uma apresentação importante, uma conversa informal ou em momentos espontâneos. 

A comunicação verbal e não-verbal mora exatamente aí: na capacidade de transpassar ideias, pensamentos e sensações através de palavras faladas ou gestos.

 

Empatia:

Uma palavra que virou moda de uns tempos para cá, a empatia nada mais é que o nosso poder de nos colocarmos no lugar de outra pessoa.

Esse é um exercício de compreensão dos sentimentos alheios, o que também é muito importante socialmente, afinal pessoas precisam entender pessoas para que elas possam desenvolver seus relacionamentos.

Nem sempre é algo fácil, algumas pessoas precisam exercitar isso constantemente, mas como já dissemos no início deste artigo: habilidades sociais são coisas que se pode aprender.

 

Colaboração e Trabalho em Equipe:

Essa é uma habilidade muito valorizada em currículos, por exemplo. Todo mundo busca contratar pessoas com a capacidade de saber dividir opiniões, respeitar ideias e assim por diante.

É o tipo de virtude que exige paciência e uma certa flexibilidade também! Por esse motivo, gera tanto destaque no mercado de trabalho e na vida profissional das pessoas.

Além disso, também é importante nas dinâmicas familiares, pois essa habilidade inclui a escuta ativa e o cuidado nas trocas uns com os outros.

 

Adaptabilidade

O poder de se adaptar aos espaços e às pessoas é algo muito necessário, tanto para quem procura um relacionamento amoroso, quanto para quem procura um emprego ou um cargo de respeito.

Se adaptar aos ambientes é algo que diminui o seu próprio sofrimento e facilita o seu jeito de se comunicar, melhorando a forma como você se coloca nos lugares e é visto pelas outras pessoas também.

 

Importância de desenvolver as habilidades sociais

Desenvolver as habilidades sociais é crucial para que você ocupe o seu espaço no mundo!

Isso porque elas permitem que a gente se relacione com as pessoas, adquira oportunidades e conquiste nosso lugar por onde quer que a gente passe.

Nem sempre as pessoas levam isso a sério, mas é preciso trabalhar os nossos comportamentos e a forma como a gente se expressa, afinal é assim que a gente cria filtros, relações saudáveis e equilibradas na vida.

Habilidades sociais bem trabalhadas também significam um considerável crescimento pessoal, porque te permite conhecer mais pessoas, mais lugares e ter experiências de vida únicas, que em outros cenários talvez não fossem possíveis.

A verdade é que as habilidades sociais fazem da gente indivíduos mais ativos na sociedade e quando existem os bloqueios que nos impedem de desenvolvê-las, é preciso investigar!

habilidades sociais

 

Habilidades sociais no autismo

O autismo, também conhecido como Transtorno do Espectro Autista (TEA), é uma condição neuropsiquiátrica que se caracteriza por diferenças significativas na comunicação social.

Isso inclui padrões restritos e repetitivos de comportamento, além de interesses restritos. 

Essas características podem influenciar totalmente e de maneira única as habilidades sociais das pessoas com autismo, tornando o desenvolvimento social um aspecto desafiador e, ao mesmo tempo, passível de algumas intervenções específicas.

O que pode incluir: acompanhamento psicoterapêutico e/ou psiquiatra para a melhora do desenvolvimento social, o aumento da autoconfiança e da segurança das pessoas com autismo para terem uma vida completa e saudável.

 

Treinamento de habilidades sociais. Dicas para se desenvolver

Como já dissemos anteriormente, existem formas de treinar as suas habilidades sociais de maneira saudável e hoje a gente vai te mostrar algumas delas:

 

Pratique a sua empatia:

Permita-se se colocar no lugar do outro, olhando o mundo e as pessoas pelos olhos dele.

Esse é um exercício que poucas pessoas fazem, mas que pode ser de grande ajuda no conhecimento e no nosso autodesenvolvimento, pois nossas relações ficam mais íntimas e até intensas quando isso acontece.

Ter empatia nos torna alguém agradável e ao mesmo tempo acessível, então é necessário exercitar isso sempre que possível!

 

Cultive a sua paciência e tolerância:

Estão aqui duas questões que não recebem o cuidado que deveriam, a paciência e a tolerância.

Em um mundo de tantas tecnologias, imediatismo e trocas rasas, a paciência e a tolerância acabam ficando para trás, deixando que as pessoas se irritem e se fragilizam por muito pouco nas suas relações.

Portanto, é preciso se testar e se colocar em situações onde a espera é indispensável.

 

Aceite o feedback construtivo:

Críticas construtivas nem sempre são bem-vindas pelas pessoas, mas saiba que esse é o caminho mais rápido para se desenvolver, sabia?

Conversar, ouvir e poder falar são coisas importantíssimas para que a gente possa viver o melhor de nós mesmos nas nossas relações e todo esse exercício inclui as habilidades sociais.

É claro que é uma construção constante e que precisa ser provocada diariamente, mas tentando todos os dias um pouquinho, você alcança isso e muito mais.

 

Tente se expor mais a grupos diferentes:

Habilidades sociais implicam em algumas coisas, como a convivência, a troca e o contato com outras pessoas.

Nem sempre a gente sabe por onde começar, mas se faz necessário tentar sair um pouco mais de casa, ir a encontros, bares, praças ou locais que você possa se desenvolver.

Tirar a timidez do caminho nem sempre é fácil, principalmente se você lida com condições como a ansiedade ou o TEA, mas com a ajuda profissional ideal é possível contornar essas barreiras.

 

Como a psicologia ajuda no desenvolvimento das habilidades sociais?

A psicologia ocupa um dos papéis mais importantes no desenvolvimento das habilidades sociais, porque ela oferece possibilidades, estratégias e intervenções que contribuem para aprimorar a capacidade de interagir efetivamente com os outros. 

Várias abordagens psicológicas são aplicadas para melhorar as habilidades sociais, considerando fatores emocionais, cognitivos e comportamentais. Tudo para melhorar a forma como a pessoa se expressa, mas também como reage aos outros.

Habilidades podem ser trabalhadas no dia a dia tranquilamente, mas quando contamos com o auxílio profissional, nós permitimos que alguém nos guie nessa caminhada, tornando ela muito mais eficaz e segura.

É claro que muitas pessoas têm dúvidas e receios, principalmente aquelas com bloqueios emocionais mais fortes, mas nós viemos te dizer que isso é possível mudar!

Se você sente que sofre demais com as suas habilidades sociais, saiba que a Psicotér conta com uma equipe de profissionais que podem te ajudar nessa caminhada!

Entre em contato com a gente e marque hoje mesmo a sua Consulta VIP!

Texto de: Luísa de Oliveira – redatora da Equipe Psicotér

Aprovado por:

Lisiane Duarte

Lisiane DuarteFundadora da Psicotér, CEO e Diretora Técnica, Psicóloga Cognitivo-Comportamental, completamente apaixonada pelo ser humano, realizada e privilegiada por poder participar da transformação de vidas. Experiência de mais de 20 anos de atuação clínica e empresarial. Psicoterapeuta individual e em grupo de crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família, online e presencial, pós-graduada em Gestão do Capital Humano. Consultora de recolocação profissional desde 2003, capacitando e orientando profissionais em transição de carreira na busca de novas oportunidades. Também consultora em diversas empresas nacionais e multinacionais, nas diversas áreas de RH, atendimento e avaliação psicológica de profissionais.

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus

    Se identificou com o assunto deste post?

    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Seu telefone

    Uma resposta

    1. Já tenho uma consulta VIP agendada para esse 24.01.2024, às 15:15h. Mas… fiz o caminho inverso, ou seja,somente agora vim ler esse maravilhoso texto. Digo maravilhoso porque para mim ele tocou no cerne da minhas questões existenciais. Exatamente nos tipos de barreiras, bloqueios e tudo o mais que atrapalham, e muito, minha vida social e, de quebra, todos os aspectos de minha vida. Mas eu achava que sim, precisava de uma terapia, mas que um terapeuta capaz seria uma raridade difícil de encontrar e… caro! Já conto com 69 anos e toda a minha vida foi dificultada pelas dificuldades no relacionamento social. Quando, em 1990, conheci o kardecismo, li mais de 30 livros psicografados por Xico Xavier e alguns outros, achei que terapia melhor doque aquela não existiria. Principalmente porque me deu o norte da existência. Respostas altamente convincentes para as famosas perguntas: Quem sou eu? Onde estou? Oque faço aqui? Para onde vou? Essas perguntas me foram respondidas a contento pelo Kardecismo, mas, mesmo a doutrinha falando basicamente de AMOR, PERDÃO, CARIDADE, DOAÇÃO, REENCARNAÇÃO, CARMA, e eu vi ali o caminho da libertação de meus problemas, infelizmente, em que pese eu continuar acreditando e tentando seguir essas premissas básicas, mais de 30 anos depois, percebo que meus problemas sociais, que são sérios, não foram resolvidos. E claro que não culpo o Kardecismo. Ele não se propõe a isso, e sim a nos preparar para depois dessa existência. Então, ao ouvir da boca do próprio Divaldo Pereira Franco, um dos médiuns mais atuantes do Brasil, só o reputo atraz de Xico Xavier, ouvi-lo dizer que a terapia psicológica é sim altamente indicada a quase todos, e que, ao receber exposição de certos problemas das pessoas ele as indica procurar um terapeuta psicológico, eu capitulei e resolvi fazê-lo. E ao ler o texto acima, assinado por LUÍSA DE OLIVEIRA, ele me atingiu como uma flexada no peito, no sentido de tocar exatamente nas nescessidades que sinto para me sentir melhor. Nunca me considerei uma pessoa feliz. Nem perto disso. Minha vida é uma luta constante para ser minimamente aceito na sociedade. OK. O restante eu conto para a terapeuta… mas aí vem outro probleminha. Será que todas da equipe me entenderiam da forma correta? Como saber qual a mais indicada para o meu caso? Ela foi indicada à minha revelia… Espero que meu espírito protetor tenha ajudado nessa indicação. Obrigado a todos(as). Os dados solicitados abaixo eu já preenchi ao menos umas 3 vezes, nos vai e vem antes de marcar a consulta inicial. Mas é obrigatório. Então vamos lá.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *