• Psicoterapia Individual

    Com atendimento psicológico, através da psicologia individual, nas diversas fases da vida, o indivíduo amplia a consciência que tem de si mesmo, aprendendo com seus sintomas e desenvolvendo-se como pessoa.

    Para iniciar uma psicoterapia individual basta marcar uma consulta de avaliação, sendo ela gratuita em seu primeiro atendimento. Nessa avaliação você terá a chance de tirar suas dúvidas pessoalmente. O psicólogo fará uma avaliação sobre a sua necessidade de acompanhamento em sessões de terapia.

    Entre em contato conosco e agende a sua Avaliação Gratuita Online ou Presencial com uma psicóloga em Porto Alegre.

  • Psicoterapia de Casal

    A terapia de casal ou terapia conjugal é uma psicoterapia em que ambos os parceiros participam de sessões de psicoterapia, tendo o foco na sua interação e nas dificuldades específicas que eles estão vivendo. Ela pode auxiliar o casal a pôr seu relacionamento de volta aos trilhos, seja no casamento, no namoro ou no noivado.

    Na psicoterapia de casais trabalha-se para descobrir onde as coisas estão indo mal e procurar modos de melhorar. Não é uma fórmula mágica que irá consertar as coisas, mas um canal para o casal entender melhor suas dificuldades e trabalhar em cima delas.

    O psicólogo ajuda os parceiros a identificar os pontos de conflito dentro da relação e a determinar quais as mudanças desejáveis, seja no modo de se relacionar, seja mudanças individuais.

    Nesse tipo de terapia, há componentes de mediação, componentes educacionais e de psicoterapia individual envolvidos, dependendo das dificuldades específicas enfrentadas. O casal torna-se ciente de pontos de vista e modos de interagir e de se comunicar destrutivos para tentar modificá-los.

  • Psicoterapia Familiar

    A Psicoterapia Familiar ou Psicologia Familiar, tem como objetivo principal auxiliar a família na conquista ou reconquista de relações harmoniosas, respeitosas e saudáveis entre os seus membros. Além disso, a psicologia familiar pode ter como foco o tratamento de um de seus membros. Muitas vezes, a dependência química do filho mais velho, o alcoolismo do pai ou a depressão da mãe é o evento que traz o despertar para o fato de que as relações familiares carecem de alguma intervenção.

    Seja com o objetivo de melhorar as relações no contexto familiar, ou tratar o membro por meio das mudanças nessas relações, o terapeuta familiar cumpre o papel de arquiteto do diálogo, num contexto em que clientes e terapeuta participam ativamente da análise do cenário histórico e presente, da elaboração do plano de mudanças e das transformações posteriores.

    O terapeuta familiar é aquele que faz avaliação e acompanhamento cuidadosos através de sessões de psicoterapia, estimula o entendimento das causas dos problemas e desenvolve habilidades de relacionamento interpessoal por considerar tais atitudes importantes para que a família e indivíduos possam deixar o consultório com a habilidade de resolver suas próprias dificuldades no futuro.

  • Psicoterapia Infantil

    A psicoterapia infantil é uma prática da psicologia que trabalha com o objetivo de favorecer o bem estar e a qualidade de vida da criança e de sua família. Essa prática também é útil na prevenção de problemas familiares e infantis e na redução de dificuldades já instaladas na família e na criança.

    Geralmente, os pais ou os professores encaminham a criança para um acompanhamento psicoterápico quando observam algum comportamento não usual que os preocupam. Alguns exemplos desses comportamentos são os comportamentos de bater, morder, chutar ou empurrar pessoas, destruir objetos, roubar e mentir em excesso. Os pais também se preocupam quando o filho é muito quieto, tem dificuldade pra fazer amigos, é muito tímido ou parece triste. Crianças que adoecem muito, crianças que não obedecem os pais, aquelas que tem dificuldades de aprendizagem ou de atenção, também podem ser ajudadas pela psicoterapia infantil. A terapia promove o exercício da observação do comportamento, para que os pais possam identificar se os comportamentos dos seus filhos são adaptativos ou não. Ao longo do processo psicoterápico, os pais aprendem a identificar as dificuldades de seus filhos e também suas potencialidades. O terapeuta conduz os pais na discussão das expectativas que têm a respeito dos comportamentos e dos sentimentos de seus filhos.

    Alguns acontecimentos como a morte ou o adoecimento de algum membro da família, a separação dos pais, o casamento de um dos pais, o nascimento de um irmão, a mudança de cidade ou de escola, ter sofrido ou presenciado algum tipo de violência, influenciam a saúde psicológica da criança, que muitas vezes precisa de ajuda para identificar e compreender seus sentimentos e pensamentos sobre esses episódios marcantes de sua vida. A terapia infantil, portanto, é um momento no qual a criança é acolhida e ouvida, podendo expressar seu universo privado e aprender maneiras adaptativas de comunicar sentimentos como raiva, saudade, tristeza, frustração, medo, ansiedade e amor.

    A participação dos pais é fundamental no processo terapêutico. O propósito da terapia é, muitas vezes, fornecer conhecimento e repertório comportamental aos pais, para que eles possam participar ativamente da melhora de suas interações com seus filhos. As relações entre pais e filhos podem ser marcadas por desobediência, birras, desentendimentos, discussões, brigas e punições, que acabam fazendo sofrer tanto os pais quanto os filhos. Essas condições familiares aversivas geram sentimentos de culpa, arrependimento e insegurança quanto à educação dos filhos. Interromper esse estilo coercitivo e punitivo das interações adulto-criança é o primeiro passo de mudança. Desse modo, os pais encontram na terapia orientações sobre maneiras alternativas de lidar com as dificuldades familiares.

    Durante o atendimento à criança, o terapeuta infantil usa estratégias lúdicas como histórias, desenhos, colagens, pinturas, jogos, de acordo com a idade da criança, para criar um ambiente no qual ela se sinta à vontade. Por meio dessas atividades, o terapeuta tem oportunidade de conhecer melhor a criança, seus pensamentos, sentimentos e comportamentos.

  • Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)

    Nos últimos 25 anos, a TCC tem sido aplicada a um aspecto sempre crescente de transtornos emocionais e comportamentais. Seu amplo uso tem sido documentado e pesquisado em muitas áreas de tratamento, incluindo depressão, ansiedade, abuso de substâncias químicas, transtornos alimentares, transtornos de personalidade, entre outros.

    O objetivo geral principal da psicoterapia cognitiva comportamental é modificar os pensamentos e comportamentos e – indiretamente – as emoções que levam aquela pessoa a sofrer e a ter uma qualidade de vida ruim.

    O psicólogo e o paciente trabalham juntos durante as sessões procurando conhecer as crenças e pensamentos mais importantes para a vida e a problemática do paciente e entender suas emoções e comportamentos. É uma abordagem cooperativa.

    Em vários casos, é uma psicoterapia de curta duração, durando poucos meses, pois ela é desde o início direcionada à melhora dos sintomas do paciente e aos seus objetivos específicos. Logicamente, a duração e o progresso na psicoterapia dependem de vários fatores, como a possibilidade de se fazer o número de sessões adequadas àquele caso, a disposição do paciente em colaborar com seu tratamento, o tipo e a cronicidade do problema, entre outros.

    Lisiane Duarte da Silva – Psicoterapeuta Cognitivo-comportamental CRP 07/12563

  • Terapia Psicanalítica

    Psicanálise é uma teoria que tem como princípio a compreensão de que nossos comportamentos e sentimentos são regidos por desejos inconscientes. Para analisar os conteúdos inconscientes, devemos acessar os instintos, anseios e impulsos que fornecem a energia para as ações.

    Sigmund Freud (1856-1939) era médico neurologista e foi o fundador da teoria psicanalítica. Para Freud, o inconsciente é a fonte de energias, desejos reprimidos e depósito de velhas lembranças.

    O objeto de estudo da psicanálise é o inconsciente e a maneira de análise é realizada por meio da associação livre. O método básico da psicanálise é o manejo da transferência e da resistência em análise. O analisado, numa postura relaxada, é solicitado a dizer tudo o que lhe vem à mente (método de associação livre). Suas aspirações, angústias, sonhos e fantasias são de especial interesse na escuta, como também todas as experiências vividas são trabalhadas em análise. Escutando o analisado, o analista tenta manter uma atitude empática de neutralidade. Uma postura de não-julgamento, visando a criar um ambiente seguro.

  • Emagrecimento

    Para escolher alimentos apropriados e utilizar hábitos alimentares adequados, você precisa aprender a fazer modificações permanentes na maneira de pensar. Com um programa passo a passo abrangente como este, você conseguirá manter-se na sua dieta, emagrecer e manter o peso alcançado.

    A dieta definitiva de Beck é baseada nos princípios da terapia cognitiva (conhecida também como terapia cognitiva-comportamental ou TCC), a forma mais amplamente estudada e eficaz de psicoterapias no mundo.

    Um estudo recente, na Suécia, demonstrou a eficácia da terapia cognitiva no emagrecimento. Indivíduos matriculados num programa de terapia cognitiva emagreceram mais ou menos 8 quilos em 10 semanas de tratamento. (Enquanto isso, as pessoas que aguardavam na fila de espera para o mesmo tratamento não apresentaram qualquer diminuição no peso.) O mais impressionante foi o resultado da avaliação do grupo de estudo. Um ano e meio após o tratamento, quase todas as pessoas estudadas, mais precisamente 92% delas, havia não somente mantido a perda de peso, mas emagrecido ainda mais. Isso é o que diferencia a terapia cognitiva dos outros tipos de terapia e de outros programas de emagrecimento.

    Uma pesquisa concluída na Universidade de Tufts descobriu que entre 50 e 70 por cento das pessoas que iniciaram uma de quatro dietas amplamente utilizadas não foram capazes de persistir e continuar emagrecendo no decorrer de um ano.

    Se você enfrentou dificuldades para emagrecer ou emagreceu e engordou novamente nos últimos tempos, você culpou a si mesmo (Sou muito fraco? Não estava motivado o suficiente), culpou seu organismo (Tem alguma coisa errada em mim? Eu, simplesmente, não consigo emagrecer), ou à dieta que escolheu (Esta, definitivamente, não funciona pra mim)?

    Fico feliz em lhe dizer que a razão de seu insucesso tem outra explicação. Você, apenas, não sabia como fazer dieta. Quando aprender a fazer dieta, subirá na balança e verá um peso cada vez menor, semana após semana. Você vestirá roupas menores. Você vivenciará todos benefícios maravilhosos de um corpo mais magro: mais energia, autoconfiança e saúde, auto-estima melhorada, menos dores e desconfortos. Você pode sentir tudo isso e manter pelo resto da vida, sem que lhe escape como nas outras vezes. O círculo vicioso do emagrecimento vai desaparecer para sempre.

    Se você estiver em dúvida quanto a iniciar ou não este programa de emagrecimento, considere o seguinte: muitas pessoas ganham alguns quilos, a cada ano, devido ao fato natural de o organismo ficar mais lento com o passar da idade. Somando-se a isso o fato de que são necessárias apenas 20 e poucas calorias extras por dia para engordar 900 gramas por ano, o resultado é que se você estiver hoje com 4 quilos de sobrepeso e não fizer nada, daqui a um ano, você poderá ter 5 quilos ou 6 quilos a mais; depois de mais um ano, talvez 7 ou 8 quilos de excesso de peso, e assim por diante. No entanto, em vez de engordar, você pode emagrecer e manter o peso alcançado, praticando os princípios ensinados neste programa.

    Faça uma avaliação gratuita agendando sua consulta pelo link Fale Conosco

  • Neuropsicologia

    A neuropsicologia é uma interface ou aplicação da psicologia e da neurologia, que estuda as relações entre o cérebro e o comportamento humano, contudo praticamente dedica-se a investigar como diferentes lesões causam déficits em diversas áreas da cognição humana.

    A principal pergunta da neuropsicologia é qual área específica do cérebro controla ou media as funções psicológicas. O principal método de estudo usado pelos neuropsicólogos é o estudo do comportamento ou mudanças cognitivas que acompanham lesões em partes específicas do cérebro.

    Além disso, fornece dados objetivos e formula hipóteses sobre o funcionamento cognitivo, atuando como auxiliar na tomada de decisões de profissionais de outras áreas, fornecendo dados que contribuam para as escolhas de tratamento medicamentoso e cirúrgico, avaliações de crianças, adolescentes e adultos, alterações funcionais cerebrais, personalidade, memória, linguagem, atenção, entre outros.

    Fernanda Garcia Perez – Mestre e Especialista em Neuropsicologia e Avaliação Psicodiagnóstica – CRP 07/13802

  • Orientação Profissional

    Este serviço se destina à executivos em geral, profissionais qualificados e especializados, de nível superior, e universitários recém formados que possuem habilidades, experiências, qualificações técnicas e acadêmicas, talento e grande potencial.

    Nossos serviços são utilizados tanto por profissionais experientes que estão trabalhando normalmente no mercado como por jovens talentosos e recém formados, em início de carreira, e por profissionais que estão em processo de recolocação profissional – todos eles buscando novos desafios e novos horizontes, junto com qualidade de vida, para si e para seus familiares.

    A orientação profissional engloba as seguintes etapas:

      • Orientação e elaboração conjunta do novo Curriculum;
      • Participação em entrevista de avaliação e orientação psicológica e profissional, envolvendo testes específicos, planejamento de carreira e assessoramento técnico.
      • Orientação e direcionamento para entrevistas, incluindo técnicas de marketing pessoal e preparação para processos seletivos, além de simulações de entrevista.
      • Orientação do profissional para entrevistas, verificando a identificação com as vagas disponíveis, adequação do perfil e qualificações para o cargo.

    O mercado de recolocação profissional (pessoa-física) ou Outplacement – como é conhecido quando oferecido no modelo empresarial/corporativo – é uma atividade lícita, complexa e muito necessária, possuindo grande demanda de serviços, justamente porque cada vez mais pessoas necessitam de apoio e orientação especializados para que possam enfrentar, com diferenciação, os processos de seleção das empresas – esses cada vez mais exigentes.

    Entre em contato agora mesmo e agende uma visita gratuita para saber mais sobre este trabalho.

  • Orientação Vocacional

    Este trabalho é destinado à adolescentes que têm dúvidas sobre qual profissão escolher (tanto cursos universitários quanto técnicos) ou para quem iniciou um curso de graduação mas desistiu ou está desistindo.

    O psicólogo pode oferecer elementos, por meio de instrumentos e métodos apropriados, para que essa importante escolha seja feita de maneira madura e consciente.