Marker
relógio Seg a Sex dàs 7h às 22h - Sáb dàs 7h às 12:30h
(51) 9 9833-8006
(51) 4100-2513

Processo de envelhecimento- a fase dos quarenta para a mulher

Categoria: Comportamento, Mulher

De acordo com a cultura popular, as mulheres têm medo de envelhecer; lutam contra a idade investindo em tratamentos estéticos afim de minimizar os sinais da idade.

Sim, o processo de envelhecimento é evitado por meio de hidratantes caros e tratamentos com alfa-hidroxi. No entanto, em média, pesquisas descobrem que as imagens corporais das mulheres se tornam mais positivas à medida que passam dos 20 aos 30 anos para a meia idade. Ou seja, o processo de retardar o envelhecimento não está aos 40 anos, mas sim antes.

As teorias psicológicas mais antigas acreditavam que, uma vez que a mulher não conseguia mais se reproduzir, ela ficava desanimada; reconhecendo que sua utilidade na vida estava acabada. Outro fator defendido era de que quando seus filhos cresciam e saíam de casa, ela estaria condenada a sofrer de “síndrome do ninho vazio” e melancolia. Felizmente, nada disso é verdade – pelo menos para a maioria das mulheres.

Pesquisas mais recentes confirmam que saúde mental e satisfação com a vida das mulheres após os 40 anos também melhoram. As taxas de depressão, ansiedade e suicídio nas mulheres diminuem, à medida que envelhecem. A satisfação geral da vida das mulheres aumenta com a idade. A satisfação conjugal aumenta consideravelmente quando as crianças saem de casa. As mulheres sentem-se menos sozinhas à medida que envelhecem. Sentem-se mais afirmadas e valorizadas em seus casamentos e no âmbito profissional.

 Em particular, os níveis de sintomas depressivos, sintomas de ansiedade e sentimentos de solidão foram menores entre as mulheres na meia idade (quarenta  anos a cinquenta e cinco anos) e na idade avançada (sessenta e cinco a setenta e cinco anos), comparadas na idade adulta jovem (vinte e cinco a trinta e cinco anos).

A vida das mulheres fica melhor ao invés de piorar à medida que envelhecem por causa de suas forças psicológicas. As mulheres usam suas forças mentais para enfrentar os novos problemas que surgem à medida que envelhecem. Assim como enfrentar uma separação; encarar problemas de saúde ou viver com menos renda na aposentadoria.  Elas se baseiam em suas forças internas para gerenciar as muitas mudanças que vêm com o envelhecimento em seus papéis e capacidades, estilos de vida e arranjos de vida. Por causa de suas forças relacionais, as mulheres entram na nos 40 anos com uma forte rede de relacionamentos próximos. São pessoas em quem confiam e que desejam retribuir sua empatia, paciência, compreensão e cuidado.

Além disso, as  mulheres aplicam suas forças emocionais para lidar com o sofrimento. Tornam-se capazes -de resistir às crises e perdas que surgem com mais frequência à medida que se envelhece . O conjunto completo de pontos fortes das mulheres dá a elas a mentalidade de celebrar a entrada nos ‘’ENTAS”. É um período de alegria, amor e realização por tudo o que elas têm trabalhado e crescido para ser durante suas vidas.

Os pontos fortes das mulheres  ajudam a não apenas serem mais felizes, mas a viver vidas mais longas e saudáveis.  Outro estudo descobriu que as mulheres após os 40 anos e que desenvolveram personalidades fortes mostram melhor funcionamento do sistema imunológico, produzindo, portanto, mais colesterol bom e melhor regulação dos sistemas neuroendócrinos, os quais desempenham um papel crítico na saúde física.

Quando se fala no processo de envelhecimento, há cada vez mais evidências de que a maioria das mulheres sente uma maior sensação de realização, auto-realização, atingindo o seu pico – ou a idade da LOBA, como chamada popularmente.

Em outras palavras,as  mulheres aos 40 anos estão mais preparadas   a explorar suas forças mentais, emocionais e relacionais para lidar com a adversidade, o que, por sua vez, as deixava menos vulneráveis ​​à depressão e ansiedade em face da dificuldade.

Psic. Manuela Goulart – CRP 07/29075

Psicóloga Cognitivo Comportamental, Especialista em Gestão de Pessoas


Se identificou com o assunto deste post?
Então deixe seus dados abaixo que entraremos em contato em instantes* para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS!


Seu nome*
Seu e-mail*
Seu telefone

Gostou? Compartilhe:

Leia Também

Deixe seu comentário

Contato e Endereços

Para facilitar o seu atendimento, a Psicotér atende em diversas localidades de Porto Alegre. Veja no mapa qual o endereço mais próximo de você e ligue para agendar sua primeira consulta gratuita!

(51) 4100-2513
(51) 9 9833-8006
Fale conosco
Entre em contato para agendar sua AVALIAÇÃO BÔNUS ou tirar dúvidas.

(51) 4100-2513