Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Quando é preciso tratar a timidez?

Categoria: Sem categoria
Quem nunca sentiu frio na barriga, mãos suando,  voz trêmula e uma vontade de ‘’sumir’’ para não enfrentar uma situação desconfortável?

Imagem - mãos femininas cobrindo rostoSomos todos um pouco tímidos. Inclusive uma recente pesquisa mostrou que a grande maioria dos seres humanos prefere enfrentar uma cobra , lutar contra um leão , mas não enfrentaria o  falar em público. Para os psicólogos existem 2 tipos de timidez: a situacional e a crônica.

A situacional todos nós ja vivenciamos. Seja no nosso primeiro dia de escola, conhecendo os pais do namorado (a), ou até mesmo quando recebemos um elogio.

Para algumas pessoas, no entanto, a timidez pode levar à ansiedade social e a um medo que resulta em isolamento social. Neste caso , tratasse de timidez crônica ou mais conhecida como fobia social. Uma pessoa com fobia social sente sintomas de ansiedade ou medo em certas ou todas as situações sociais. Assim como conhecer novas pessoas, namorar, estar em uma entrevista de emprego, responder uma pergunta em aula ou ter que falar com um caixa em uma loja. Fazer coisas cotidianas na frente das pessoas – como comer ou beber na frente dos outros ou usar um banheiro público – também causa ansiedade ou medo, geralmente associados ao medo de ser humilhada, julgada e ou rejeitada.

Lembrando que os sintomas de timidez e fobia social podem ser confundidos; o que os diferencia é a intensidade e a frequência que se é sentido.
Os sintomas de fobia social incluem:
  • Palpitações;
  • Falta de ar;
  • Tonturas;
  • Suor;
  • Visão embaçada;
  • Tremores;
  • Gaguejo ou dificuldades em falar;
  • Rosto vermelho;
  • Náuseas e vômitos;
  • Esquecimento do que falar ou fazer.

O que causa a fobia social?

Imagem - Microfone As causas podem estar relacionadas com: medo de exposição social,baixa auto-estima, medo de  rejeição, pais superprotetores, medo de exposição social e auto crítica exacerbada ou até mesmo ter tido uma experiência anterior traumatizante. Pesquisadores descobriram que várias partes do cérebro estão envolvidas no medo e na ansiedade. Alguns pesquisadores acham que a mal interpretação do comportamento dos outros pode ter um papel na causa ou agravamento da fobia social. Por exemplo, você pode pensar que as pessoas estão olhando ou franzindo a testa para você quando elas realmente não estão.

As habilidades sociais subdesenvolvidas são outro possível contribuinte para a fobia social.

É durante a infância  que as  crianças tímidas correm maior risco de serem intimidadas e rejeitadas por seus pares. Essas amizades que eles conseguem fazer são freqüentemente de qualidade inferior às amizades feitas por crianças que são menos tímidas. Desta forma, crianças tímidas são mais propensas a internalizar problemas como depressão, ansiedade, solidão . Porém,estudos recentes revela que geralmente o transtorno começa durante a juventude e em pessoas que são extremamente tímidas.

O medo que pessoas com fobia social têm em situações sociais é muito forte; eles sentem que está além de sua capacidade de controle. Como resultado, ficam no caminho de ir ao trabalho, frequentar a escola ou fazer coisas cotidianas. Pessoas com fobia social podem se preocupar com essas e outras coisas por semanas antes de acontecerem. Às vezes, eles acabam ficando longe de lugares ou eventos onde eles acham que podem ter que fazer algo que os envergonhe.

Algumas pessoas com o transtorno não têm ansiedade em situações sociais, mas têm ansiedade de desempenho. Eles sentem sintomas físicos de ansiedade em situações como dar um discurso, jogar um jogo de esportes, ou dançar ou tocar um instrumento musical no palco.

O que devo fazer se tenho os sintomas?

Em primeiro lugar, fale com o seu médico ou profissional de saúde sobre os seus sintomas. Seu médico deve fazer um exame e perguntar sobre seu histórico de saúde para se certificar de que um problema físico não relacionado não está causando seus sintomas.

Seu médico pode encaminhá-lo a um especialista em saúde mental, como psiquiatra, psicólogo. O primeiro passo para o tratamento eficaz é ter um diagnóstico feito, geralmente por um especialista em saúde mental. Transtorno de ansiedade social  (fobia Social) geralmente é  tratada com psicoterapia, medicação, ou ambos. Converse com seu médico ou profissional de saúde para saber sobre o qual tratamento seria o mais indicado para você.

✔️ Por Manuela Goulart – Psicóloga da Equipe Psicotér

Entre em contato conosco através desse link para agendar uma Avaliação Gratuita para psicoterapia, Online ou Presencial, com um Psicólogo ou Psicóloga em Porto Alegre. Temos a garantia do melhor atendimento e psicólogos de Porto Alegre altamente qualificados.

 

 

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Se preferir, preencha os campos abaixo e entre em contato para agendar sua consulta: