Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Psicoterapia em Porto Alegre


Psicoterapia Cognitivo Comportamental

A Psicoterapia ou Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) é a abordagem de atendimento da psicologia que se mostra mais objetiva. Delimita um foco de tratamento, utilizando métodos mais direcionados, um plano de ação e monitoramento de resultados. Por esse motivo, a TCC apresenta resultados mais rápidos e, ao mesmo tempo, eficazes. A TCC detém-se na compreensão das funções cognitivas (pensamentos), das emoções e dos comportamentos do indivíduo. Busca de uma vida mais equilibrada e saudável.

A TCC é o tratamento mais indicado no caso dos transtornos de humor (ansiedade ou depressão), dependência química e transtornos alimentares.

Autismo e outros transtornos globais do desenvolvimento, eventos traumáticos ou simplesmente por necessidade de atendimento psicológico.

Busca de orientação e autoconhecimento em momentos difíceis da vida.

A TCC substitui os padrões de crenças distorcidas, comportamentos disfuncionais e emoções negativas, que causam dor ou sofrimento. Dessa forma traz prejuízos significativos na vida afetiva, acadêmica, profissional, social, conjugal ou familiar do sujeito; buscando um jeito mais saudável de ser, de se relacionar e de perceber a si, aos outros e ao futuro.

A Psicoeducação, o treino de habilidades, o registro de pensamentos, as técnicas de enfrentamento, relaxamento e aprendizagem são algumas das estratégias adotadas na TCC.

Psicoterapia Corporal

Você sente em profundidade ou tem medo de sentir?

Qual é o grau de espontaneidade dos seus sentimentos?

Você consegue falar ou expressar o que sente com sinceridade?

Tem a sensação de que não conseguiu expressar o que realmente desejava?

Tem a sensação que deveria ter agido de outra forma?

A maioria das pessoas da nossa cultura vive num nível muito raso e não conseguem ter uma “vida vibrante”. Dessa forma, só se preocupam com a saúde quando as doenças colocam sua vida em risco. Afinal, elas vão à academia de forma mecânica e acham que suas emoções não tem nada a ver com a saúde física.

Lamentável que os sentimentos das pessoas se restrinjam à superfície e que não sintam em profundidade.

Isso faz com que as pessoas vivam amores superficiais, “ficadas e ficantes”. Vivam em empregos medíocres, vivam relacionamentos familiares e sociais sem entusiasmo e, assim, na grande maioria das vezes, prefiram estar sozinhas.

E o medo? Medo de expor seus sentimentos e serem rejeitadas, mas não se dão por conta que não é questão de rejeição e sim a falta de habilidade das pessoas em sentir emoções. Afinal de contas, como lidar com aquilo que eu não entendo?

Todos os bloqueios a este fluxo são gerados através de contrações na musculatura, o medo contrai. Cada músculo tenso é um um músculo amedrontado que deve ser entendido, sentido e liberado. Por isso, estas contrações também significam tristezas e raivas reprimidas, mágoas e culpas que precisam ser descarregadas.

No processo da psicologia corporal, através de diversas técnicas e da análise psicológica com a interpretação de situações vivenciadas pela pessoa, assim é possível libertar o corpo e a mente para uma vida vibrante e profunda.

A psicologia corporal traz a possibilidade de mais liberdade e satisfação. Poucas pessoas estão dispostas a vivenciar o seu grau de insegurança, as suas tristezas ou o vazio de uma vida sem satisfação e privadas de amor. Você está disposto a se encontrar, deixar seu corpo vibrar e experimentar o prazer do fluxo de energia? Então, os exercícios da psicologia corporal vão lhe ajudar a alcançar este objetivo.

Você é o seu corpo e o objetivo da terapia é ajudá-lo a se identificar com ele. Mas mesmo sendo nosso corpo, muitas pessoas têm medo das sensações dele; e esse medo limita porque produz músculos cronicamente contraídos. Isso reduz a espontaneidade dos movimentos e sensações. O compromisso com o corpo, com as sensações e vibrações é o que constitui o processo curativo.

Psicoterapia Psicanalítica

A Psicoterapia Psicanalítica utiliza-se dos fundamentos teóricos da psicanálise. A principal contribuição da Psicanálise é a valorização do inconsciente do indivíduo. Ou seja, conteúdos que permanecem guardados na mente sem que tenhamos acesso ou o conhecimento sobre eles. O material inconsciente permanece sob forma de neuroses e conflitos, dessa forma, vindo à tona involuntariamente, de algum modo, no dia a dia através das nossas emoções e comportamentos.

A técnica psicanalítica busca o alívio dos sintomas através do conhecimento das causas. Constituem os problemas e dificuldades percebidas na vida do sujeito, tornando consciente conteúdos inconscientes.

Essa abordagem mostra-se útil em casos de mudanças estruturais, projetadas a acontecer de maneira concisa e atemporal, de longo prazo.

Apesar do neurologista alemão Sigmund Freud ter ficado consagrado como o principal criador e influenciador da Psicanálise no mundo todo. Muitos outros intelectuais da época e posteriormente ao Freud, também expandiram o movimento psicanalítico. São eles: Adolf Adler, Friedrich Nietzsche, Arthur Schopenhauer, Jacques Lacan, Melanie Klein, Wilfred Bion, Wilhelm Reich.

Esses autores oriundos da teoria psicanalítica contribuíram especialmente para o desenvolvimento da subjetividade humana. Inter-relacionamento o corpo e a mente, formulando conhecimentos e teorias desde o século XX até os tempos atuais.

Psicoterapia Junguiana

A Psicoterapia Junguiana está fundamentada pelas ideias e experiência do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung. Os fundamentos da Terapia Junguiana são de origem analítica, sofrendo influência da psicanálise. Porém expandindo a visão de inconsciente para além de pulsões libidinais e individuais para uma conceitualização coletiva.

A abordagem Junguiana atribui relevância a influência de fatores religiosos e culturais milenares, transmitidos através de gerações. Não como uma herança consciente ou genética e direta passada de pais para filhos, mas como uma espécie de predisposição psíquica coletiva da humanidade a estes legados.

São diversas as contribuições da teoria Junguiana na área da psicologia. Sendo assim, as principais e mais conhecidas são os fundamentos do inconsciente coletivo e seus arquétipos. A interpretação dos sonhos, demonstrando a expressividade de simbolismos e seus significados.

A Psicoterapia Junguiana crê nos diferentes “tipos psicológicos” que existem na humanidade, levando em consideração padrões de comportamento. Funções cognitivas e características de personalidade, sendo que esses aspectos podem estar presentes em maior ou menor grau em cada sujeito.

Psicoterapia Sistêmica

A Terapia Sistêmica é uma abordagem de Psicoterapia que tem como objeto de estudo os vínculos e inter-relacionamentos humanos. Bem como, a visão sistêmica que compreende o indivíduo como um ser ativo, consciente e corresponsável na construção da sua realidade. Capaz de influenciar e ser influenciado pelo meio em que vive, considerando as diferentes áreas da sua vida: familiar, acadêmica, profissional, pessoal, conjugal e social.

A entrevista de anamnese (identificação da história de vida), o Genograma (identificação das relações dentro do sistema familiar). O Ecomapa (identificação das relações fora do sistema familiar) e as ferramentas transgeracionais (heranças transmitidas de pais para filhos através de gerações) são alguns dos métodos utilizados na Psicoterapia Sistêmica.

A Terapia Sistêmica enfatiza os padrões de comportamentos, pensamentos e sentimentos instituídos num determinado sistema, transmitidos através de bagagens diretas ou indiretas. Também no âmbito familiar, a predisposição genética associada às aprendizagens resultantes de fatores ambientais, a convivência, etc. Dessa forma, tornam os filhos naturalmente parecidos com os pais ou com pessoas importantes da sua vida. Reproduzindo dessa forma não só as características positivas, mas também repetindo conflitos, dificuldades e problemas que causam sofrimento.

A abordagem sistêmica mostra-se útil no atendimento individual, de casal e família.

Psicoterapia Transpessoal

A Psicologia Transpessoal, assim como as outras abordagens, pesquisa e estuda o ser humano em seus aspectos biológicos, psicológicos e sociais.

Durante o processo de terapia, ajuda o paciente a desenvolver recursos para lidar com os problemas trazidos por ele nas sessões. E assim Fortalece sua estrutura emocional e sua identidade.

Além desses aspectos em comum com as outras psicologias, a abordagem Transpessoal considera, também, a dimensão espiritual e a existência de diferentes estados de consciência. Algumas técnicas utilizadas por essa abordagem possibilitam a vivência desses diferentes estados de consciência. Assim, o intuito de ajudar o paciente a transpor as dimensões biopsicossociais e alcançar o entendimento além do ego, além de si mesmo e, como objetivo maior, ajudá-lo a atingir a compreensão espiritual.

O psicólogo transpessoal

Ele trabalha as mesmas questões que os de outras abordagens (traumas, problemas de relacionamentos, autoestima baixa, conflitos internos, autoconhecimento). Porém sempre procurando ajudar o paciente a compreender as experiências de uma forma ampliada. Além de suas crenças e valores limitantes, facilita que ele entenda o sentido maior que há por trás dessas experiências. Contudo, o ajuda a se conectar com sua fonte interna de sabedoria para que possa criar recursos de restabelecimento e manutenção da saúde física, mental, emocional e espiritual; bem como guiá-lo na sua evolução mental e espiritual.

A pessoa se beneficia da psicoterapia transpessoal independentemente da fase em que ela se encontre. As técnicas vivenciais como a meditação, imaginação criativa, psicodrama, revivência de memória e quaisquer outras técnicas que favoreçam ao paciente novas percepções e relações consigo mesmo, com os outros e com o todo, oportunizam-lhe momentos em estados alterados mais elevados, e assim acelerando sua transpessoalidade.

Entre em contato conosco através desse link para agendar uma Avaliação Gratuita para psicoterapia, Online ou Presencial, com um Psicólogo ou Psicóloga em Porto Alegre. Temos a garantia do melhor atendimento e psicólogos de Porto Alegre altamente qualificados.

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Se preferir, preencha os campos abaixo e entre em contato para agendar sua consulta: