Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

A contribuição de psicólogos para professores

Categoria: Sem categoria

O cenário educacional ainda apresenta déficits no que se refere às questões relacionadas à saúde dos professores e às condições de trabalho.

Imagem descrição - professorNa área da educação, muitas vezes, o professor encontra-se em situações complexas; não possui apoio de coordenações pedagógicas e diretores. Por vezes são questionados e desvalorizados por pais e até mesmo maltratados por estudantes. Assim, sofrendo um estresse estrutural. Além disso, um estresse conflitivo pode aparecer através de obstáculos à realização das satisfações e responsabilidades pessoais

Os educadores tendem a desenvolver com maior facilidade o adoecimento no trabalho. Principalmente em virtude de esgotamento físico e mental frente a suas atividades laborais. É no trabalho que o sujeito constituirá parte da sua identidade. É onde terá (ou espera-se que tenha) momentos difíceis e desafios. No entanto também gozará de descobertas e de satisfação da sua atividade laboral.

No ambiente de trabalho é, de suma importância, que a organização favoreça as necessidades do educador. Um estabelecimento em que o profissional possa sentir-se desmotivado, despersonalizado, frustrado é sempre preocupante, já que pode ser um gerador de estresse e em alguns casos, desencadeador da Síndrome de Burnout – resultado de um prolongado processo de tentativas para o enfrentamento a situações de estresse, causando uma exaustão, resultando em um esgotamento físico e psicológico.

Nesse caso, sensações como esgotamento emocional e escassa realização pessoal vão “descaracterizando” o indivíduo; fazendo com que os problemas mentais e doenças físicas sejam evidenciados.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde –  OMS, a saúde mental é concebida como um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas como ausência de doenças. Quanto à saúde do educador entende-se o conjunto de ações de vigilância e assistência, visando a promoção, proteção, recuperação e a reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos a riscos e agravos advindos dos processos de trabalho.

Para a prevenção e promoção de saúde docente, o papel do psicólogo, é obter uma visão integrativa entre educadores e as organizações – propiciando um espaço de escuta e acolhimento que potencialize o material humano, fortalecendo seus recursos psíquicos para que o educador saiba desconstruir as suas crenças, bem como suas angústias, promovendo então qualidade de vida no trabalho.

Por  Joyce Vieira – Psicóloga da Equipe Psicotér

Entre em contato conosco através desse link para agendar uma Avaliação Gratuita para psicoterapia, Online ou Presencial, com um Psicólogo ou Psicóloga em Porto Alegre. Temos a garantia do melhor atendimento e psicólogos de Porto Alegre altamente qualificados.

 


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

A contribuição de psicólogos para professores | Psicoter