Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Transtorno de Personalidade Histriônica

Categoria: Doenças e Transtornos, Personalidade

O transtorno de personalidade histriônica caracteriza-se por uma emotividade excessiva e por a necessidade de chamar continuamente a atenção através de comportamentos impróprios para a situação.

As pessoas com este transtorno precisam se sentir o centro de atenção para se sentirem cômodas, costumam aborrecer-se rapidamente da rotina e tem um comportamento que se carateriza pela sedução e provocação. O transtorno de personalidade histriônica começa no início da idade adulta e pode dar-se em diversos contextos sócio-econômicos.

Primeiramente, são pessoas muito emotivas, hipersensíveis, exageradas, superficiais, emocionalmente instáveis, dramáticas, infantis, muito preocupadas com a aparência física (vaidosos) e com notável tendência a exigir excessiva atenção para si a todo momento. Caso contrário, sentem-se profundamente magoados, podendo expressar suas emoções de forma exagerada, como rompantes de choro ou raiva por coisa mínima.

Geralmente vestem-se de maneira chamativa, sobretudo sexualmente provocante e costumam estar sempre à caça de elogios a respeito de sua aparência física. São muito manipuladores, controlando pessoas e circunstâncias para conseguir atenção. Fazem uso da manipulação emocional e sedutora, freqüentemente vestindo-se de maneira chamativa, encantando e seduzindo outras pessoas. (Não confundir com Transtorno Afetivo Bipolar)

Comportamento

As pessoas que têm este transtorno tendem a chamar continuamente a atenção com os seus comportamentos. São pessoas que não passam despercebidas, seja pelas suas palavras, pela sua forma de falar ou comentários. São “a alma da festa” ou os que animam uma reunião. Quando por diversos motivos, não são o centro de atenção, não se sentem cômodas, sentem-se, então, desprezadas.

Emoções

Costumam exagerar nas emoções. A sua expressão emocional é superficial e rapidamente modifica. Se se sentem mal, muitas vezes fazem uma espécie de obra teatral lamentado-se, e chorando, para de seguida mudarem de ânimo e sentirem-se as pessoas mais felizes do mundo.

Comportamento sedutor

Preocupam-se muito com a sua roupa e por estarem fisicamente em forma. O seu comportamento provocador e sedutor estende-se às relações interpessoais no geral, não está centrado em nada específico, mas está sim dirigido às suas diversas relações laborais, sociais, etc.

Comunicação

Quem sofre deste transtorno tem uma forma de falar excessivamente superficial e com falta de detalhes. Quando vão dar algum tipo de opinião parecem fortes em relação ao que pensam, mas logo a seguir, as explicações que dão acerca disso costumam ser superficiais e sem sentido.

Expressão corporal

Quando falam, muitas vezes acompanham-no com gesticulações e expressões exageradas. Costumam falar em excesso e utilizar um tom de voz elevado. Devido a este tipo de comportamento tendem a ser consideradas pelos outros como pessoas superficiais, dependentes, exigentes e sem autenticidade.

Dependentes

Consideram que necessitam de outras pessoas que cuidem delas, é por isso, que procuram ser o centro de atenção para essas pessoas. Procuram a aprovação contínua das outras pessoas modificando a sua atitude e forma de ser. Perante os problemas que possam surgir, exageram com lágrimas dramáticas, ataques de raiva, para poder manipular os outros.

Relações interpessoais

As pessoas com transtorno de personalidade histriônica, costumam considerar as suas relações mais íntimas do que na realidade são. Assim, tendem a ser mais exigentes com pessoas que recém conhecem. Podem chegar a ser muito efusivos com alguém que viram apenas um par de vezes, ou chegar a fazer reclamações.

Relações de parceiro

Têm dificuldade para alcançar a intimidade emocional nas suas relações. Para conseguirem o afeto do outro manipulam as suas relações através de crises emocionais, gerando ciumes, etc. Costumam mudar de parceiro constantemente, uma vez que se aborrecem facilmente.

IMPORTANTE: Estamos apresentando nestas últimas semanas, uma visão mais detalhada sobre os transtornos de personalidade. Gostaríamos de ressaltar que, todos nós temos algumas características / traços destes tipos de personalidades mas, só é considerado um TRANSTORNO quando “esses traços são muito inflexíveis e mal-ajustados, ou seja, prejudicam a adaptação do indivíduo às situações que enfrenta, causando a ele próprio, ou mais comumente aos que lhe estão próximos, sofrimento e incomodação.”
Se houver identificação com algum transtorno de personalidade é aconselhável que um psicólogo avalie o caso.

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

2 Comentários

  1. Driely | 02 de janeiro, 2018

    Como lidar com uma pessoa com Transtorno de Personalidade Histriônica, qual o comportamento adequado para melhoria do dialogo e convívio. Enfrentar, corrigir, ignorar, qual seria a melhor opção?

    • Psicotér | 08 de janeiro, 2018

      Olá Driely, esta é uma dúvida muito comum entre as pessoas que lidam com estas personalidades, porém muito ampla! Cada caso é um caso específico e único, que precisa ser avaliado para uma orientação detalhada. Num geral, pessoas com Transtorno de Personalidade Histriônica buscam ser o centro das atenções, falam de forma dramática e tem opiniões fortes e, por isso, o diálogo com as pessoas de convivência é muito difícil. Um psicólogo pode ajudar imensamente, tanto a pessoa afetada pelo transtorno que precisa treinar novas habilidades sociais, quanto aos que convivem para utilizarem novas ferramentas de manejo. Estamos à sua disposição.

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Se preferir, preencha os campos abaixo e entre em contato para agendar sua consulta: