Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

A ANSIEDADE E DEPRESSÃO SÃO OPOSTOS?

Categoria: Ansiedade, Depressão, Psicoterapia Individual

A ANSIEDADE E DEPRESSÃO

A ansiedade e depressão são dois transtornos psiquiátricos diferentes, com sintomas característicos que diferenciam um do outro. Ao mesmo tempo, alguns dos sintomas destes transtornos são bastante parecidos e podem confundir-se e até misturarem-se.

A ANSIEDADE

A ansiedade caracteriza-se por sintomas de inquietação, medos específicos ou sem especificação.  Também insegurança, tremores, dores pelo corpo, irritação, falta ou excesso de apetite e/ou de sono entre outros. A ansiedade em excesso pode levar à síndrome do pânico. Essa síndrome caracteriza-se por diversas crises de ansiedade. A síndrome do pânico pode debilitar a pessoa, pois, com medo dos sintomas evita situações que geram ansiedade.

A DEPRESSÃO

A depressão é um transtorno caracterizado por grande tristeza, insegurança, medo do futuro, falta de esperança na vida. Outros sintomas também são a falta ou excesso de apetite e/ou sono, entre outros.

Muitas pessoas desenvolvem a ansiedade como transtorno primário e, como consequência dos sintomas deste transtorno, como o medo excessivo e os diversos sintomas físicos, podem evitar a vida social. Como resultado desse comportamento podem perder o emprego, parar seus estudos e consequentemente desenvolver depressão.  Algumas pessoas podem desenvolver a ansiedade depois de diagnosticadas com depressão, por causa do medo e incertezas quanto ao futuro, a baixa autoestima e a incapacidade de enxergar a vida de maneira positiva.

ansiedade e depressão

Estes dois transtornos não são iguais, apesar de alguns sintomas parecidos. A ansiedade e depressão podem acontecer de maneira separada ou em conjunto. Quando a pessoa deprimida apresenta sintomas de ansiedade, ou vice-versa, ela tem os dois transtornos ao mesmo tempo. O nome dado a esse problema é depressão ansiosa.

ANSIEDADE E DEPRESSÃO NÃO SÃO OPOSTOS

Deste modo, a ansiedade e depressão não são opostos. Elas possuem, sim, sintomas diferentes, mas, também, sintomas bastante parecidos. Esses sintomas diferem na maneira como as pessoas percebem suas vidas e reagem aos acontecimentos.

Uma pessoa ansiosa vai tentar resolver seus problemas de maneira rápida e assertiva. Muitas vezes de maneira impulsiva. Para essas pessoas pensar sobre e conviver com a incerteza gera ainda mais ansiedade.  Estas pessoas reagem de maneira mais rápida ao que se apresenta a elas e podem sofrer exatamente por não conseguirem dar fim ao seu sofrimento.  Por sua vez,  as pessoas com sintomas de depressão tendem a postergar a solução e até evita pensar sobre aquilo que gera desconforto. Muitas vezes, por não conseguir enxergar uma solução positiva para aquilo que a incomoda. Por essa razão  “empurram com a barriga” o problema. Consequentemente, isso faz com que o problema se torne cada vez maior e de mais difícil solução.

Estas características e outras que diferem a ansiedade da depressão podem fazer com que muitas pessoas pensem que estes dois transtornos são opostos, mas não são. Pelo contrário, têm sintomas bem parecidos e, muitas vezes, estão relacionados.

PSICOTERAPIA: TRATAMENTO DOS SINTOMAS

O tratamento para os sintomas da depressão e da ansiedade é feito através da psicoterapia. A psicoterapia tem abordagens diferentes para o tratamento das duas condições. Isso acontece, devido aos diferentes modos de encarar cada um dos transtornos e ao modo diferente de encarar as experiências vividas pelas pessoas que apresentam um ou outro transtorno ou os dois ao mesmo tempo. As causas da depressão e da ansiedade são diversas e estão relacionadas à vida que cada pessoa viveu e ao modo como aprendeu a encarar as diferentes situações às quais foi exposto.

Primeiro de tudo,  ninguém é igual a ninguém. Cada experiência é vivida de maneira diferente por cada um de nós. Por isso, na psicoterapia, que é o tratamento para a ansiedade e depressão, as pessoas aprendem a ressignificar suas experiências.  Aprendem também a entender o que aconteceu consigo. As pessoas passam a enxergar sua vida de maneira diferente e reagem a ela de modo mais funcional e eficiente.

TRATAMENTO DOS SINTOMAS COM MEDICAÇÃO

ansiedade e a depressãoNos casos mais severos, junto à psicoterapia e como uma forma de tornar o tratamento mais rápido e eficaz, se faz uso de medicamentos psiquiátricos, como os antidepressivos e os ansiolíticos. A depressão e a ansiedade têm tratamentos medicamentosos diferentes, apesar de, muitas vezes, serem utilizados os mesmos medicamentos. Neste caso, são as doses que podem diferir. No caso da ansiedade, junto com o antidepressivo pode ser indicado o uso de algum ansiolítico, para os momentos mais críticos.

Caso você esteja com algum sintoma de ansiedade ou de depressão ou, ainda, das duas condições, busque a ajuda de um psicólogo. Este profissional poderá te ajudar a entender os teus sintomas, lidar com eles e entender de onde podem ter surgido. Além de tudo, te ajudar a fazer as mudanças necessárias para que a vida e os acontecimentos sejam percebidos de um jeito mais positivo, para que você possa desfrutar mais de sua vida.

Por Anne Griza
Psicóloga da Equipe Psicotér


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Entre em contato para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS ou tirar dúvidas.

(51) 4100-2513