Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Amizades fazem bem para a Saúde Mental

Categoria: Diversos

Amizades fazem bem para a Saúde Mental

Amizades fazem bem para a Saúde MentalPrimeiro de tudo, você já parou pra pensar sobre suas amizades? Em quantos amigos de verdade você tem em que possa realmente confiar? As suas amizades fazem bem para a saúde mental? Na nossa vida, somos rodeados de amizades que, embora raras, podem durar a vida inteira. Enquanto outras que imaginávamos ser sólidas, não passaram de um veraneio. As amizades que construímos quando pequenos e que duram até hoje.  Talvez, quem sabe aquela nova melhor amiga que conhecemos ontem e que tem uma intensidade igual ou maior que as amizades mais longas. Esses são alguns exemplos de relacionamentos fundamentais para a nossa saúde psicológica.

As amizades nos levam para um relacionamento social,  e também nos trazem satisfação pessoal e equilíbrio psíquico para a mente. Os amigos nos servem de apoio dos momentos tristes , mas também estão conosco para confraternizar, trocar confidencias e conselhos.

Para alguns psicanalistas, os principais ingredientes da amizade são a intimidade e o reconhecimento da alteridade. Precisamos entender que nossos amigos são diferentes de nós, não pensam necessariamente como nós, e está tudo bem. Amigos que nos apresentam outro olhar sobre as situações, outra opinião, em um relacionamento de amizade saudável só têm a acrescentar. Esse amigo de verdade, nos critica sem medo e não têm medo de ser criticado pela gente.  Ao contrário, relacionamentos de amizades que se tornam abusivas e tóxicas acabam sugando nossa energia, assim não somando em nada para a relação. Então resumindo, boas amizades fazem bem para a saúde mental. 

A base familiar e a influência nas amizades

Primeiro de tudo,  antes da base afetiva que a amizade nos proporciona, passamos pelas relações familiares inicias. Assim sendo, com nossos familiares mais próximos, aprendemos sobre afeto, respeito e amor. No decorrer, chegamos na puberdade, até que nos deparamos com novas representações e identificações mais maduras.  Isto é substituindo a quantidade pela qualidade de nossos relacionamentos próximos. As amizades fazem bem para a saúde mental, porque se apresenta como uma relação íntima, de troca, e de confiança.  Assim sendo, nesta fase podemos desfrutar e se entregar com nossos amigos. A amizade ajuda a desfrutar o prazer da vida, as alegrias e a leveza de viver. 

Não pense que uma pessoa que não consegue estabelecer laços estáveis e maduros de amizade esteja fadada a uma vida infeliz e amarga. Essa  pessoa, no entanto, pode apresentar com mais frequência sentimentos de solidão, vazio e tristeza. Pesquisas revelam, por exemplo, que pessoas que preferem viver isoladas, sem amigos e sem muito convívio social, apresentam até 3 vezes mais risco de vir a óbito prematuramente .  Também têm até 10 vezes mais risco de serem hospitalizadas por problemas psicológicos e psiquiátricos.

A idade para as melhores amizades

amizade saúdeOutro exemplo está no estudo da Associação Americana de Psicologia (APA) onde apontou que quando chegamos próximo dos 30 anos de idade, acabamos selecionando mais nossas amizades. E também nos desfazendo de pessoas que não nos identificamos tanto. Priorizando mais a qualidade das relações do que a quantidade, ao contrário do que muitas vezes acontece no período da adolescência. Sendo assim, os estudos não deixam dúvidas que a presença de amigos em nossas vidas pode diminuir o risco de depressão e ansiedade, ajudando em nossa autoestima, bem estar e sistema imunitário. 

Embora seja um pouco difícil falar em amizade em uma época onde as relações estão cada vez mais líquidas, fugazes e superficiais. É possível apostar em relacionamentos sólidos, seja mantendo as amizades antigas, seja fazendo novas. Relacionar-se com outra pessoa, portanto, sempre nos trará aprendizados e trocas significativas. Com os amigos aprendemos a dar valor aos pequenos momentos. Momentos como as gargalhadas despretensiosas, um abraço na hora do aperto,  a escuta na hora da angústia. Para nos mantermos sadios psicologicamente é preciso cultivar a habilidade de conservar. Também é importante cultivar as amizades confiáveis e que possuem um valor importante no nosso bem estar e saúde psicológica. livres de competições desnecessárias que atenuam a solidão. 

Juliana Bolsson – CRP 07/13362
Psicóloga da Equipe Psicotér
Especialista em Atendimento Psicanalítico e Mestre em Psicologia Clínica


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Entre em contato para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS ou tirar dúvidas.

(51) 4100-2513