Sintomas da Bipolaridade

bipolar

Em primeiro lugar: a bipolaridade é uma doença bastante comum e muitas pessoas passam anos sem saber que são bipolares.

Infelizmente muitos não querem procurar ajuda ou encontram inadequadas formas de lidar com isso. O principal conhecimento que temos da bipolaridade é a mudança de humor, porém, vários outros sintomas são referentes a esse transtorno, já que estão relacionados às fases de humor, que prejudicam tanto o indivíduo bipolar, quanto as pessoas que estão ao seu entorno.

Você já deve ter ouvido de algum amigo ou parente “ela/ele é bipolar” ou mesmo colocações como “eu sou bipolar/você é bipolar” sem diagnóstico de um profissional e sim por uma leitura de atitudes que criam um julgamento. Bipolaridade é um assunto sério e deve ser respeitado. Se há suspeitas, o melhor é verificar e tratar o transtorno.

A fase depressiva:

  • Tristeza profunda
  • Isolamento social
  • Baixa autoestima
  • Dificuldade de se concentrar
  • Falta de energia
  • Excesso ou falta de apetite
  • Pensamento sobre morte ou suicídio

A fase eufórica:

  • Hiperatividade
  • Atropelamento da fala
  • Pouco controle de temperamento
  • Alternâncias no volume de voz
  • Gastos excessivos
  • Grande agitação ou irritação
  • Menos sono ou cansaço

A duração das fases varia, pode ser durante dias ou meses, e é possível que as fases ocorram simultaneamente. Problemas com drogas e álcool intensificam os sintomas da doença e são perigosos, tanto pelos danos físicos, quanto psicológicos, podendo levar até à morte. Quem pode diagnosticar e indicar

o melhor tratamento são profissionais que estudaram para isso.
Cuidado com opiniões supérfluas ou informações precipitadas sobre o conteúdo na internet.

O transtorno bipolar pode ser tratado e a pessoa bipolar pode viver uma vida normal!

Se você suspeita que tem bipolaridade ou convive com alguém que pode ter a doença, busque uma psicóloga.

Psicóloga Lisiane Duarte – Diretora Técnica da Psicotér

 

Se você convive com alguém que apresenta os sinais descritos acima, procure um psicólogo para uma orientação especializada.
Entre em contato conosco através desse link para uma avaliação gratuita com uma psicóloga para avaliar a necessidade de uma psicoterapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *