Uma dose de… Positividade!

2E os anos vão se passando, e nossa vida vai mudando… Porém, sempre que fazemos nossas reflexões de inicio de ano, certamente muitas perguntas nos chegam à mente a respeito do que fizemos ou deixamos de fazer durante o ano que se passou.

Normalmente, a pergunta que mais assola a mente nessa época do ano é: Por que eu não consigo sair do lugar? Isso, em diversas circunstâncias, como emocional e financeiramente, e a respeito dos relacionamentos amorosos e afetivos também. Essas ponderações e pensamentos que nos chegam nessa época podem nos auxiliar muito a fazer metas e escolhas que se concretizem em verdadeiras mudanças pessoais, materiais e espirituais no ano que se inicia.

Todavia, para que essas transformações ocorram precisamos agir a seu favor, sonhar e concretizar.

Podemos começar com esta dica: A positividade!

O que é exatamente ser mais positivo?

A atitude de ser positivo é considerada uma virtude, a pessoa que possui positividade é otimista, possui amor-próprio, uma autoestima elevada, há nela a sensação de valorização pessoal, além de muita criatividade e persistência.

Talvez, realmente não sejamos essa pessoa tão positiva assim, provavelmente não tenhamos dentro de nós todas as características de personalidade de uma pessoa positiva descrita acima, mas quem nos impedirá de alcançar nossa meta de tornarmo-nos uma pessoa mais completamente positiva nesse ano?

Apenas nós mesmos.

Entretanto, para que essa meta se concretize com mais eficiência, podemos:

Reclamar menos

“Você pode reclamar por ter que acordar cedo, ou simplesmente agradecer por ter acordado” (Autor desconhecido).

Tive o privilégio de conhecer uma pessoa extremamente positiva, que consegue enxergar sempre à frente, que recorda sempre do seu passado e usa-o a seu favor para perceber o quanto já alcançou, por isso, quase não reclama.

Com essa pessoa, aprendi que temos duas escolhas: reclamar sempre pelo que aconteceu, ou sofrer rapidamente e ser mais prático, achar a solução para nosso problema, usar nosso intelecto, nossas forças para construir pontes, saídas.

Criticar menos

Nenhum casamento é perfeito, ninguém veio a essa terra sem pecados. Entretanto, cabe a nós a decisão de interiorizar-se mais e criticar menos o outro, ou seja, olhar mais para a trave que está em meus olhos, para a minha janela que está mais suja, e perceber meus defeitos e tentar melhorar todos os dias.

Essa ação precisa ser um exercício diário, uma lembrança de que somos imperfeitos, que não conhecemos todas as circunstâncias que levam as pessoas a agirem de certas formas, que muitas vezes julgamos sem saber.

Agradecer muito… mas muito mais

Posso escolher me lamentar de minhas doenças, das minhas dívidas, das minhas ofensas recebidas ou simplesmente me esforçar por um milésimo de segundo, e em instantes começar a perceber o que posso aprender com aquela situação.

Construir um caráter de gratidão faz parte também de uma escolha diária, de mudanças reais de pensamentos e ações. Podemos iniciar essa mudança, realizando orações de apenas gratidão a Deus e aos nossos familiares, bem como agradecendo verdadeiramente por situações diárias.

“Há pessoas que não conseguem chegar ao seu objetivo principal nem alcançar a vitória por desistirem quando estão próximos à linha de chegada”.

Ter medo de tudo

Precisamos permitir que nossa fé sobrepuje nosso medo, e nossa esperança sobrepuje nosso desespero. Como já citado, ficar sentados lamentando tragédias não nos ajudará nisso.

Muitas vezes, o terrível e assolador medo, pode travar nossas pernas, nossos passos, nossa caminhada, impedir-nos de realizar muitas coisas, coisas que poderiam ser muito positivas em nossa vida, mas que não enfrentamos justamente pelo medo. Lute contra ele e vença-o diariamente.

Desistir de tudo

Necessitamos aprender a esperar, “a esperança é uma das pernas de um banco de três pernas, ao lado da fé e da caridade (amor)” (Dieter Uchtdorf)

A esperança tem o poder de preencher nossas vidas com a pura felicidade, porém sua ausência pode desfalecer o coração mais vigoroso de todos os homens.

Conseguimos vencer a tentação de perder a esperança e desistir na metade de nosso caminho, de nossa vitória, para isso precisamos vestir nossa armadura e investir-nos da mais profunda fé.

Não podemos permitir que o desespero sugue de nós tudo o que é vibrante e alegre, que aniquile nossa ambição, que polua nossa alma e desfaleça nosso coração.

Façamos de todo nosso novo amanhecer, desse ano que se inicia, um raio de sol brilhante, cheio de otimismo, confiança, entusiasmo, paciência e fé.

“Em meio ao pior inverno, podemos encontrar dentro de nós um verão incrível.” (Albert Camus)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *