Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Como o psicólogo clínico trata a questão das opções religiosas de seus pacientes? 

Categoria: Psicoterapia

Muitas pessoas acreditam erroneamente que a psicoterapia considera somente o lado psicológico do paciente. Entretanto, para entendermos e tratarmos o lado psicológico do ser humano, precisamos considerar seus aspectos físico;  mental; espiritual e social, bem como a religião.

👉 Assim como o trabalho e a família, a religião e outros grupos sociais aos quais o paciente está inserido interferem diretamente em seu comportamento e são extremamente importantes para o entendimento de seus comportamentos, recursos, valores e medos.

Imagem - ReligiãoDessa forma, é extremamente importante que o psicólogo conheça os diferentes aspectos das religiões, de modo que este venha a entender os fenômenos, as experiências peculiares de cada uma delas, de forma a compreender e contextualizar as situações levadas pelo paciente ao consultório. Estudar as religiões e seus fenômenos mais importantes é, portanto, parte do material de estudo do psicoterapeuta.

🌍 O Brasil é um dos países mais religiosos do mundo e além disto com uma das maiores diversidades de religiões. Nos consultórios de psicoterapia essa realidade se reflete no dia a dia; com alternância de atendimentos de pacientes de diferentes crenças.

No entanto, algumas pessoas ficam preocupadas com a opção religiosa do psicólogo ao buscar terapia  por receio de não serem compreendidas em suas crenças. Contudo, os pacientes terão valores diferentes que os do psicoterapeuta – uma vez que virão de famílias distintas – estes serão respeitados e aceitos.  Semelhantemente como acontece com as opções religiosas existentes.

😉 Uma das premissas do atendimento psicoterápico é a neutralidade do psicólogo, o não julgamento dos vários aspectos que, somados, formam o ser humano único que está a sua frente. Dessa forma, a religião, quando levada ao consultório será considerada e respeitada; é um aspecto importante na vida daquele ser humano.

Além disso, assim como algumas questões físicas causam sintomas emocionais e/ou psicológicos. Alguns fenômenos peculiares a determinadas religiões também podem ser confundidos com sintomas psiquiátricos, por exemplo.  Todavia, conhecer essas peculiaridades é de extrema importância; tanto para traçar um diagnóstico quanto para determinar a forma de tratamento.

 Exemplo disso se refere a problemas envolvendo a glândula Tireoide, que podem desencadear depressão e que o tratamento para esse sintoma será com hormônios e não com técnicas psicoterápicas. Da mesma forma, alguém que tem visões de pessoas que não pertencem ao contexto no qual estão sendo vistas pode ter uma abertura espiritual para enxergar espíritos e não estar sofrendo de alucinações.

Os exemplos acima são apenas dois dentre vários fenômenos físicos e espirituais. Eles fazem parte da rotina de atendimento do psicoterapeuta. O ser humano é acolhido em seus aspectos gerais e é tratado naquilo que deseja ser tratado; no que necessita de ser tratado e no que pode ser tratado.

⚠️ Por Sandra Arreal – Psicóloga da Equipe Psicotér

Precisa de auxílio? Entre em contato e agende uma avaliação gratuita:
📞 (51) 4100-2513 OU
(51) 9833-8006 (WhatsApp) OU
📧 atendimento@psicoter.com.br

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Se preferir, preencha os campos abaixo e entre em contato para agendar sua consulta: