Endereços psicoter
Rua Vigário José Inácio, 250 Sala 102 Centro - Porto Alegre
R. Antônio Joaquim Mesquita, 131 - Passo d'Areia - Porto Alegre
Rua Esteves Júnior, 50, Sala 404 - Florianópolis
SEG A SEX DÀS 7H ÀS 22H - SÁB DÀS 7H ÀS 12:30H

Psicólogo: O que faz um psicólogo?

Quem já não ouviu – ou até disse – frases do tipo: “Psicólogo é para louco!” ou então: “Não preciso de terapia, resolvo meus problemas sozinhos”?

Se você se identifica com essas afirmações ou ainda se desconhece o que, de fato, é o trabalho do psicólogo, este texto é para você!

Primeiramente, é importante esclarecer que Psicologia é uma Ciência. Os conhecimentos acerca da mente humana estudados na faculdade de Psicologia são analisados e testados empiricamente, a fim de serem validados e, só então, estruturados como material teórico e metodológico.

O termo Psicologia é composto dos termos gregos: psique (que significa alma) e logos (que é conhecimento, estudo); este estudo da alma pode ser entendido como a busca pela compreensão da subjetividade do indivíduo. Ou seja, seu mundo interior, bem como dos seus comportamentos e crenças.

A graduação em Psicologia tem duração de cinco anos. Dependendo da faculdade onde se estuda há uma ênfase maior em determinado enfoque teóricos. Alguns exemplos das linhas mais difundidas atualmente são: Psicanálise, Terapia Cognitivo Comportamental, Gestalt e Sistêmica.

Mesmo que o psicólogo já saia da graduação apto a exercer sua profissão; é comum buscar um aprofundamento do seu conhecimento em uma das vertentes teóricas que mais se identifique. Para isso, realizará cursos de pós-graduação ou especialização que duram, em média, mais dois anos.

Além da linha teórica em que se deseja atuar – e aqui vale frisar que não é necessário que se trabalhe com apenas uma das vertentes teóricas, pois pode-se integrar mais de uma linha de estudo – é importante esclarecer que o psicólogo pode atuar em diversos setores, tais como: consultórios, instituições de ensino, clubes esportivos, empresas (recursos humanos) e hospitais.

Mas, afinal de contas, o que faz um psicólogo?

A resposta à esta pergunta é ampla e as respostas não são excludentes. O trabalho terapêutico repercute em diferentes âmbitos da vida.

Se focarmos no trabalho do psicólogo clínico, por exemplo, que é aquele que atende em consultório e realiza atendimento psicoterápico; podemos dizer que ele é indicado a todos que possuem insatisfação em qualquer âmbito, seja profissional, pessoal, amoroso ou financeiro. Também para aqueles que desejam se conhecer melhor e transformar certos aspectos negativos da sua personalidade.

Podemos dizer que o psicólogo atua como um mediador entre a pessoa e seus conteúdos conflitivos e/ou inconscientes, trazendo clareza aos diferentes aspectos que interferem na vida da pessoa (como sua história de vida, os valores culturais e familiares herdados, sua personalidade e visão de mundo).

Seu papel é de ampliar a consciência da pessoa; facilitando sua compreensão acerca de si mesma e da forma como interpreta os acontecimentos a sua volta.

Uma vez identificadas as origens de padrões de comportamento não desejáveis; bem como quando se compreende quais são as feridas emocionais e crenças limitantes operantes; o psicólogo pode então ajudar o paciente a enxergar novos pontos de vista e a desenvolver ferramentas para lidar com aquilo que não é saudável na sua vida.

As mudanças tendem a ser efetivas e duradouras, quando resolvemos suas causas e não apenas focamos na resolução das consequências indesejáveis.

O psicólogo é alguém que estuda durante anos o funcionamento da mente humana. Ele se aperfeiçoa em técnicas de como ajudar as pessoas a lidarem com suas emoções. Este profissional pode colaborar com o processo de autoconhecimento e solução de conflitos de forma mais eficiente e efetiva do que outros indivíduos que não possuem este conhecimento acerca da psique humana.

A imparcialidade também é um ponto importante desenvolvido pelo profissional da área de psicologia; bem como o respeito em relação aos valores do outro e o não julgamento desde os próprios princípios.

Por fim, vale dizer que um psicólogo, ademais do vasto conhecimento teórico adquirido e do embasamento científico existente por trás das técnicas utilizadas para entendimento do ser humano, a capacidade de ser empático e o desejo de auxiliar o outro no seu processo de crescimento são imprescindíveis para a criação de um bom vínculo terapêutico.

Os resultados obtidos no processo terapêutico devem-se a este trabalho conjunto feito entre paciente e terapeuta. É imprescindível a dedicação e o comprometimento de ambos.

Como disse certa vez Carl Jung, psicoterapeuta suíço que desenvolveu a Psicologia Analítica, acerca do processo de autoconhecimento e sua importância: “Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, desperta”.

Equipe Psicotér

Tire suas dúvidas sobre a primeira avaliação gratuita:
Psicotér: clínica de psicologia em Porto Alegre com atendimento presencial, online e domiciliar.

Gostou? Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Posts Relacionados

Confira os assuntos de maior interesse

avaliação psicológica bônus




    Se identificou com o assunto deste post?


    Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!

    Seu nome*
    Seu e-mail*
    Seu telefone