Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Entendendo a Fobia Social

Categoria: Doenças e Transtornos, Timidez e fobia social

A fobia social é um distúrbio caracterizado por um medo persistente de críticas ou de rejeição pelos outros.

As pessoas com fobias sociais temem que elas possam se comportar de uma maneira que seria embaraçosa ou humilhante. Em resumo, fobia social é um medo de ser desaprovado pelos outros.

Embora seja natural preocupar-se com a aprovação dos outros, as pessoas com fobia social levam esta preocupação ao extremo.

SITUAÇOES COMUNS EM QUE O MEDO OCORRE

• falar em público;
• divertir uma platéia;
• fazer exames;
• comer em restaurantes;
• escrever em público;
• usar banheiros públicos;
• sair com alguém do sexo oposto.

Quando está numa situação social e experiência ansiedade intensa, você provavelmente tem muitos pensamentos em sua mente.

Esses pensamentos podem ser tão frequentes e automáticos, que escapam ao seu controle:• pareço fora de lugar;
• pareço estúpido;
• não me encaixo;
• estou estragando tudo.

Pensar dessa maneira não o ajuda em situações sociais. Na verdade, tais pensamentos tornam mais provável que você fique ansioso e, consequentemente, tenha um desempenho pobre ou desconfortável. Esta é uma das características mais paradoxais da ansiedade — ao pensar que o pior acontecerá você pode inconscientemente fazê-lo acontecer.

Por outro lado, como resposta comportamental, os sintomas incluem o congelamento e a fuga.

Evitar Situações Sociais: uma das maneiras mais comuns de lidar com a ansiedade é evitá-la. Além de restringir sua vida, a fuga não permite que você teste suas crenças e descubra se estava ou não exagerando a probabilidade ou a severidade de experienciar desaprovação. Cada vez que você evita uma situação ou diz para si mesmo: “Eu não posso fazer isto”, você joga fora sua autoconfiança.

Avaliar o Seu Desempenho Enquanto Você Está Tentando Fazer Algo: A preocupação consigo mesmo atua aumentando sua ansiedade. Talvez até mesmo mais importante, quanto mais você pensa sobre como está indo, ou tenta adivinhar a reação das outras pessoas, menos se concentra naquilo que está fazendo, e é mais provável que cometa um erro.

Como podemos perceber, um ser humano que tem esse problema, age criando um reflexo negativo de si próprio, pensando que há algo errado com tudo aquilo que norteia o seu ser em si, fazendo com que todas as pessoas do mundo se tornem inimigas, pelo simples fato das mesmas, possuem autoridade (na mente doentia) para identificar, apontar e ridicularizar seus possíveis defeitos (que inexistem). Desta maneira, a sociedade se transforma em um inferno, e as pessoas que constituem-na em genuínos demônios.

O maior inimigo de uma pessoa é ela mesma, quando esta resolve não acreditar em suas próprias habilidades, fazendo com que a autossabotagem invada a sua casa e destrua tudo aquilo que se levou anos para construir. Portanto, que possamos gerar pensamentos positivos, autoconfiança e autocontrole, para que assim, possamos transformar os problemas de nossas vidas e ao mesmo tempo, usufruirmos de plena felicidade.

Os dois tipos mais comuns de tratamento para fobia social são por meio de medicamentos e psicoterapia, principalmente a TCC (Terapia Cognitivo Comportamental). Essas duas abordagens podem ser utilizadas juntas, caso o médico acredite que uma combinação de ambas possa ser mais eficaz para o paciente.

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Se preferir, preencha os campos abaixo e entre em contato para agendar sua consulta: